Terça-feira, 27 de Setembro de 2005

Autarquicas 2005

Dentro de dias vamos escolher os futuros autarcas para o Concelho de Viana do Alentejo.
Como por todo o País os eleitores vão avaliar as diversas candidaturas e, sobretudo avaliar os cabeças de lista, partidários e independentes.
Penso que as eleições autárquicas são a expressão mais humana da democracia, pois aqui vamos votar num ser real e não num ente "virtual". Os candidatos são pessoas que eu conheço, com as quais me cruzo na rua, que se sentam ao meu lado no café.
Nas eleições nacionais os candidatos são imagens num ecran de TV, vozes na Rádio, fotos e entervistas nos Jornais.
Presumo que são seres de carne e osso como eu, mas não os conheço.
Tenho que admitir a sua existência e, mais complicado, tenho que acreditar que o carácter, a personalidade, a competência, a honestidade desses candidatos são o que os respectivos Partidos e, sobretudo os Media, nos mostram, nos transmitem.
Quantas vezes oiço alguém dizer: "cicrano parece ser duro, intransigente, pouco
simpático" para logo alguem atalhar:"olha que cicrano não é nada disso, já falei com ele e pareceu-me uma excelente pessoa, afável, delicado, muito diferente do que parece na TV".
Nas eleições nacionais a escolha dos eleitores faz-se mais por partidos do que por pessoas, sendo estas sempre escolhidas pelos partidos. Só nas autárquicas é que podemos escolher pessoas, independentes, ou até afastadas pelos seus partidos.
Bem ou mal a nossa escolha é ou pode ser baseada no conhecimento que temos dos candidatos, colocando a opção partidária num segundo plano.
Aqui se encontra a verdadeira escolha democrática directa ou quase directa.
Mesmo depois das eleições temos a possibilidade de interpelarmos ou criticar directamente os autarcas que elegemos o que não é possível a nível dos orgãos nacioais.
Outro aspecto que considero importante é o da continuidade dos mandatos.
Os poderes, responsabilidades e autonomia dados às autarquias locais permitiram um desenvolvimento local a todos os níveis, com significativo envolvimento cívico das populações, que são, para mim, a maior vitória do 25de Abril.
Infelizmente o sucesso, a abnegação e a isenção iniciais começaram a esmorecer, a definhar e, nalguns casos, a evoluir no sentido mais perverso, corrupção, nepotismo, etc.
É triste, mas pode e deve ser remediado e uma das decisões fundamentais será a da redução do número de mandatos, que foi agora aprovada, tarde e tímida.
Vai ser difícil e demorado inverter alguns dos muito erros cometidos. A duração prolongada de mandatos, transformaram algumas Câmaras em sistemas complexos, pesados, com baixa produtividade, carentes de competências, infectados por interesses diversos (partidários, económicos, corporativos...) que não mudam pelo simples facto de mudarem os autarcas.
Autarquias geridas pelas mesmas pessoas durante muitos anos criaram uma espécie de regimes vitalícios que não querem mudanças e vão resistir tenazmente a quaisquer alterações/reorganizações/inovações.
Mas tem que ser feito e o mais depressa possível.
Vamos conversando.
André Correia
27/09/2005
publicado por alcacovas às 08:37
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

Pesquisar neste blog