Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Corrupção Desavergonhada

Já algumas vezes foi abordado o tema da corrupção aqui blog. Nunca é demais insistir nesta temática.

 
A corrupção está exageradamente generalizada na nossa sociedade, e isso não se deve apenas a questões culturais, como na maioria das vezes se quer dar a entender. A corrupção existe porque temos uma sociedade demasiado complexa e com uma Lei desfavorável aos cidadãos sérios.
 
A sociedade é complexa, porque foi criada assim. A sociedade é complexa, porque tem um Estado complexo. A sociedade é complexa, porque a Lei é enviesada. A sociedade é complexa porque continua a ser desenvolvida assim.
 
A ideia que tenho é que tudo está feito para ser corruptível. Se tivéssemos pouco Estado, ou pelo menos um Estado mais agilizado dificilmente seria possível corromper as pessoas que fazem parte das suas instituições. É claro que esta é uma situação la palisse, isto porque só há corrupção quando há Estado.
 
Esclarecendo um pouco mais. Quando o Estado funciona com os seus tentáculos na sociedade e na economia, significa que tudo passa por si ou então depende de si. Assim, se o Estado é um agente, muitas vezes cliente e fornecedor de si próprio, outras tantas vezes é agente e ao mesmo tempo é o seu próprio fiscalizador, é difícil ser isento e evitar a corrupção. Aliado a tudo isto, temos uma teia legislativa demasiado complexa que em nada inibe a criminalidade.
 
Pior de tudo, o Estado é um forte concorrente dos privados, estreitando-lhes a margem de progressão. O Estado engorda para satisfazer os seus clientes, ou seja, para servir os partidos que lhe “fornecem a democracia”. O Estado, nomeadamente no caso português, não é verdadeiramente protector dos seus cidadãos e empresas, mas sim um agente que complica a vida dos seus actores sócio-económicos. O Estado não faz aquilo que deveria fazer correctamente, que é fiscalizar bem.
 
Repare-se noutro aspecto, é o Estado (em posição de cliente) que faz o preço das obras que pretende realizar e dos serviços que pretende adquirir, logo dificilmente controla o preço e vai compras mais caro do que as coisas valem. É claro que todas estas situações pervertem a lógica económica de qualquer sociedade. Aliás, são factores facilitadores das situações que fomentam a corrupção.
 
O Estado fomenta excepções, as excepções fomentam a desigualdade. Logo, a injustiça e a corrupção aumentam significativamente. Mais um exemplo, porque é que o Estado necessita de excepcionar os grandes projectos com forte impacto ambiental? De outra forma, porquê a existência de PIN´s? Porque é que todos os investimentos não são tratados da mesma forma?
 
Então põe-se a questão de porque é que os países nórdicos (Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, etc) têm baixos índices de corrupção? A resposta é efectivamente simples: porque fazem precisamente ao contrário dos outros países. Têm uma legislação simples e muito clara, pequena também; Têm um Estado que funciona onde deve funcionar, o qual aplica todos os recursos dos contribuintes (entenda-se impostos), de uma forma transparente. Depois, o próprio Estado é feito de estruturas agilizadas, modernas, com pessoal qualificado. Porque é que os outros não fazem igual?
 
Enquanto o Estado seguir o modelo que tem vindo a seguir, é garantido que vamos ter mais corrupção. Aliás, vai ser quase impossível viver sem a corrupção generalizada.
 
Por isso mesmo, parece-me que não podemos continuar a olhar “alegremente” para esta degradante situação. A cidadania é decisiva para combater esta grave situação. Começa nas nossas casas, passa pela escola, passa pelas associações e por todas as pessoas sérias da nossa sociedade.
 
António Costa da Silva
publicado por alcacovas às 13:51
| comentar
2 comentários:
De alcacovas a 10 de Novembro de 2009 às 21:03
Não concordo nada com esta visão!
O Estado é composto pelas pessoas, pelos cidadãos. Se o estado é corrupto é porque as pessoas são corruptas. Não gosto nada da perspectiva de que o estado é que nos leva a ser corruptos, como se funcionasse como um agente condicionante/forçador de personalidade.
Se os países nórdicos têm os menores índices de corrupção deve-se a uma questão cultural (àquilo que dizes no último parágrafo): é uma questão de cidadania, que passa por uma formação cívica e mudança de comportamentos em ambiente familiar, escolar, profissional e social; e, sobretudo, pelo cultivo de sentido crítico nos cidadãos e de principios de pertença e lealdade no colectivo.
Abraço,
B. Borges
De alcacovas a 11 de Novembro de 2009 às 01:49
Compreendo.
Abraço
António Costa da Silva

Comentar post

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog