Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

Um horizonte tão longínquo para uma visão tão curta

Foto retirada do site da CMVA

 

 

Neste fim-de-semana tive a visita de um grande amigo meu. Em tom de conversa, (naquelas intermináveis) falámos de muita coisa, e um dos temas que naturalmente veio à baila, foi precisamente a crise que o País está sofrendo.

 

Nestes prós e contras de lamentos, de falta de respostas e até potenciais soluções, o tema veio de encontro às grandes dificuldades alentejanas (e do interior) e inevitavelmente para a discussão dos problemas concelhios.

 

Em determinada altura informei-o que apesar desta terrível conjuntura económica, ainda persistem iniciativas bastante interessantes neste concelho, que é pena não serem devidamente apoiadas. A grande maioria delas são viáveis e criam postos de trabalho, remando dessa forma contra a maré. Obviamente são uma “pequena gota de água no bico do passarinho para apagar o imenso incêndio que assola floresta”, mas ainda assim a fazer a sua parte.

 

É claro que falámos dos atrasos dos fundos comunitários, nomeadamente do PRODER (principal instrumento para apoiar as micro e pequenas empresas em meio rural). Falámos das incompetências do Estado na aplicação de tal instrumento. Falámos neste tipo de falta de resposta, para assim se evitar a derrocada destes frágeis tecidos empresariais.

 

Como curiosidade e como forma de demonstrar que ainda vão surgindo iniciativas por estas bandas, contei-lhe que ainda há bem pouco tempo houve um concurso de venda 2 lotes de terreno para a Zona Industrial das Alcáçovas, e que compareceram mais propostas do que o número de lotes que foram anunciados. Infelizmente, essas iniciativas, que não ganharam o concurso, não puderam beneficiar de um espaço para então criarem as suas unidades de produção nesta vila.

 

Ele então perguntou-me (tendo em conta toda esta conjuntura) se nos “podíamos dar ao luxo” de não aceitar esses projectos empresariais. Perguntou-me como é possível haver tanto espaço (de grande planície) e não haver lugar para novas unidades de produção.

 

É claro respondi-lhe com a velha resposta: O PDM foi mal feito, está cheio de limitações. A Câmara Municipal de Viana do Alentejo tem um terreno adquirido em zona contígua à Zona Industrial das Alcáçovas, mas que está em Reserva Ecológica Nacional e por isso mesmo não pode lá construir nada, pelo menos até o PDM ser revisto. Blá, blá, blá, blá …

 

No fundo, “encolhi-me” na resposta para evitar que a imagem do concelho ficasse ainda pior na “fotografia” e que não ficassem evidenciados todos os aspectos relacionados com a falta de visão de futuro que há muito persiste no nosso executivo autárquico.

 

E esta, é só uma delas.

 

No fundo, um horizonte tão longínquo para uma visão tão curta.

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 11:32
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog