Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

ALENTEJO

Terra parida,
Num parto repousado,
Por não sei que matrona natureza
De ventre desmedido,
Olho, pasmado,
A tua imensidade.
Um corpo nu, em lume ou regelado,
Que tem o rosto da serenidade.
 
Miguel Torga - Diário X
em Viana do Alentejo, 18 de Dezembro de 1966
 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 16:18
| comentar
Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009

É tempo para descontrair.

P O E M A / A D I V I N H A
(Dizem que é do Bocage)
* Tem som

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 09:31
| comentar

Sismo de magnitude 6,1 sentido em Portugal (DN)

 

A terra tremeu hoje na Península Ibérica e em Marrocos, exactamente às 01:37:47h, numa intensidade de 6,1 na escala de Richter, segundo o Instituto de Meteorologia de Portugal. Não há danos a registar.

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 09:07
| comentar
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Dia 19, Sábado, “Há música no Castelo”!

    

      

Dia 19, sábado, o castelo de Viana do Alentejo vai ser palco da iniciativa “Há música no Castelo”, promovida pela Oficina da Courela.
A partir das 15 horas as portas do castelo abrem para um workshop de dança, seguido de um espectáculo de danças medievais por alunos do 2º ano do 1º ciclo de Viana do Alentejo.
“Há música no Castelo” que conta com o apoio do Município de Viana do Alentejo, encerra por volta das 16h30, com um concerto/baile pelo grupo "Mosca Tosca" composto por jovens músicos que apresentam ritmos tradicionais europeus.

 

Programa:

15h00 - Workshop de Dança

16h00 - Danças medievais

16h30 - Concerto/Baile com Mosca Tosca

  

Retirado do site da Câmara Municipal de Viana do Alentejo

  

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 20:42
| comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

O palhaço

O palhaço

 

 

O palhaço compra empresas de alta tecnologia em Puerto Rico por milhões, vende-as em Marrocos por uma caixa de robalos e fica com o troco. E diz que não fez nada. O palhaço compra acções não cotadas e num ano consegue que rendam 147,5 por cento. E acha bem.

 

O palhaço escuta as conversas dos outros e diz que está a ser escutado. O palhaço é um mentiroso. O palhaço quer sempre maiorias. Absolutas. O palhaço é absoluto. O palhaço é quem nos faz abster. Ou votar em branco. Ou escrever no boletim de voto que não gostamos de palhaços. O palhaço coloca notícias nos jornais. O palhaço torna-nos descrentes. Um palhaço é igual a outro palhaço. E a outro. E são iguais entre si. O palhaço mete medo. Porque está em todo o lado. E ataca sempre que pode. E ataca sempre que o mandam. Sempre às escondidas. Seja a dar pontapés nas costas de agricultores de milho transgénico seja a desviar as atenções para os ruídos de fundo. Seja a instaurar processos. Seja a arquivar processos. Porque o palhaço é só ruído de fundo. Pagam-lhe para ser isso com fundos públicos. E ele vende-se por isso. Por qualquer preço. O palhaço é cobarde. É um cobarde impiedoso. É sempre desalmado quando espuma ofensas ou quando tapa a cara e ataca agricultores. Depois diz que não fez nada. Ou pede desculpa. O palhaço não tem vergonha. O palhaço está em comissões que tiram conclusões. Depois diz que não concluiu. E esconde-se atrás dos outros vociferando insultos. O palhaço porta-se como um labrego no Parlamento, como um boçal nos conselhos de administração e é grosseiro nas entrevistas. O palhaço está nas escolas a ensinar palhaçadas. E nos tribunais. Também. O palhaço não tem género. Por isso, para ele, o género não conta. Tem o género que o mandam ter. Ou que lhe convém. Por isso pode casar com qualquer género. E fingir que tem género. Ou que não o tem. O palhaço faz mal orçamentos. E depois rectifica-os. E diz que não dá dinheiro para desvarios. E depois dá. Porque o mandaram dar. E o palhaço cumpre. E o palhaço nacionaliza bancos e fica com o dinheiro dos depositantes. Mas deixa depositantes na rua. Sem dinheiro. A fazerem figura de palhaços pobres. O palhaço rouba. Dinheiro público. E quando se vê que roubou, quer que se diga que não roubou. Quer que se finja que não se viu nada.

 

Depois diz que quem viu o insulta. Porque viu o que não devia ver.

O palhaço é ruído de fundo que há-de acabar como todo o mal. Mas antes ainda vai viabilizar orçamentos e centros comerciais em cima de reservas da natureza, ocupar bancos e construir comboios que ninguém quer. Vai destruir estádios que construiu e que afinal ninguém queria. E vai fazer muito barulho com as suas pandeiretas digitais saracoteando-se em palhaçadas por comissões parlamentares, comarcas, ordens, jornais, gabinetes e presidências, conselhos e igrejas, escolas e asilos, roubando e violando porque acha que o pode fazer. Porque acha que é regimental e normal agredir violar e roubar.

 

E com isto o palhaço tem vindo a crescer e a ocupar espaço e a perder cada vez mais vergonha. O palhaço é inimputável. Porque não lhe tem acontecido nada desde que conseguiu uma passagem administrativa ou aprendeu o inglês dos técnicos e se tornou político. Este é o país do palhaço. Nós é que estamos a mais. E continuaremos a mais enquanto o deixarmos cá estar. A escolha é simples.

 

Ou nós, ou o palhaço.

 

Texto de Mário Crespo (Jornalista)

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 19:14
| comentar | ver comentários (1)
Domingo, 13 de Dezembro de 2009

SCA a Recuperar - Segunda Vitória Consecutiva

 

1ª Divisão A JORNADA

 

Resultados

Brotense 8-0 Outeiro

Alcaçovense 1-0 GDR Canaviais

Fazendas do Cortiço 2-1 Desp. Cabrela

Valenças 0-1 Santana do Campo

 

 

Classificação

1 Luso Morense 19

2 Brotense 19

3 Santana do Campo 13

4 Fazendas do Cortiço 12

5 Valenças 10

6 GDR Canaviais 8

7 Alcaçovense 6

8 Desp. Cabrela 3

9 Outeiro 1

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 20:53
| comentar | ver comentários (7)

Futsal, infantis

O SCA foi hoje a Vendas Novas jogar com a equipa local tendo vencido por 3-2.

 

A equipa alinhou com Victor Hugo; João Ilhéu, José Mbombé (Zezinho), Bruno Charrua, João Silva; André Silva e Elson Pereira.

Ao intervalo o resultado era de 2-0 a favor do SCA. Na segunda parte  a evolução foi a seguinte:

SCA 2 - VN 1

SCA 3 - VN 1

SCA 3 - VN 2

Golos do SCA:

Zezinho 2

Bruno 1

AC 

publicado por alcacovas às 18:09
| comentar
Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

A Imaginação não tem limites...

Mário Lino retirou 180 milhões de euros à Acção Social Escolar para pagar Magalhães
O ex-ministro das Obras Públicas Mário Lino terá ido buscar, já em final da legislatura, cerca de 180 milhões de euros à Acção Social Escolar para pagar o computador Magalhães e fazer o acerto de contas com as operadoras, noticia o site da revista "Visão". A informação foi confirmada pelo ex-governante.
Visto no
Editado por António Costa da Silva
publicado por alcacovas às 11:07
| comentar
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Festa de Natal Casa do Benfica de Viana do Alentejo

 

Todos os anos, sem excepção, a Secção de Dança da Casa do Benfica em Viana do Alentejo, realizava uma festa de Natal onde actuavam as classes de dança existentes. Este ano a Direcção da Casa do Benfica resolveu fazer algo diferente e optou por incluir a festa num Jantar de Natal onde se juntaram todas as modalidades: cicloturismo, futsal, dança e ginástica.

 

 


Este Jantar de Natal realizou-se no passado Sábado, dia 5 de Dezembro, no salão dos Bombeiros Voluntários de Viana do Alentejo, onde estiveram presentes mais de três centenas de pessoas, entre elas o Dr. Domingos Lima (Vice Presidente do Sport Lisboa e Benfica), entidades oficiais do Concelho e demais convidados, Órgãos Sociais da Casa do Benfica, Seccionistas, Professores, Treinadores, Alunos, Atletas, Associados e Familiares.

 

 
Desde o sorteio de uma camisola do SLB assinada por todos os jogadores do plantel, passando pela homenagem simbólica a alguns elementos das secções que mais se têm destacado, incluindo a tradicional entrega de presentes de Natal aos alunos, destacam-se momentos brilhantes de actuação por parte das classes de dança e de ginástica. Tudo isso contribuiu para que o referido jantar decorresse com bastante animação, num ambiente familiar de alegria e convívio entre todos os participantes, motivo pelo qual a Direcção da Casa do Benfica já se encontra empenhada na realização do próximo evento que irá decorrer no Carnaval de 2010.

 

 

Com os melhores cumprimentos,

  
Joaquim Santos


Presidente da Direcção

 

 

Enviado para Divulgação

 

Editado por António Costa da Silva

 

 

 

 

 

publicado por alcacovas às 11:01
| comentar | ver comentários (1)

Concerto de natal - Sociedade União Alcaçovense

 

Enviado para Divulgação

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 10:58
| comentar
Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Interface entre a mente e a máquina

Equipa americana demonstrou que será possível criar um interface entre a mente e a máquina.

As ondas cerebrais podem ser usadas para introduzir caracteres alfanuméricos num ecrã de computador. Bastará pensar numa letra para que ela surja escrita. A demonstração desta possibilidade foi feita por uma equipa de neurocientistas da Clínica Mayo, em Jacksonville, nos EUA, e os resultados da experiência foram divulgados esta semana no encontro anual da Sociedade Americana de Epilepsia.

Uma eventual tecnologia que permita construir um interface entre mente e máquina está ainda longe, mas o seu desenvolvimento terá enorme impacto na vida de milhões de deficientes em todo o mundo. Nos EUA, poderia beneficiar mais de 2 milhões de pessoas, estimam os cientistas.

A investigação é liderada pelo neurologista Jerry Shih e foi conduzida em dois doentes com epilepsia. Estes pacientes estavam a ser tratados através de uma técnica denominada electrocorticografia que consiste em colocar pequenos eléctrodos na superfície do cérebro, permitindo recolher informação mais fiável do que a da electroencefalografia, na qual os eléctrodos estão colocados no exterior do crânio.

"Há uma grande diferença na qualidade de informação", explicou Shih, comparando as duas técnicas: "O escalpe e o osso do crânio difundem e distorcem os sinais, um pouco como faz a atmosfera da Terra à luz das estrelas".

Na experiência, os doentes foram colocados perante um ecrã com uma matriz de quadrados (seis por seis) de caracteres alfanuméricos, que são uma combinação de números e letras usada em computação. Na primeira fase, o computador fixou a resposta do cérebro quando as letras faiscavam; na segunda, foi pedidos aos doentes que pensassem numa letra específica e o computador registou a reacção; finalmente, foi possível transformar o pensamento numa letra registada no ecrã. A taxa de êxito foi próxima de 100%.

Em DN, hoje

 

AC

 

publicado por alcacovas às 12:30
| comentar
Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

Livros

 

 

Ricardo Miguel Vinagre

publicado por alcacovas às 22:36
| comentar | ver comentários (1)

"Esmiuçar Copenhaga"

   

Alterações Climáticas em concurso aberto à participação de todos.

  

Logotipo "Esmiuçar Copenhaga"

  
“Esmiuçar Copenhaga” é um concurso promovido pela Agência Portuguesa de Ambiente que coloca aos participantes o desafio de apresentar num video-clip uma reflexão crítica sobre a Conferência de Copenhaga, cimeira internacional sobre alterações climáticas que decorre entre 7 e 18 de Dezembro na Dinamarca, e para o qual será necessário fazer o seu acompanhamento e debate.

   

O concurso tem 2 escalões:
A- Escolas do ensino básico (3º ciclo) e escolas do ensino secundário e/ou profissional
B- Outros: instituições de ensino superior, ONGA, municípios, cidadãos em geral

  

A inscrição deve ser feita até 27 de Janeiro de 2010 e a apresentação do vídeo-clips até 20 Março de 2010 (aceitando-se data de correio até 22-03-2010). Para informações mais detalhadas deverá consultar o regulamento.
    

O júri do Concurso será composto por elementos a designar pela APA, com competências de avaliação científica, jornalística, técnica e pedagógica dos trabalhos.

  

Para mais informação, contactar:
AGÊNCIA PORTUGUESA DO AMBIENTE
Departamento de Promoção da Cidadania Ambiental
Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território
Rua da Murgueira - Bairro do Zambujal
2720-865 Amadora | PORTUGAL
http://www.apambiente.pt
tel: 351 21472800 fax: 351 214728283

   

Retirado do site da Agência Portuguesa do Ambiente

  

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 18:51
| comentar

Alcáçovas pelo Évora Biz

  

Freguesia de Alcáçovas
 

Alcáçovas é uma freguesia portuguesa do concelho de Viana do Alentejo, com 268,13 km² de área e 2 088 habitantes (2001). Densidade: 7,8 h/km².
Foi vila e sede deconcelho entre 1258 e 1836. Era constituído apenas pela freguesia da sede etinha, em 1801, 1 613 habitantes.

 
Património

Igreja Matriz doSalvador de Alcáçovas, adro e cruzeiro
Ermida de SãoPedro dos Sequeiras
Paço Real ou Paçodos Henriques, Jardim e Capela de Nossa Senhora da Conceição

  

 

A dezoito quilómetros da sede de concelho, Alcáçovas é uma importante freguesia do concelho de Viana do Alentejo. Tem uma história de muitos séculos e um povoamento que ascende, pelo menos, à época romana.

 
Segundo alguns autores, aqui existiu a cidade romana de Castraleucas, para outros estudiosos de Ceciliana. Alcáçovas sofreu posteriormente as invasões muçulmanas, em 715. Aquele povo conquistou rapidamente a vila, e é dessa altura o nome da freguesia. Um topónimo que não é mais do que uma corrupção da palavra Al-casba, que significa fortaleza ou presídio. Foi uma das freguesia: despovoadas durante as guerras mouriscas dos séculos centrais da Idade Média.
Em 1258, recebeu foral de D. Martinho, bispo de Évora, sendo a partir desse ano finalmente povoada. D.Afonso III deu-Ihe novo foral em 1271 e elevou-a à categoria de vila.
D. Dinis viria posteriormente a reedificar Alcáçovas e a construir ali um palácio para sua moradia. Este solar passou mais tarde para os condes de Alcáçovas. Como refere Pinho Real, "D. Dinis aqui residiu por muitas vezes, no seu palácio, vindo passar os verãos a esta vila, e costumava ir cear muitas vezes ao pé da fonte do concelho".
É do reinado do "rei Lavrador", também, a fundação de um castelo, fundamental, à época, para a defesa do território nacional dos ataques estrangeiros.
Em termos de património edificado, um destaque importante para a igreja matriz. Fora do centro da vila, é uma construção em abóbada, de três naves, que data de 1530.
A ermida de Nossa Senhora da Graça, a quatro quilómetros do centro da freguesia, encontra-se em local elevado. Com Misericórdia e hospital, foi já, por obra dos frades de S. Domingos, da invocação de Nossa Senhora da Esperança.

Chocalhos
Muito famosa nesta freguesia, desde sempre, foi a indústria artesanal dos chocalhos. Em meados do século, referia a "Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira": «Alcáçovas, rica produtora de cereais, exporta lã e queijo e tem como característica indústria a dos chocalhos, muito antiga, que desde séculos se transmitia de geração em geração, em três ou quatro famílias. Os chocalhos, conforme as dimensões, tomam os nomes de reboleiro, picadeira, piquetes, serranas, etc., além dos minúsculos, os guias de furão.» Ainda hoje, pode-se dizer, é uma arte que vai tardando em desaparecer e que vai conseguindo manter as mesmas características de outrora.

Conde de Alcáçovas
Foi 1º. Conde de Alcáçovas D. Francisco de Sales Henriques Pereira de Faria Saldanha Vasconcelos de Lencastre, que nasceu a 12 de Dezembro de 1811 e morreu cedo, em 21 de Maio de 1840. Distinguiu-se como um paladino da liberdade, em especial no cerco do Porto e nas guerras civis subsequentes. Perdeu um braço numa dessas batalhas, em 1834, sendo de imediato reformado em tenente de infantaria.

  

Retirado de www.evoradigital.biz

   

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 15:34
| comentar
Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

Diferentes ângulos da X Mostra da Doçaria em Alcáçovas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos do Blog http://polvorosa.blogs.sapo.pt

 

 

Fotos do http://peixebanana1.wordpress.com/

 

 

 

 

 

Fotos do http://naante-camara.blogspot.com/

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 19:52
| comentar

Arquivo Municipal de Viana do Alentejo

 

 

Não existem informações acerca da sua criação, nomeadamente a sua legislação e regulamentação. É importante referir também que, até ao momento de entrega do relatório não conseguimos obter resposta ao questionário enviado para o Arquivo Municipal de Viana do Alentejo.

 

O seu acervo documental é constituído por 142 caixas de documentos. O fundo documental do arquivo é constituído por documentos: do Juízo de Paz de Viana e da Junta da Paróquia de Viana do Alentejo.[1][1]

 

Os instrumentos de acesso são os inventários.

 

Este arquivo municipal não presta serviços de reprodução de documentos, assim como não possui uma avaliação do desempenho do arquivo (SIADAP).[1][2]


[1][1]TIPOLOGIAS, SISTEMAS E REDES DE INFORMAÇÃO DE ARQUIVO. [Projecção visual]. [2008]. p. 4 (PDF). Apresentado na disciplina de Formação Avançada em Arquivo, Curso de Ciências e Tecnologias da documentação e Informação, Escola Superior de Estudos Industriais e Gestão.

[1][2]Ibidem.

Retirado do http://ai0910-g5a.blogs.sapo.pt/9720.html

TIPOLOGIA; SISTEMAS E REDES DE INFORMAÇÃO DE ARQUIVO

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 10:44
| comentar

Comentário no Blog

A vitória por que todos esperávamos chegou! Estou certo que as coisas vão melhorar a partir de agora e que tudo será mais fácil. O futebol é vivido de vitórias e nós conseguimos a primeira.Parabéns aos nossos jogadores e treinador por nuncar terem “mandado a toalha ao chão” e por conseguirem alcançar este resultado. A partir de agora é tentar a vitória em cada jogo com o objectivo de alcançar uma classificação digna para o nosso clube. Nós adeptos, temos como dever apoiar a nossa equipa a cada fim-de-semana! Lanço aqui o apelo para que haja um maior apoio à equipa nestes próximos jogos. Vamos todos meter o cachecol do nosso clube ao pescoço e apoiar a equipa no próximo jogo contra os Canaviais em nossa casa. Aos jogadores, como diz o Padeirinha , “cerrem os punhos” e façam por merecer vestir essa camisola. É preciso perceber que há pessoas que vivem e que gostam do Alcaçovense .

 

Luís Grosso

 

Comentário no Blog

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 10:18
| comentar

Joga à Bola em Alcáçovas

"O passado fim de semana foi mais um momento histórico do programa, pela primeira vez o Joga à Bola foi às instalações do S.C.Alcaçovense com 170 crianças a desenvolverem as suas capacidades.


Numa manhã fria de Domingo, foi bonito observar todas estas crianças a praticarem um conjunto de actividades superiormente organizadas pelo departamento de formação do Clube organizador. Desde aos jogos "competitivos", passando pelas estações de Skills e acabando nos jogos tradicionais, foi um convívio em cheio e que satisfez todos os presentes.


Informamos que o 5º convívio será organizado pelo C.F. Estremoz no próximo
dia 20 de Dezembro (Domingo) das 10h00 às 13h00."

 

Enviado pela AFE – Associação de Futebol de Évora

 

 

 

 

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 10:15
| comentar
Domingo, 6 de Dezembro de 2009

X Mostra de Doçaria

A Vila de Alcáçovas voltou a ser a “capital” da doçaria conventual e palaciana entre os dias 4 e 6 de Dezembro.

 

Dentro do que estava previsto tudo foi cumprido. Por isso mesmo, é possível dizer que dentro dos “objectivos” existentes, a missão foi cumprida.

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 19:01
| comentar | ver comentários (1)

Primeira vitória do SCA

 

 

1ª Divisão Série A
Canaviais 1-1 Brotense
Cabrela 2-3 Alcaçovense
Santana do Campo - Fazendas do Cortiço
Luso Morense 1-0 Valenças

 

Classificação

1 Luso Morense 19

2 Brotense 16

3 Valenças 10

4 Santana do Campo 10

5 GDR Canaviais 8

6 Fazendas do Cortiço 6

7 Alcaçovense 3

8 Desp. Cabrela 3

9 Outeiro 1

 

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 18:53
| comentar | ver comentários (2)

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog