Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

Como preparar os jovens para o futuro?

Aprender o quê num mundo em que o desenvolvimento tecnológico cresce exponencialmente?

Será que aquilo que se ensina hoje nas escolas será suficiente para arranjar um emprego daqui a 10, ou 5, ou mesmo 3 anos?

Os nossos jovens quando acabarem a sua formação escolar irão deparar-se com novas tecnologias, que ainda não tinham sido inventadas quando andavam na escola.

As nossas escolas estão a preparar estudantes para empregos que ainda não existem a, portanto, para os quais os alunos de hoje não estarão preparados.

Mas se assim é, também a escola devia acompanhar esta mudança, rápida e imprevisível.

Mas será isto viável?

Como preparar professores para esta necessidade de actualização permanente num mundo em que a mudança é o padrão esperado?

Como preparar um jovem para um futuro, a curto prazo, em que a flexibilidade do emprego será uma consequência da constante e vertiginosa evolução de todas as tecnologias, de todas as ciências?

O que se ensina hoje, na maioria das áreas curriculares será mera história daqui a meia dúzia de anos.

Mas a escola dos nossos dias ainda não conseguiu, ou não foi capaz, entender nem acompanhar o desenvolvimento em todas as áreas do conhecimento e a quantidade e a variedade da informação gerada no mundo de hoje.

Toda a informação gerada neste ano é maior do que a acumulada nos últimos 5000 anos.

Hoje o que devíamos acentuar, privilegiar no ensino deveria visar o desenvolvimento das capacidades de raciocínio, de investigação, de auto aprendizagem para toda a vida. Mais do que arquivar memórias (rapidamente obsoletas) nas cabeças dos jovens é preciso agilizar, capacitar para compreender, para raciocinar, para analisar, para estudar.

Claro que sempre (?) teremos que continuar a ensinar, mais ou menos como se vai fazendo actualmente, algumas disciplinas como línguas (não na óptica de uma só língua nacional, mas de várias línguas), matemática e pouco mais.

“Perder” tempo, 10 anos ou mais, a armazenar informação que se desactualiza rapidamente a cada ano que passa, não é solução e irá causar, dentro de poucos anos (ou já?) enorme frustração.

 

AC

 

 

publicado por alcacovas às 13:00
| comentar
1 comentário:
De Luís Grosso a 31 de Dezembro de 2009 às 15:59
Concordo totalmente! Vejamos o caso da economia em que tudo o que se ensina hoje está posto em causa por causa da grave crise que todos vivemos. Estou a estudar História do Pensamento Económico para um exame que tenho no dia 5 e achei muito pertinente este post. Muitas das coisas que estou a ler eram estudadas na época e vistas como o ideal para o desenvolvimento económico e hoje muitas delas são vistas como ideias totalmente erradas. De muitas delas apenas ficou a sua marca histórica e nada mais do que isso. Será que daqui a uns anos olhamos para trás e vimos toas as teorias económicas que se estudam acatualmente nas escolas de economia como apenas factos históricos?


Comentar post

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog