Quinta-feira, 14 de Maio de 2015

Casal "foge" de Lisboa e produz ervas aromáticas no Alentejo para exportação

(notícia de hoje no sapo.pt)

  

LUSA

*** Sérgio Major (texto) e Nuno Veiga (fotos), agência Lusa ***

  

horta vale bexiga alcáçovas.jpg

 

Alcáçovas, Évora, 12 mai (Lusa) - Um casal de Lisboa "troca", todos os fins de semana, o rebuliço da capital pela tranquilidade da vila alentejana de Alcáçovas, onde possui uma exploração biológica de ervas aromáticas, que exporta tudo o que produz.

Gabriela Alves e António Ferreira começaram a concretizar "o sonho de trabalhar na agricultura e viver no Alentejo", em 2011, com a compra de um terreno em Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo (Évora).

"As ervas aromáticas sempre foram vistas como uma âncora para virmos viver para o Alentejo", mas, até agora, ao fim do terceiro ano do projeto, "ainda não conseguimos fazer a transição", conta à agência Lusa Gabriela Alves.

Os dois mantêm as suas atividades profissionais, ela professora e bibliotecária e ele empresário de madeiras, na zona de Lisboa, onde residem, porque ainda precisam dos seus "ordenados para investir" no projeto.

"Ainda não podemos viver só disto, porque [o negócio] ainda não é sustentável, mas estamos a trabalhar para que possamos vir viver para cá, a tempo inteiro, dentro de um ou dois anos", afirma.

Com o fim dos apoios do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER), os dois "novos lavradores" enfrentam o desafio de "tornar sustentável" a exploração, não só para permitir a sua mudança definitiva, mas também para pagar os ordenados aos dois funcionários.

Na Horta Vale Bexiga, com quase quatro hectares de terreno, Gabriela e António produzem, sobretudo, lúcia-lima, mas também, embora em menor quantidade, hortelã-pimenta, erva-príncipe, erva-cidreira e tomilho-limão.

"Depois de algumas experiências, optámos pela lúcia-lima, a minha erva favorita, porque tem um aroma fabuloso, faz uma ótima infusão e dá-se muito bem aqui no terreno", justifica.

Segundo a empresária, toda a produção é vendida para os "grandes centros e laboratórios" da Europa, situados em França e Alemanha, destinando-se às indústrias alimentar, farmacêutica, cosmética e ervanária.

Ao contrário de 2014, este ano a produção de ervas está "correr muito bem" e até já foi feito "o primeiro corte em abril", revela, prevendo atingir as "três ou quatro toneladas de ervas em seco".

Gabriela e António não querem ficar-se apenas pela produção de ervas aromáticas e ambicionam desenvolver um projeto de animação turística ligado ao tema.

// MLM

Lusa/Fim

   

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 12:54
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog