Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007

Um exemplo!

Questão: Este é o projecto da sua vida?

José Roquette: Do final da minha vida sim[lembro que José Roquette é homem com 70 anos]. Do ponto de vista empresarial, é a minha grande preocupação estratégica. E acredito que venha a criar uma âncora de desenvolvimento no interior do país. Ao mesmo tempo, interessa ver se consigo combater a desertificação. Ainda deixam o Alentejo cerca de 10 pessoas por dia.

Questão: Mas sendo o Parque Alqueva um projecto direccionado para segundas residências, isso será suficiente para fixar as pessoas?

José Roquette: É o que vai justificar o tipo de empregos que vão aparecer ali. E volto a repetir: é muito mais promotor de qualidade do que o chamado turista passante que, a dada altura, por razões de mercado e ciclo económico, tendem a criar alternativas de baixa qualidade. Foi o que aconteceu no Algarve. Para fazer mais um aldeamento, meter as casinhas umas em cimas das outras, não estou nessa nem morto! Por isso tenho a preocupação de defender o que ali vai acontecer e vai mudar aquela zona. Espero que para melhor.

Questão: Quantos postos de trabalho se vão criar?

José Roquette: Vão ali ser criados 3 mil postos de trabalho directos, no total poderá ultrapassar os dez mil. O problema está em saber depois quem é que vai para lá. Não vai ser fácil encontrar pessoas com as qualificações exigidas. Mas esse trabalho já está a ser feito. Dentro dos acordos que já existem com a Universidade de Évora, já estamos a criar condições para fazer treino intensivo de uma parte importante desses postos de trabalho novos.   

Excerto de uma entrevista dada pela empresário José Roquette à revista "Dia D" do "Público", de 20/10/2006.

Não foi fácil, nem inocente a vinda de José Roquette para o concelho de Reguengos de Monsaraz. Ele teve apoios e incentivos da própria autarquia para se fixar nessa zona. Obviamente que contou com a mais-valia de uma obra estruturante e de grande dimensão.  E agora podem imaginar o impacto que este investimento terá nos concelhos limítrofes? Mas quanto não poderia o concelho que tanto amamos fazer para cativar investimento, seja nacional, seja estrangeiro, de forma a desenvolver economicamente a nossa região? Existe na Câmara Municipal de Viana do Alentejo um gabinete que tenha como principal objectivo, o que atrás descrevi? Se sim, que resultados práticos tem tido?

Quem se recusa a admitir que é a Economia o motor do desenvolvimento de toda uma sociedade, parece-me sinceramente, que mantém uma postura autista face ao Mundo Contemporâneo. 

Noutras ocasiões, tentarei trazer-vos até este espaço, exemplos, de norte a sul de Portugal de concelhos, mais ricos ou mais pobres, com ajudas estatais ou individualmente, que almejaram cativar grupos económicos nacionais, estrangeiros, micro e médias empresas, inclusivé de empresários locais para atingirem um fim comum: o desenvolvimento das suas terras!

Abraço

Frederico Nunes de Carvalho  

publicado por alcacovas às 16:21
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog