Sábado, 5 de Março de 2011

BAILE DE CARNAVAL COM JANTAR - SCA

baile_carnaval

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:42
| comentar

Os Punidores

8111662_KMhZa

 

Do Henry Cartoon

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:25
| comentar

HUMOR

Estavam  um inglês, um alemão e um português num café quando o inglês diz
aos  outros:

- Esse que aí entrou é igualzinho ao Jesus Cristo
- Pois, pois - dizem os outros.
- Estou-vos a dizer. A barba, a  túnica....

O inglês levanta-se, dirige-se ao homem e  pergunta:

- Tu és Jesus Cristo, não é verdade?
- Eu? Que ideia!
- Eu acho que sim. Tu és Jesus Cristo.
- Já disse que não. Mas fala mais baixo.
- Eu sei que tu és Jesus Cristo

Tanto insiste que o homem lhe diz baixinho:

- Sou efectivamente Jesus Cristo mas fala baixo e  não digas a ninguém
senão isto fica aqui um pandemónio.
- Fiz uma lesão no joelho em pequeno. Cura-me.
- Milagres não. Tu vais contar aos teus amigos e eu passo a tarde a fazer
milagres. O inglês tanto insiste que Jesus Cristo põe-lhe a mão sobre o
joelho e cura-o.
- Obrigado. Ficarei eternamente grato - agradece,  emocionado, o inglês.
- Sim, sim. Não grites e vai-te embora. Não contes a ninguém.

O inglês, mal chegou à mesa, contou aos amigos. O alemão  levantou-se logo e

dirigiu-se a ele.

- O meu amigo disse-me que eras Jesus Cristo e que  o curaste. Tenho um
olho de vidro. Cura-me.
- Não sou nada Jesus Cristo. Fala baixo.

O alemão tanto insistiu que Jesus Cristo passou-lhe a mão pelos olhos e
curou-o.

- Vai-te agora embora e não contes a ninguém.
Mas Jesus Cristo bem o viu a contar a história aos amigos e ficou à
espera de ver o português ir ter com ele. O tempo foi  passando e nada.
Mordido pela curiosidade dirigiu-se à mesa dos três amigos  e, pondo a
mão sobre o ombro do português, começou a  perguntar:

- E tu, não queres que.....
O português levanta-se de um salto, afastando-se dele:
-Eh, tira as mãozinhas que eu estou de baixa!!!

 

Recebida no meu mail

Editada por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:08
| comentar | ver comentários (2)
Quinta-feira, 3 de Março de 2011

A palavra mais rica da língua portuguesa: MERDA

A palavra mais rica da língua portuguesa é a palavra MERDA.
Esta versátil palavra pode mesmo ser considerada um coringa da língua portuguesa.   Vejam os exemplos a seguir:



1)
Como indicação geográfica 1:

Onde fica essa MERDA?

2) Como indicação geográfica 2:

Vá a MERDA!

3) Como indicação geográfica 3:

17h30 - vou embora dessa MERDA.

4) Como substantivo qualificativo:

Você é um MERDA!

5) Como auxiliar quantitativo:

Trabalho pra caramba e não ganho MERDA nenhuma!

6) Como indicador de especialização profissional:

Ele só faz MERDA.

7) Como indicativo de MBA:

Ele faz muita MERDA.

8) Como sinônimo de covarde:

Seu MERDA!

9) Como questionamento dirigido:

Fez MERDA, né?

10) Como indicador visual:

Não se enxerga MERDA nenhuma!

11) Como elemento de indicação do caminho a ser percorrido:

Por  que você não vai a MERDA?

12) Como especulação de conhecimento e surpresa:

Que MERDA é essa?

13) Como constatação da situação financeira de um indivíduo:

Ele  está na MERDA...

14) Como indicador de ressentimento natalino:

Não ganhei MERDA nenhuma de presente!

15) Como indicador de admiração:

Puta MERDA!

16) Como indicador de rejeição:

Puta MERDA!

17) Como indicador de espécie:

O que esse MERDA pensa que é?

18) Como indicador de continuidade:

Tô na mesma MERDA de sempre.

19) Como indicador de desordem:

Tá tudo uma MERDA!

20) Como constatação científica dos resultados da alquimia:

Tudo o que ele toca vira MERDA!

21) Como resultado aplicativo:

Deu MERDA.

22) Como indicador de performance esportiva:

O Corintians não está jogando MERDA nenhuma!!!

23) Como constatação negativa:

Que MERDA!

24) Como classificação literária:

Êita textinho de MERDA!!!

25) Como qualificação de governo:

O governo só faz MERDA!

26) Como situação de 'orgulho/metidez' :

Ela se acha e não tem 'MERDA NENHUMA!'

COMO INDICATIVO DE SORTE NO LANÇAMENTO DE UMA PEÇA DE TEATRO ...

"MERDA PARA VOCE !"

27) Como indicativo de ocupação: Para você ter lido até aqui, é sinal que não está fazendo MERDA nenhuma!

Visto na Internet

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 20:35
| comentar

Solidariedade?

O texto que segue é de um mail que está a circular na NET

- Escândalo da PT + IVA, na Solidariedade-Madeira É triste, mas é bom saber...

-Porque é que os madeirenses receberam 2 milhões de Euros da solidariedade nacional, quando o que foi doado era de 2 milhões e 880 mil? Querem saber para onde foi esta "pequena" parcela de 880.000 € ? POIS É...

 EM PORTUGAL ATÉ A SOLIDARIEDADE DOS PORTUGUESES SERVE PARA FAZER NEGOCIATAS...

A campanha a favor das vítimas do temporal na Madeira através de chamadas telefónicas é um insulto à boa-fé da gente generosa e um assalto à mão-armada.

Pelas televisões a promoção reza assim: Preço da chamada 0,60 + IVA. São 0,72 no total.

O que por má-fé não se diz é que o donativo que deverá chegar (?) ao beneficiário madeirense é de apenas 0,50.

 Assim oferecemos 0,50 a quem carece, mas cobram-nos 0,72, mais 0,22 ou seja 30 %.

 Quem fica com esta diferença?

1º - a PT com 0,10 (17 %) isto é a diferença dos 50 para os 60.

2º - o Estado 0,12 (20 %) referente ao IVA sobre 0,60.

Numa campanha de solidariedade, a aplicação de uma margem de lucro pela PT e da incidência do IVA pelo Estado são o retrato da baixa moral a que tudo isto chegou. A RTP anunciou com imensa satisfação que o montante doado já atingiu os 2.000.000 de euros.

Esqueceu-se de dizer que os generosos pagaram mais 44 % ou seja mais 880.000 euros divididos entre a PT (400.000 para a ajuda dos salários dos administradores) e o Estado (480.000 para ajuda ao reequilíbrio das contas públicas e aos trafulhas que por lá andam). A PT cobra comissão de quase 20 % num acto de solidariedade!!! O Estado faz incidir IVA sobre um produto da mais pura generosidade!!!

 

ISTO É UMA TOTAL FALTA DE VERGONHA DE ALGUNS CANALHAS QUE ROUBAM O POVO SOB A CAPA DA SOLIDARIEDADE. É BOM QUE O POVO SAIBA QUE ATÉ NA CONFIANÇA SOMOS ROUBADOS. QUANDO QUEREMOS AJUDAR OS OUTROS, SOMOS ROUBADOS!!! ISTO É UM ASQUEROSO ESBULHO À BOLSA E AO ESPÍRITO DE SOLIDARIEDADE DO POVO PORTUGUÊS!!! NÃO COLABORE NESTAS CAMPANHAS, CASO NÃO SEJA ESCLARECIDO CABALMENTE QUE OS"DONATIVOS" ESTÃO ISENTOS DE IMPOSTOS E DE TAXAS OU COMISSÕES, BEM COMO NÃO CONTRIBUEM (SEM RETORNO SOLIDÁRIO) PARA O AUMENTO DOS NEGÓCIOS DOS GANANCIOSOS GESTORES... Pelo menos… DENUNCIE!

 

AC

publicado por alcacovas às 16:56
| comentar
Quarta-feira, 2 de Março de 2011

O mais novo chocalheiro do país promete não deixar "morrer" ofício – Alcaçovenses em Estremoz

519220

 

O mais novo chocalheiro do país, que trabalha com o tio numa oficina em Estremoz, garante a continuidade da arte de fabricar chocalhos e da tradição da família Sim Sim, num ofício quase em vias de extinção.

Na oficina, a funcionar há mais de 100 anos, trabalham António Augusto Sim Sim, 63 anos, um dos mais antigos artesãos do Alentejo a fabricar chocalhos, e o sobrinho, Rui Sim Sim Gonçalves, 35 anos, considerado o artesão mais novo do país nesta área.

Em Estremoz, o segredo de fabricar chocalhos, usados pelos animais nas pastagens, tem permanecido na posse desta família e tem vindo a ser transmitido de geração em geração, com tio e sobrinho a darem seguimento à profissão na única oficina da cidade que se dedica a esta atividade.

Com mais de 50 anos de ofício, António Augusto explicou à Agência Lusa que começou a fazer chocalhos quando tinha 12 anos, depois de ter feito a antiga quarta classe, trabalhando com o pai, Joaquim Augusto, e o avô, Rodrigo José, com quem aprendeu a arte, na mesma oficina da qual é hoje o proprietário e onde ainda exerce a profissão.

O artesão, que herdou dos seus familiares o saber resultante de uma longa experiência, adiantou que vende os chocalhos num seu estabelecimento comercial, na oficina, em feiras tradicionais e de artesanato e ainda em alguns certames de Espanha, contando como principais clientes as empresas agrícolas do Alentejo.

“As casas agrícolas utilizam cada vez menos os chocalhos, um objeto que dura muitos anos. Por isso, a profissão está em vias de extinção”, lamentou.

Tentando contrariar esta tendência, o sobrinho, Rui Gonçalves, assegurou à Lusa que pretende dar seguimento a um ofício que começou a aprender com o seu avô, Joaquim Augusto, quando ainda andava na escola e tinha apenas sete anos, ganhando desde então o gosto pela arte.

Depois de ter exercido outras atividades, Rui dedica-se desde há seis anos a fazer chocalhos, beneficiando também do saber e da experiência do tio, com quem ganhou novos conhecimentos do ofício.

“Gosto desta arte”, garantiu Rui Gonçalves, mas reconheceu que tem “duas paixões”: o fabrico de chocalhos e o audiovisual, dedicando-se também a participar em eventos nesta segunda atividade.

Rui Gonçalves salientou que “o fabrico de chocalhos na oficina da família continua a processar-se hoje do mesmo modo que há 100 anos".

A única alteração introduzida foi o forno a gás, que serve para soldar os chocalhos, atingindo uma temperatura de cerca de mil graus”, explicou.

O artesão referiu que o forno a gás veio substituir a forja que funcionava com carvão de pedra.

A terra dos chocalhos, no Alentejo, é a vila de Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo, e na origem da oficina de Estremoz esteve Rodrigo José Sim Sim, natural de Alcáçovas, avô e bisavô dos dois homens em atividade.

Nesta oficina, situada no número um do Terreiro do Loureiro, no bairro de Santiago, em Estremoz, existe para venda um vasto conjunto de chocalhos de vários tamanhos.

O chocalho é usado pelos animais nas pastagens, com o fim de se conhecer a sua localização, mas a sua utilização está a cair em desuso devido ao sistema utilizado pelos ganadeiros de limitar as zonas destinadas à pastagem com cercas aramadas.

Contudo, a venda para fins decorativos constitui uma das alternativas do negócio.

Feito em folha de ferro, o chocalho, quando está a ser produzido passa várias vezes pela mão do artesão, sendo constituído por várias peças: o corpo, o céu, a asa, os batentes e o badalo.

Os chocalhos têm várias denominações, conforme o tamanho, que pode ir desde os dois aos 50 centímetros, a forma, o timbre ou a utilização.

@SAPO c/Lusa

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:39
| comentar | ver comentários (2)

...

Vejam os preços de combustíveis noutros países.

Algo está mal. E não é só a questão dos combustíveis.

E o "estado social" não pode ser desculpa para tudo isto.

 

Belgique diesel EUR 1.222

Azerbaïdjan Diesel EUR 0,31

Egypte Diesel EUR 0,14

Ethiopie Super EUR 0,24

 Bahamas Diesel EUR 0,25

 Bolivie Super EUR 0,25

 Brésil Diesel EUR 0,54

 Chine Normal EUR 0,45

 Equateur Normal EUR 0,24

 Ghana Normal EUR 0,09

 Groenland Super EUR 0,50

 Guyane Normal EUR 0,67

 Hong Kong Diesel EUR 0,84

 Inde Diesel EUR 0,62

 Indonésie Diesel EUR 0,32 

 Kazakhstan Diesel EUR 0,44

 Qatar Super EUR 0,15

 Kuweit Super EUR 0,18

 Cuba Normal EUR 0,62

 Libye Diesel EUR 0,08

 Malaisie Super EUR 0,55

 Mexique Diesel EUR 0,41

 Moldavie Normal EUR 0,25

 Oman Super plus EUR 0,20

 Pérou Diesel EUR 0,22

 Philippines Diesel EUR 0,69

 Russie Super EUR 0,64

 Arabie Saoudite Diesel EUR 0,07

 Afrique du Sud Diesel EUR 0,66

 Swaziland Super EUR 0,10

 Syrie Diesel EUR 0,10

 Trinidad Super EUR 0,33

 Thaïlande Super EUR 0,65

 Tunisie Diesel EUR 0,49

 USA Diesel EUR 0,61

 Venezuela Diesel EUR 0,07

 Emirats Arabes Unis Diesel EUR 0,18

 Vietnam Diesel EUR 0,55

 Ukraine Diesel EUR 0,51

Incrível! Sejam podutores, maiores ou menores, ou não produtores as diferenças são "imorais".

AC 

publicado por alcacovas às 18:33
| comentar

O haxixe é inofensivo?

Tenho lido os comentários que regularmente são feitos ao tema em título deste post.

Acabo de ler um artigo no Yahoo UK que vou resumir e espero que seja bem "digerido".

Trata-se de um estudo feito oor investigadores alemães, hokandeses e britânicos, coordenado pelo Instituto de Psiquiatria de Londres e publicado no British Medical Journal.

O estudo durou mais de 8 anos e foi feito sobre mais de 1900 pessoas, com idades entre os 14 e os 24 anos.

Conclusões:

O consumo de canabis por adolescentes e jovens adultos aumenta o risco de psicoses. O estudo provou, segundo os investigadores, que há uma relação confirmada entre o consumo de canabis e o sistemas psicóticos.

AC

publicado por alcacovas às 15:05
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog