Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Crime: PJ de Setúbal prende casal de toxicodependentes por homicídio

Pediram boleia para matar

Após uma semana de investigações, a Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal prendeu um casal de toxicodependentes, suspeito de ter morto um homem, de 51 anos, passando-lhe por cima com um automóvel. O crime ocorreu na noite de 10 de Julho, perto de Sines, após a vítima ter parado para dar boleia aos homicidas.

 

AntónioPenetra da Cruz, um tubista de 51 anos, conduzia de regresso a casa após um dia de trabalho numa empresa do complexo petroquímico de Sines.

 

Quandopassava pela rotunda da Barbuda, a cinco quilómetros a norte de Sines, António deparou-se com um casal que pedia boleia. Estacionou o Daewoo que conduzia, e saiu do carro para falar com o casal.

 

Segundo a PJ, o homem, de 24 anos, e a mulher, de 28, agrediram--no logo. Usaram de extrema violência, tendo António Cruz sido atingido com sucessivos murros e pontapés. "O casal queria tirar-lhe os cartões multibanco, e obrigá-lo a dizer os códigos", disse ao CM fonte da PJ.

 

Com a cara bastante ensanguentada, e ferimentos na cabeça, o homem foi obrigado a entrar de novo na viatura e, com o casal no banco de trás, obrigado a conduzir até um local ermo.

 

Neste local foi de novo obrigado a sair, e agredido ainda com mais violência. Mas António resistiu, defendendo-se como podia. Ao perceber que o assalto ia sair frustrado, a mulher entrou no carro de António, e arrancou. A vítima foi atropelada, tendo ficado debaixo da sua própria viatura.

 

A gravidade dos ferimentos na coluna acabaram por levar à sua morte. Os dois assaltantespuseram-se em fuga, levando apenas a carteira da vítima.

 

Populares descobriram o corpo de António Cruz só na manhã seguinte. A PJ de Setúbal assumiu a investigação e, através da recolha de vestígios no local do crime, consumaram anteontem a prisão dos dois autores do homicídio. Aguardam ambos julgamento em prisão preventiva.

 

HÁ 38 ANOS EM PAIO PIRES

 

António Penetra Cruz, os pais, e dois irmãos, chegaram a Paio Pires, no concelho do Seixal, há 38 anos. Casou-se ali, e foi também nesta localidade que nasceu a sua única filha, hoje com 25 anos. Todos na aldeia o conheciam e, recentemente, notavam também a sua ânsia em trabalhar e ajudar a família. "Estava inscrito numa empresa de trabalho temporário e tinha sucessivos contratos para trabalhar no estrangeiro", disse ao CM um conhecido de António Cruz. Na semana anterior à sua morte, regressou de um período de trabalho na Holanda.

 

PORMENORES

 

CADEIAS DIFERENTES

 

Por decisão do juiz, o casal aguarda julgamento em cadeias diferentes. Ele fica preso em Setúbal, ela está encarcerada em Odemira.

 

REFERENCIADOS

 

Fonte policial disse ao CM que os autores de homicídio de AntónioPenetra Cruz já estavam referenciados pela prática de roubos.

 

 

DEIXA VIÚVA E FILHA

 

AntónioPenetra Cruz residia na Quinta da Flamância, em Casal doMarco, Seixal. Deixa viúva, e uma filha de 25 anos, enfermeira estagiária.

 

FAMÍLIA EM ALCÁÇOVAS

 

A família da vítima do homicídio refugiou-se em Alcáçovas (vila alentejana onde nasceu António Cruz). Os familiares mais próximos disseram ao CM não ter ainda sido informados da detenção do casal de homicidas.

 

Retirado do correio da manha

 

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 00:28
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

Pesquisar neste blog