Domingo, 26 de Abril de 2009

Discurso de Francisco Mestre - Presidente da Secção de Viana do ALentejo do PSD

 

 

 

PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA

CONCELHIA DE VIANA DO ALENTEJO

 

 

35º ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL

 

Exmo Senhor 1º Secretário da Assembleia Municipal,

Exmo Senhor Presidente da CMVA,

Exmos Senhores Eleitos

Convidados,

Minhas Senhoras e Meus Senhores,

Muito Bom Dia Todos,

 

Inicio esta intervenção com uma palavra de respeito e admiração para com aqueles que, debaixo de uma forte opressão, e correndo mesmo risco de vida, planearam e executaram a revolução de Abril. É a esses homens e mulheres que devemos aquilo que hoje temos.

 

Há 35 anos o país renascia. Ficavam para traz 48 anos de repressão e opressão. A liberdade, em todos os sentidos, estava por fim nas mãos dos Portugueses. Essa liberdade trazia com ela uma oportunidade, a oportunidade de uma vida melhor, em que todos eram vistos como iguais, em que os serviços básicos eram para todos: Saúde, Educação, Justiça.

 

É sempre bom não esquecer que alguns indivíduos, meses depois, tentaram roubar este sonho aos Portugueses.

 

Essa oportunidade trazia, também, uma nova forma de poder autárquico (passando a ser eleito pelos cidadãos portugueses), definindo-o como o principal meio de contacto com as populações.

 

As autarquias são responsáveis pelo bem-estar dos meios onde se inserem, por proporcionar às suas populações boas condições de vida e boas condições para desenvolverem as suas actividades.

 

Por isso mesmo, graças a Abril, podemos falar hoje de poder autárquico verdadeiramente eleito pelas suas populações. Podemos hoje criticar livremente as opções erradas que os leitos vão tomando. Podemos hoje, tal como aqui estamos a fazer, assim como é possível fazer noutros meios, expressar livremente todas as nossas opiniões, sem que para isso, exista o medo das repercussões que possam existir posteriormente.

 

Abril deu-nos isso e é sem dúvida uma das suas maiores riquezas.

 

Abril também é poder autárquico. Desta forma, trago algumas reflexões sobre a problemática actual com que se debate o poder autárquico.

 

É responsabilidade das autarquias manter os centros históricos em boas condições e apresentáveis á sociedade, é também responsabilidade das autarquias manter as vias de comunicação em bom estado, de forma a permitir uma boa circulação de pessoas e dos seus bens.

 

Seria bom que as autarquias funcionassem como uma espécie de embaixador dos seus concelhos, promovendo os seus produtos, a sua história, a sua cultura, as suas riquezas, os seus monumentos, e tudo aquilo que de melhor se faz nos seus concelhos. Mas, para isso, é preciso identificar claramente os objectivos que se pretendem atingir, não só vocacionados para o curto prazo (para o voto), mas, sobretudo, para o médio e longo prazo, de forma a também beneficiar as gerações vindouras.

 

Sem um bom trabalho de casa é impossível passar uma boa imagem do concelho, é impossível atrair pessoas para o concelho. Vivemos um momento em que o Estado Central apresenta políticas de abandono do interior, sem quaisquer preocupações ao nível duma estratégia de desenvolvimento rural e regional, em que a tendência é para abandonar todos os serviços de proximidade que existem no meio rural. O papel das autarquias torna-se ainda mais fundamental para inverter essa tendência.

 

Nesse sentido, devem ser criadas condições para a atracção e fixação de novos habitantes, tais como melhores e novas zonas industriais, centros empresariais, centros incubadores de empresas. Estruturas estas viradas essencialmente para os produtos regionais, e com isto quero dizer que deve ser feita uma aposta clara naquilo que de melhor se faz no nosso concelho, seja na área das infra-estruturas, seja na área do conhecimento, seja na área da comunicação e imagem.

 

Chega de obras para “fazer vista”, ainda para mais em tempos de crise! Abril não foi pensado para isso.

 

Termino esta intervenção dedicando uma palavra àqueles que um dia deram a sua juventude, e alguns a sua vida, em nome de Portugal em terras do ultra-mar. Essas pessoas que corajosamente combateram na guerra colonial e que por vezes são esquecidas e até marginalizadas pela nossa sociedade e pelos nossos governantes.

 

Viva o 25 de Abril.

 

 

Francisco Aquilino Chibeles Mestre

 

Presidente da Secção Concelhia do PPD/PSD Viana do Alentejo

 

 

Viana do Alentejo, 25 de Abril de 2009

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 12:47
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog