Domingo, 8 de Novembro de 2009

Previsões Económicas

 

 

A comissão europeia lançou recentemente o Forecast de Outono para a economia europeia. Pode consultar o documento completo aqui.
As previsões económicas de Outono embora não sejam más, também ainda não são aquelas que deixarão os portugueses a respirarem de alívio. Vejamos:
O PIB nacional terá uma forte recuperação (3,2 p.p), que será quase totalmente anulada, pelo crescimento negativo que a economia portuguesa teve em 2009. O que faz com que o crescimento do PIB em 2010 se fique pelos 0,3%. Já em 2011 estima-se que o PIB apresente um melhor comportamento, com um crescimento de 1%.
As previsões económicas têm no entanto alguns dados que merecem destaque:
- O aumento do consumo privado e a diminuição do consumo público;
- O aumento das exportações e a diminuição das importações (o que será importante para a redução do nosso deficit gémeo que o Presidente da Republica tanto fala)
- Embora ainda continue com um crescimento negativo o emprego têm tendências em crescer;
- O preço da mão-de-obra apresenta tendências para diminuir o que será um factor de competitividade que fará aumentar as exportações (embora aqui tenha também um efeito negativo, que será a redução dos salários ou a redução de força produtiva);
- O desemprego manter-se-á constante em 2010 e só no ano de 2011 é que apresentará uma pequena diminuição de 1 p.p.
 
Num debate da semana passada na assembleia da república o ministro Teixeira dos Santos justificou o aumento da dívida pública com a diminuição da receita fiscal, para isso não contribuiu nenhuma diminuição dos impostos por parte do governo, mas sim uma diminuição da massa tributável. É errada na minha opinião está política do governo de financiar a divida pública através da receita fiscal, pois a carga fiscal atrofia a economia leva ao desinvestimento do lado das empresas e às famílias viverem sufocadas em impostos deixando de consumir.
Defendo que o deficit português deve ser controlado do lado da despesa (diminuição do peso do estado na economia, actualmente o estado consome cerca de 50% da riqueza criada em Portugal) e não do lado da receita. Se as coisas continuam desta forma as contas públicas serão insustentáveis no médio/longo prazo.
 
Ricardo Miguel Vinagre

 

publicado por alcacovas às 16:27
| comentar
1 comentário:
De peixebanana a 8 de Novembro de 2009 às 17:50
Ou seja é melhor mas continua tudo na mesma.

Comentar post

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog