Domingo, 26 de Julho de 2009

Anonymous

Por motivos de ordem profissional nos últimos tempos não tenho publicado qualquer artigo de opinião no Alcáçovas. Esporadicamente publico alguns post´s, que se resumem a sugestões de leitura e pouco mais. O último artigo de opinião que escrevi neste espaço data de 25 de Abril deste ano, mas o facto de não escrever não significa que não visite e não siga com todo o interesse a actividade do blog e de outros blogs do concelho.

O primeiro blog que conheci em Portugal e que me inspirou e me levou a lançar o desafio de criar este blog foi o Abrupto do Pacheco Pereira. Como todos sabemos destacado militante social-democrata, por isso o seu blog tinha e continua a ter um cariz político, muito embora passem por lá muitos outros temas. Assim aconteceu e acontece neste blog, tem um cariz político, pois aqui discutem-se ideias para melhorar Alcáçovas, o Concelho de Viana do Alentejo e mesmo ideias para o país, mas não tem partido político. Não existe aqui um esquema montado para fazer passar ideias do partido A, B ou C. Existem sim pessoas com diferentes ideologias e pensamentos políticos e que dentro do bom senso que tem de existir num blog partilhado publicam as suas ideias. Sempre assim foi e sempre assim continuara a ser!
Talvez por esta característica tão invulgar, de pessoas com diferentes pensamentos conseguirem conviver harmoniosamente num mesmo espaço, este blog é uma referência. Tão ou mais importante que o facto que em cima referi é a convicção que todos temos que este espaço já não nos pertence, pertence sim a todos aqueles que no seu dia a dia o visitam e que fazem dele o que é hoje. Como tal, é importante que cada vez que liguemos o nosso computador para publicar um post tenhamos noção que estamos a escrever as nossas ideias para os outros as lerem e não no nosso Moleskine!
No entanto, nas minhas visitas pela blogosfera concelhia (que inclui como é óbvio o Alcáçovas) desagrada-me o que vejo. As eleições autárquicas foram transformadas numa autêntica batalha campal, onde a politica e as ideias para o concelho de Viana do Alentejo passaram para temas secundários sendo o tema principal de debate o ataque pessoal. Posso discordar totalmente de muitos post´s que têm sido publicados em alguns blogs, mas acabo por dar valor às pessoas que os escrevem pois dão a cara e identificam-se com aquela forma de pensar. O que me desagrada é o anonimato, detesto a cobardia, sempre detestei os cobardes porque cheiram mal, cheiram a mijo pois com tanto medo mijam na roupa. Por isso repugnam-me! Falo para todos aqueles que já fizeram comentários anónimos, mesmo aqueles que antigamente os faziam e agora tem a caixa de comentários do seu blog cheia de anónimos!
Tenho lido comentários vergonhosos que destilam veneno a acusarem pessoas de tudo e mais alguma coisa. Para mim por trás de um comentador anónimo está sempre um falhado, alguém frustrado com a vida e como tal tenho piedade deles, mas não me deixam de meter nojo.
Aqui no Alcáçovas, aplicamos um critério muito simples, cada um aprova os comentários aos seus post´s e cada um aplica as regras que quer aos anónimos a minha é simples “APAGAR”.
Por vezes quando entro nas caixas de comentários e leio tantas asneiras só me apetece escrever: Calma, isto são só as eleições autárquicas, onde nem só o vosso partido se pode candidatar. Mas depois lembro-me que estou a escrever para pessoas que consideram a Coreia do Norte como um democracia e então não o faço.
Aqueles que tiveram paciência, de ler até aqui agradeço e só lhes peço uma coisa, não façam comentários anónimos, pois vão-me fazer perder tempo a apaga-los!
 
Ricardo Miguel Vinagre
publicado por alcacovas às 00:45
| comentar
4 comentários:
De Diogo Grosso a 26 de Julho de 2009 às 12:05
Uma palavra: Excelente, Ricardo =)
De alcacovas a 26 de Julho de 2009 às 13:08
Gostaria de fazer minhas as tuas palavras.
Este nosso blog precisa de ti.
Um grande abraço
AC
De alcacovas a 26 de Julho de 2009 às 13:25
Impecável e em forma.
Abraços
Fabi
De Manuel Baião a 27 de Julho de 2009 às 19:02
"por trás de um comentador anónimo está sempre um falhado, alguém frustrado com a vida e como tal tenho piedade deles, mas não me deixam de meter nojo"

Qual a diferença entre um comentário anónimo e um outro publicado sob heterónimo? Que chamaríamos aos Ricardos Reis, Álvaros de Campos, Albertos Caeiros, e outros que tais? Que faríamos aquelas mulheres que se tiveram de transvestir em homens para poderem expor a sua literatura e as suas ideias? Em que nível colocaríamos os anónimos homens e mulheres da resistência, na Segunda Guerra Mundial? Que faríamos a tantos antifascistas do passado e do presente?

Numa sociedade como a nossa, particularmente num Concelho como este, é perfeitamente compreensível que as pessoas não se sintam confortáveis em expor publicamente as suas opiniões. O anonimato permite-lhes, como diz um amigo meu, "libertar a alma" e expor sem condicionamentos as suas ideias. Para alguns é a forma de darem os primeiros passos no exercício da escrita de opinião.

Cabe aos administradores dos blogues filtrarem os comentários que lá são publicados. Têm um vasto rol de possibilidades para tal, não se deviam eximir à responsabilidade de o fazerem, fiscalizando o que é escrito nos seus “diários”. Aliás os anónimos só escrevem nos blogues em que os seus administradores lho permitem. Também é certo que alguns blogues propositadamente consentem que todo o lixo por lá fique, terá a ver com a estratégia que definiram, eles lá sabem porquê.

A blogosfera tem contribuído, a meu ver no nosso concelho, para lançar as primeiras pedras de um importantíssimo instrumento de fiscalização do poder, a Opinião Pública. Como todas as coisas em princípio de vida, dão-se uns trambolhões e fazem-se algumas asneiras, são dores de crescimento, cabe-nos a todos colaborar no limar das imperfeições. Pior que dizerem ou fazerem mal, é não dizerem ou não fazerem nada.

Na sociedade com que acredito, todos sonhamos, onde a cidadania estimulada e respeitada por todos será praticada de forma natural no dia-a-dia, não haverá certamente necessidade de artifícios como o do anonimato, mas até lá vamos ser tolerantes.

Manuel José Serpa Baião

Comentar post

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog