Domingo, 27 de Setembro de 2009

Noite eleitoral - III

no altis

 
Com este resultado do BE

Já se fumam charros no Altis?
 
Retirado do Blog: Um dia perfeito para os peixes banana
 
Ricardo Miguel Vinagre
publicado por alcacovas às 21:22
| comentar

Noite eleitoral – II

 

O PS governará à direita em matérias como o Orçamento de Estado, fazendo coligações com o CDS e governará à esquerda em matérias de costumes. Fazendo acordos com os extremistas do bloco de esquerda.
Numa SMS um amigo meu dizia-me: “tendo o bloco de esquerda esta percentagem de votos o mundo do nossos filhos irá ser muito pior que o nosso.” Gays, eutanásia, e todas as ideias e ideologias estúpidas vão ser trazidas a debate por estes extremistas. Por isso temos de estar preparados para lutar contra isto.
 
Ricardo Miguel Vinagre
publicado por alcacovas às 21:17
| comentar

Noite eleitoral – I

Nota 1: O grande derrotado desta noite é o PSD de Manuela Ferreira Leite que está em vias de eleger menos deputados que Pedro Santana Lopes

 
Nota 2: A CDU avança com toda a confiança, para o último lugar. Excelente prestação!
 
Nota 3: Espero que o CDS – PP consolide o seu lugar como terceira força política.
 
Nota 4 – Tenho muito receio que o PS faça alguma coligação com os extremistas do bloco de esquerda.
 
Ricardo Miguel Vinagre
publicado por alcacovas às 21:06
| comentar

O PS Ganhou Bem - Parabéns

Fonte: RTP1

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 20:04
| comentar | ver comentários (2)

Infantis - Jogo de Treino na Afeiteira

 

 

 

Os Infantis do Sport Club Alcaçovense foram fazer o seu primeiro jogo-treino na Afeiteira.

 

Neste primeiro jogo, a nossa equipa, ex-Escolas do SCA, mostrou ainda bastante falta de entrosamento. É certo que praticamente ainda mal treinaram, e por isso mesmo não puderam mostrar o futebol com que nos habituaram no ano passado. Outro factor decisivo tem a ver com as idades nos nossos atletas, estando todos pela primeira vez (primeiro ano) de infantis. È natural que esta questão venha a pesar.

 

Ainda assim, enquanto tiveram “pulmão, sobretudo na primeira parte, fizeram um belíssimo jogo.

 

Na segunda parte, deixaram-se bater pela equipa da casa.

 

O mister Francisco Mestre tem ainda um grande trabalho pela frente.

 

 

 

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 11:51
| comentar
Sábado, 26 de Setembro de 2009

Sua Santidade Papa Bento XVI visita Portugal

Foi com enorme satisfação que recebi a notícia da visita de Sua Santidade Papa Bento XVI a Portugal. Sua Santidade presidirá às cerimónias do dia 13 de Maio de 2010, em Fátima, aniversário da primeira aparição de Nossa Senhora.

 
 
 
 
 
Aproveitando o tema da visita de Sua Santidade Papa Bento XVI a Portugal, deixo as suas palavras de preocupação no que diz respeito à banalização do divórcio e as suas consequências para os filhos.
 
O mundo secularizado vive na incerteza de qual seja o fundamento do matrimónio
 
Enquanto a Igreja compara a família humana com a vida da Santíssima Trindade – primeira unidade de vida na pluralidade das pessoas – e não se cansa de ensinar que a família tem o seu fundamento no matrimónio e no plano de Deus, a consciência difusa no mundo secularizado vive na incerteza mais profunda a tal respeito, especialmente desde que as sociedades ocidentais legalizaram o divórcio.
 
O único fundamento reconhecido parece ser o sentimento ou a subjectividade individual que se exprime na vontade de conviver.
 
Nesta situação, diminui o número de matrimónios, porque ninguém compromete a vida sobre uma premissa tão frágil e inconstante, crescem as uniões de facto e aumentam os divórcios.
 
Sobre esta fragilidade, consuma-se o drama de tantas crianças privadas de apoio dos pais, vítimas do mal-estar e do abandono e expande-se a desordem social.”
 
Fonte:Agência Ecclesia
 
Ricardo Miguel Vinagre
publicado por alcacovas às 15:30
| comentar

Dia de Reflexão

 

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:18
| comentar
Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

Viana do Alentejo acolhe mais uma edição da Feira D’Aires 2009

 

Com mais de 250 anos de história, a Feira D’Aires arranca amanhã em Viana do Alentejo e estende-se até à próxima segunda-feira, dia 28 de Setembro. Em entrevista ao Diário do SUL, o presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, Estêvão Machado Pereira, destaca a vertente económica presente no certame bem como o crescimento de estabelecimentos de restauração na tenda dedicada à gastronomia.

 

Diário do Sul (D.S.) – Quais são as novidades para a edição deste ano da Feira D’Aires?

 

Estêvão Pereira (E.P.) – Para este ano não perspectivamos grandes novidades pois apontamos para solidificação de uma linha em que apostámos há cerca de três anos atrás. A Feira D’Aires desenvolve-se num recinto em torno do Santuário de Nossa Senhora D’Aires, onde acontece a tradicional feira dos tendeiros, dos ciganos ou dos divertimentos. Todas essas componentes de feira franca têm lugar numa zona vasta como já sublinhei. Nessa mesma zona temos vindo ano após ano a criar novas frentes, nomeadamente a área dos expositores das actividades económicas, sejam empresas, artesãos ou instituições que por vezes vêem o seu pedido recusado porque não queremos ultrapassar os 70 expositores.

 

Nos últimos tempos, a aposta incidiu na melhoria do espaço gastronómico sendo que no primeiro ano foi feita com alguma timidez, o ano passado já funcionou bastante bem e, em 2009, é a solidificação. Vamos investir muito nesta vertente dos restaurantes e das tasquinhas para mostrar o que de bom existe neste concelho e não só. A zona da confecção dos pratos, dos queijos, da doçaria conventual e dos enchidos tem uma expressão muito maior este ano do que aquilo que tem sido em anos anteriores.

 

Acoplado ao espaço dedicado à gastronomia encontra-se a tenda de maior dimensão para os espectáculos musicais que são sempre um dos pólos de atracção e, este ano, assim deverá acontecer. No domingo, em sintonia com a Associação Equestre de Viana terá lugar uma corrida de toiros que traz muita gente especificamente à Feira D’Aires para assistir a este momento.

 

D.S. – Como referiu, a zona da restauração, da gastronomia e das tasquinhas terá uma aposta muito maior este ano. Julga que podem ser um estímulo para superar a questão da crise económica?

 

E.P. – Nós acreditamos que sim, a avaliar pela quantidade de pedidos por parte dos expositores que ultrapassam claramente os números de anos anteriores, penso que também por aí se demonstra que as empresas estão com dificuldades. Como tal, as firmas vêem nestes certames a oportunidade certa de mostrar e abrir outras frentes para se darem a conhecer.

 

Um das preocupações da autarquia esteve em garantir sempre os espaços solicitados pelas empresas do concelho e, só depois, então refinar a qualidade e permitir a entrada daqueles que nos suportam esta lógica de qualidade/oferta de um bom serviço. Anualmente, há sempre um conjunto de empresas que ficam de fora e, este ano, isso volta a repetir-se.

 

D.S. - Apesar de o país estar já mergulhado na crise desde o ano passado, acha que o clima nessa altura afectou o negócio e a afluência de visitantes? O que espera para este ano?

 

E.P. - O número dos visitantes de uma forma geral não tem sido muito afectado, a Feira D’Aires é um certame de grande expressão, principalmente para a zona do Baixo Alentejo. As pessoas deslocam-se ao certame por duas ordens de razão, nomeadamente para se divertirem, mas também pela devoção de fé. A Feira D’Aires justifica-se pela componente religiosa em torno do Santuário de Nossa Senhora D’Aires.

 

Não temos sentido uma quebra do número de pessoas que nos visitam, onde por vezes se sente é no volume de negócios porque com a crise o público ainda nos visita, mas o investimento que fazem e o dinheiro que gastam pode não ser tanto como em anos anteriores. Temos sempre a expectativa que as coisas mudem. Compete-nos continuar a abrir as portas para que as empresas possam expor os seus produtos e criar diversos atractivos, depois cada qual vai gastar aquilo que achar.

 

D.S. - No que diz respeito ao turismo e à gastronomia, esta é uma feira que aposta nessa forma de desenvolvimento?

 

E.P. - No concelho há dois eventos que apontam para esses sectores que é a Mostra de Doçaria em Alcáçovas que tem lugar no final de Novembro e a Feira D’Aires em Setembro com esta frente de restauração e gastronomia.

 

Os estabelecimentos de restauração de Viana e da periferia mantêm-se abertos durante o certame e fazem deslocar uma equipa para a feira de modo a evitar o fecho das casas nesta altura. Já no que concerne à hotelaria e restaurantes estarão preenchidos durante a realização da Feira D’Aires.

 

D.S. – A envolvente do Santuário de Nossa Senhora D’Aires corresponde às expectativas como local ideal para a realização da Feira D’Aires?

 

E.P. – Por um lado sim, por outro ainda não é o ideal porque ainda não tem todas as condições que pretendemos criar, mas a área em si é claramente a zona indicada. Tudo isto só se justifica porque tem lugar em torno do Santuário que é, sem dúvida, a "peça" mais importante e marcante de Viana do Alentejo pela sua carga religiosa, não menosprezando o enorme valor patrimonial e arquitectónico de dois imóveis na localidade, nomeadamente o Castelo de Viana e da Igreja Matriz.

 

A autarquia tem um projecto que tem vindo a desenvolver de algum tempo a esta parte que se define em duas vertentes específicas, ou seja, num primeiro momento queremos reordenar o espaço da feira com uma delimitação exterior. Numa segunda fase, pretendemos criar condições dentro do recinto através da colocação no solo do cabos de iluminação, eliminar os postes que se encontram no local, definir um conjunto de artérias e acessibilidades pedonais e de circulação automóvel naquela zona. A par disto, temos já um projecto concluído para a construção de um pavilhão de exposições que ficará colocado na zona lateral do Santuário e que vai permitir a realização de eventos diversificados.

 

D.S. – As perspectivas para esta edição da feira são as melhores?

 

E.P. – Sim, claro. Nós esperamos que corresponda aquilo que tem sido habitual ao longo dos últimos anos, sabemos que as condições meteorológicas são um pouco inconstantes nesta altura, mas com bom tempo só podemos ter excelentes expectativas de uma grande massa humana em Viana do Alentejo.

 

D.S. – No que diz respeito a números, os investimentos são mais avultados e espera-se a participação de mais expositores e visitantes?

 

E.P. – O investimento vai ultrapassar as edições anteriores porque estamos a aumentar os espaços de exposição pelo que o investimento total andará na casa dos 120 a 130 mil euros aproximadamente. O número de expositores para a tenda e para os espaços institucionais não andará muito longe do que é habitual, isto é, entre os 60 e os 70 expositores. Na vertente da gastronomia e restauração vão estar entre 40 a 50 estabelecimentos.

 

Quanto aos números de visitantes prevê-se uma afluência na ordem das 20 mil pessoas no sábado, domingo e segunda-feira.

 

Fadista Carlos do Carmo na Feira D’Aires 2009

 

De 26 a 28 de Setembro realiza-se em Viana do Alentejo mais uma edição da centenária Feira D’Aires. Ao longo dos últimos anos o certame tem sido um espaço privilegiado enquanto montra do tecido empresarial da região e não só. Tal como no ano passado é esperada a participação de cerca de 60 expositores em representação das mais variadas áreas. Patente ao público no pavilhão principal vai estar uma exposição com painéis que ilustram bem o trabalho efectuado pelo executivo ao longo do ano.

 

Ao lado vai estar a tenda dedicada à gastronomia que faz as delícias de muitos com os produtos tradicionais, como os queijos de ovelha e os enchidos, o presunto, a doçaria regional e os deliciosos licores.

 

Em termos musicais vão passar pelo palco da feira Pedro Abrunhosa (dia 26) e Carlos do Carmo (dia 28) e ainda os grupos da terra no domingo. A Associação Equestre de Viana do Alentejo promove domingo, às 16 horas, uma corrida de toiros. Em praça vão estar os cavaleiros Luís Rouxinol, Victor Ribeiro e Felipe Gonçalves e os forcados amadores de S. Manços, Cuba e Beja.

 

A Feira D’Aires assume-se como um local de encontro de amigos e familiares que regressam à vila por esta altura do ano.

 

Espectáculo "Uma Canção para Ti" em Viana do Alentejo

 

O mês de Setembro é um mês de festa no Concelho de Viana do Alentejo. A prová-lo está a iniciativa "Viana em Festa" a decorrer até hoje, dia 25. Trata-se de uma iniciativa de cariz cultural que antecede a centenária Feira D’Aires e que pretende proporcionar à população momentos de lazer e descontracção.

 

No dia 19, sábado, foi lançado no Cine-teatro, após as 21h00, o livro de José -Augusto de Carvalho - "O Meu Cancioneiro". Domingo, 20, o Cine-teatro Vianense foi palco, depois das 21h00, de um espectáculo de sevilhanas, ballet e flamenco com os grupos do Concelho. Ainda integrado no "Viana em Festa", a Casa do Benfica promoveu um passeio de Cicloturismo.

 

Na segunda-feira, o Cendrev levou à cena no Cine-teatro Vianense a peça de teatro "Os Dias Felizes" de Samuel Beckett. Trata-se de um poema de amor com encenação de Júlio Castronuovo e interpretações de Isabel Bilou e Rui Nuno.

 

A Banda da Sociedade União Alcaçovense esteve dia 22, no Cine-teatro Vianense, para um concerto.

 

Já no dia 23, os Lucky Duckies deram um espectáculo intitulado "Bailarico à antiga" no Castelo, a partir das 21h30. Tratou-se de um concerto-baile com clássicos variados, desde as antigas canções portuguesas até ao Rock dos anos 50 e 60, passando ainda pelos boleros e swings.

 

A Praça da República foi palco de um espectáculo de concertinas e cantares ao desafio com o Grupo de Concertinas e Cantares ao Desafio – Rouxinóis do Vale do Cávado.

 

Para finalizar a iniciativa "Viana em Festa", hoje dia 25, sexta-feira, a Câmara a apresenta o espectáculo da TVI - "Uma Canção para Ti", com a participação de pequenos cantores. Vai ser uma noite mágica onde os mais pequenos vão cantar músicas bem conhecidas de todos. O espectáculo está marcado para as 21h30, no Cine-teatro Vianense.

 

Está a ser uma semana repleta de cultura que a Câmara vianense quer que seja do agrado de todos. Fica o convite para que compareça em Viana do Alentejo pois bons motivos não lhe faltam.

 

Pedro Abrunhosa e o fadista Carlos do Carmo são os cabeças de cartaz de mais uma edição da centenária Feira D’Aires que abre as portas ao público sábado, dia 26, numa organização do Município de Viana do Alentejo.

 

Está aí mais uma edição da centenária Feira D’Aires organizada pela Autarquia de Viana do Alentejo. Este ano, tal como no ano passado, a feira vai ter três pavilhões – um para exposições, outro para a gastronomia que terá também animação musical durante o horário das refeições, e outro ainda para grandes os espectáculos.

 

Como já vem sendo hábito, no pavilhão dedicado aos expositores, a Câmara vai ter patente uma exposição que mostra as iniciativas realizadas ao longo do ano nas três freguesias do Concelho. Ao todo são 16 painéis que ilustram bem a actividade que a Autarquia tem vindo a desenvolver a favor da população do Concelho.

 

O certame que alia o comércio tradicional com a mostra de actividades económicas aposta ainda nas actividades culturais, procurando atingir todos os tipos de público e gostos. Para além do tradicional com a actuação dos grupos da terra, no domingo, dias 27, na tenda da gastronomia, a partir das 15 horas, vão passar pelo palco o Grupo Coral e Etnográfico, Grupo Coral Feminino e Grupo Coral Velha Guarda. A partir das 16 horas, a Associação Equestre de Viana do Alentejo promove uma Corrida de Toiros. Em praça vão estar os cavaleiros Luís Rouxinol, Victor Ribeiro e Felipe Gonçalves e os forcados amadores de S. Manços, Cuba e Beja. Por volta das 19 horas, os sons tradicionais voltam a ouvir-se na tenda da gastronomia com o Grupo de Música Popular Seara Nova Juvenil e Grupo de Música Popular Seara Nova.

 

No sábado, no palco da Feira, Pedro Abrunhosa vai subir ao palco por volta das 22 horas. Já na segunda-feira, dia 28, o espectáculo de encerramento da Feira D’Aires está a cargo do fadista Carlos do Carmo.

 

Feira D’Aires mostra actividades económicas

 

Viana do Alentejo volta a ser palco entre os dias 26 e 28 de Setembro, de mais uma edição da centenária Feira D’Aires. O certame, organizado pela Câmara Municipal de Viana do Alentejo, tem vindo a assumir especial importância enquanto montra do tecido empresarial da região.

 

Tal como no ano passado é esperada a participação de cerca de 60 expositores dos mais variados sectores de actividade (serviços, indústria, lazer, artesanato, produtos tradicionais, bijutaria, mobiliário, etc.), muitos deles oriundos de fora do Concelho interessados em mostrar o seu trabalho na Feira D "Aires.

 

Em paralelo com as actividades económicas, o certame tem um espaço dedicado ao comércio tradicional, onde não vão faltar os divertimentos. Em termos culturais, no espaço anexo ao pavilhão principal vão realizar-se os concertos.

 

Para além de um espaço privilegiado para a mostra de actividades económicas, a Feira D’Aires assume-se como um local de encontro de amigos e familiares que voltam à vila por esta altura do ano.

 

Retirado do http://diariodosul.com.pt/

 

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 19:55
| comentar
Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

PSD Viana do Alentejo Coloca Cartazes de Brito e Silva

 

Editado por ANtónio Costa da Silva

publicado por alcacovas às 22:09
| comentar | ver comentários (2)

Feira D´Aires

«Fado Maestro» - Carlos do Carmo (II)

Recinto da Feira D'Aires (Viana do Alentejo)

28-09-2009
22h00 

Carlos do Carmo Celebra 45 anos de carreira com "Fado Maestro", o primeiro Best Of da sua carreira, e aqui apresentado ao vivo.


Visto no Sapo Cultura

 

Editado por António Costa da Silva

 

 

 

publicado por alcacovas às 19:59
| comentar

Feira D´Aires

Recinto da Feira D'Aires (Viana do Alentejo)

26-09-2009
22h00
Entrada: Entrada Livre
 

 

"Outros" é um espectáculo intimista, a meio caminho entre a poesia e a música, durante o qual explora o património de canções de que foi feita a sua experiência enquanto "adolescente" e "aprendiz". Um repertório onde "pode caber tudo, desde madrigais à chanson française", Leonard Cohen e Prince, Rolling Stones e Fausto, Ray Charles e... Pedro Abrunhosa.

http://www.abrunhosa.com

 

Visto no Sapo Cultura

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 19:55
| comentar

Livros

Olhai os Lírios do Campo

 

 

Ricardo Miguel Vinagre

publicado por alcacovas às 01:34
| comentar | ver comentários (2)
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Bússola Eleitoral - uma orientação para o voto

 

   

Para quem ainda tem dúvidas sobre em quem votar nas próximas legislativas, foi criado um sistema de orientação chamado "Bússula Eleitoral" que, através de um questionário sobre as diferentes temáticas que ocupam a actual agenda política, revela às pessoas qual o seu posisionamento no nosso panorama político, indicando a proximidade ao partido que melhor representa e apoia as suas posições políticas.

 

Poderá realizar este exercício em http://www.bussolaeleitoral.pt/ 

 

"Como funciona?

A Bússola Eleitoral consiste na resposta a um questionário acerca das grandes áreas da actualidade política. As suas posições serão depois comparadas com as dos partidos políticos em Portugal. Esta comparação dar-lhe-á o seu posicionamento na paisagem política e mostrar-lhe-á qual o partido que melhor representa e apoia as suas posições políticas. Esta ferramenta providencia ainda excertos de documentos partidários, como programas eleitorais, como suporte à posição de cada um dos partidos.

  

É independente?

A Bússola Eleitoral é um projecto académico, independente de quaisquer partidos ou candidatos. A Bússola Eleitoral foi financiada pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, FLAD- Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, Fundação Calouste Gulbenkian, e teve o apoio da TESE e da Sic Notícias. Esta ferramenta foi desenvolvida de modo a garantir total imparcialidade. A informação foi recolhida e tratada por cientistas políticos do ICS e os partidos políticos não intervieram em qualquer ponto do desenvolvimento da ferramenta ou da informação fornecida."

Informação retirada do http://www.bussolaeleitoral.pt/

  

Quanto a mim, um exercício recomendável!

 

B. Borges

publicado por alcacovas às 16:18
| comentar | ver comentários (4)

Programa de distribuição do computador Magalhães suspenso

m ano depois do Governo entregar nas escolas os primeiros Magalhães a TSF apurou que o programa está suspenso. Fonte do plano tecnológico da Educação adiantou mesmo não dispor de qualquer informação sobre a continuidade do projecto.

 

Os pais dos alunos que entraram agora para o primeiro ciclo têm pedido explicações às escolas e o que lhes dizem é que ainda não há ordem do Ministério da Educação para que o Magalhães volte a ser distribuído.

 

O presidente da Confederação das Associações de Pais confessa-se surpreendido e lamenta a situação.

 

Albino Almeida lembra que os pais dos alunos podem requerer o Magalhães no início do primeiro ano e considera «lamentável» que algumas crianças corram o risco de não receber o computador este ano.

 

Interrogado também pela TSF, Manuel Grilo, do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa, confirma que as escolas não têm qualquer indicação sobre o que vai acontecer com o Magalhães.

 

«Os pais perguntam como podem ter acesso ao Magalhães e continuamos sem saber muito bem o que lhes dizer porque neste momento não há directivas em relação a estes alunos que estão a entrar agora no primeiro ciclo», afirma.

 

O Ministério da Educação limitou-se a remeter-nos para um comunicado divulgado em Junho e no qual se afirma que, até este momento, já tinham sido entregues cerca de 370 mil computadores Magalhães.

 

Retirado da TSF

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:15
| comentar
Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

XI Encontros de Bandas Civis - 4 Outubro - SUA

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 20:05
| comentar

Frase

Numa formação sobre liderança que durante esta semana me encontro a participar foi dita uma frase fantástica. Tomei nota dela no bloco porque, diz muito sobre o comodismo/conformismo que nos leva a aceitar passivamente as circunstâncias da sociedade, da política, da economia, do nosso trabalho, etc…

 
“Aos 20 anos queremos mudar o Mundo, mas aos 30 já só queremos mudar de sofá.”
 
 
Ricardo Miguel Vinagre
publicado por alcacovas às 19:54
| comentar | ver comentários (3)

A 3 Musas

 

Retirado do http://henricartoon.blogs.sapo.pt/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 16:50
| comentar | ver comentários (1)

Legislativas: campanha de descontos PSD

Retirado do http://pitecos.blogs.sapo.pt/

   

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 15:54
| comentar
Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

PONTOS DE VISTA (XXXV)

 

Ponto cinco) Proposta de integração do Município de Viana do Alentejo na AMA - Alentejo – Associação de Municípios Para a Água e o Ambiente do Alentejo e aprovação dos respectivos estatutos (Associação de Municípios de fins específicos nos termos dos artigos 34.º a 37.º da Lei n.º 45/2008, de 27 de Agosto) – Relativamente à proposta de integração deste Município na AMA - Alentejo – Associação de Municípios Para a Água e o Ambiente do Alentejo e de aprovação dos respectivos Estatutos, o senhor Presidente informou ter recebido a informação do indeferimento por parte do Registo Nacional de Pessoas Colectivas da designação “AMA – Associação de Municípios Para a Água e o Ambiente do Alentejo”. A Câmara Municipal de Moura, nessa sequência, apresentou novo pedido com as seguintes designações:

1) ASA-Alentejo – Associação de Municípios Para a Água e Saneamento do Alentejo; -----------

2) AMGAL – Associação de Municípios Para a Gestão da Água no Alentejo; --------------------

3) AMSA – Associação de Municípios do Sistema de Água do Alentejo. -------------------------

Dado que a resposta à viabilidade destas designações poderá demorar alguns dias, o senhor Presidente, seguindo a sugestão da Câmara Municipal de Moura, propôs que ainda assim o assunto seja analisado sendo que a denominação da Associação a constituir será a que resultar da resposta do Registo Nacional de Pessoas Colectivas. Esta proposta foi aprovada por unanimidade pelo que foi discutida a integração deste Município numa futura Associação de Municípios de fins específicos, com nome a designar. Referiu então o senhor Presidente que a proposta em causa se consubstancia na integração do Município de Viana do Alentejo numa Associação de Municípios conjuntamente com os Municípios de Alcácer do Sal, Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Moura, Arraiolos, Barrancos, Beja, Castro Verde, Cuba, Ferreira do Alentejo, Grândola, Mértola, Montemor-o-Novo, Odemira, Ourique, Santiago do Cacém, Serpa, Vendas Novas e Vidigueira, a qual terá por objecto participar na gestão de um sistema de captação, tratamento e adução em alta de água para abastecimento público e de tratamento e destino de águas residuais, bem como a intervenção noutras áreas afins do ambiente, por acordo dos Municípios associados. -----------------

- Relativamente à proposta de integração deste Município na Associação de Municípios a constituir para os fins indicados, disse o senhor Vereador Costa da Silva que a questão central passa pelo facto dos Municípios estarem a criar uma Associação que irá por sua vez ser sócia da empresa “Águas de Portugal” criando essas duas entidades uma nova empresa relativamente à qual os órgãos executivos dos Municípios deixam de ter qualquer poder de decisão. É apenas o Presidente da Câmara que tem controlo nas decisões, independentemente da força politica que representa ter ou não maioria no órgão executivo. Em sua opinião seria fundamental conhecer, em simultâneo com esta proposta, também os termos da parceria que irá existir entre a futura

Associação de Municípios e a “Águas de Portugal”. -------------------------------------------------------- O senhor Presidente disse a este propósito que nesta matéria não há nada de novo, pois nas outras Associações de Municípios a que pertencemos, também é o Presidente da Câmara que representa o Município e toma decisões no seio dessas Associações. Disse que o que agora está em discussão é a constituição de uma Associação de Municípios que este Município integrará e que a matéria relativa à constituição de uma empresa intermunicipal no âmbito da AMCAL já vinha sendo falada há algum tempo e vinha sendo aceite. -------------------------------------------------

- A este propósito o senhor Vereador Costa da Silva referiu que o que há de diferente é que a Empresa “Águas de Portugal” está neste processo e em seu entender não estão devidamente esclarecidas e salvaguardadas questões – chave importantíssimas. Disse que votar estes estatutos é o menos importante pois eles seguem o modelo-tipo dos estatutos das Associações de Municípios sendo, por assim dizer, inócuos. A verdadeira importância desta questão – e isso é que não está esclarecido – prende-se com o passo seguinte, ou seja, quando esta Associação de Municípios se associar à “Águas de Portugal”. --------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Presidente, socorrendo-se do contrato de parceria oportunamente aprovado na Câmara e autorizado pela Assembleia Municipal, reportou-se à sua cláusula 27.ª para referir que está salvaguardada a possibilidade de cessação desse contrato se existir privatização por parte da empresa “Águas de Portugal”, cessando assim a delegação que os Municípios estão a fazer ao Estado para a gestão da água. Sublinhou o senhor Presidente que o que existe de facto é uma delegação que, por incumprimento, pode ser feita cessar. Referiu igualmente a salvaguarda da possibilidade de aquisição de mais 2% do capital por parte da futura Associação de Municípios no caso da eventual privatização da “Águas de Portugal”. -----------------------------------------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva acrescentou que aquilo que vai definir o caminho a seguir são os estatutos da futura entidade e não o contrato de parceria que é apenas um acto preparatório e que contém, na sua opinião, muitas lacunas. Disse assim que o seu voto é contra pelos motivos que já referiu e que se resumem ao facto de desconhecer os estatutos da empresa que irá surgir da parceria entre a futura Associação de Municípios e a empresa “Águas de Portugal”. ------------------

- O senhor Presidente recordou que a candidatura para obtenção de financiamento nesta área tem que ser apresentada até ao final de Outubro e tendo que ser apresentada pela empresa, é imprescindível que se constitua a Associação de Municípios que a irá integrar. -----------------------

- Disse o senhor Vereador Costa da Silva que os prazos reduzidos, são mais uma razão para que já estivessem preparados os estatutos dessa empresa e fossem dados a conhecer, em simultâneo com a proposta que está hoje em apreço. ---------------------------------------------------------------------------A proposta de integração do Município de Viana do Alentejo na Associação de Municípios a constituir e a proposta de aprovação dos respectivos estatutos foram então votadas, tendo sido aprovadas com três votos favoráveis e o voto contra do senhor Vereador Costa da Silva, pelos motivos já referidos. ---------------------------------------------------------------------------------------------

Ponto seis) Proposta de lançamento de derrama – O senhor Presidente apresentou uma proposta de lançamento de derrama na percentagem de 1% sobre o lucro tributável sujeito e não isento de IRC que corresponde à proporção do rendimento gerado na área do Município por sujeitos passivos residentes em território português, que exerçam, a titulo principal, uma actividade de natureza comercial, industrial ou agrícola e não residentes com estabelecimento estável na mesma área, nos termos do n.º 1 do art.º 14.º da Lei n.º 2/2007, de 15 de Janeiro (Lei das Finanças Locais). O senhor Presidente recordou os valores arrecadados de 2006 a 2008, respectivamente 17.744,62 €, 14.073,97 € e 23.513,69 € e sublinhou que mesmo com a redução da taxa e em época de crise a receita passou de 14 mil para 23 mil euros, pelo que será de manter a proposta de 1%.

- O senhor Vereador Costa da Silva disse discordar da manutenção da derrama, pois a receita que se arrecada é diminuta e se não existisse derrama esse facto funcionaria como factor de descriminação positiva para a fixação de empresas no concelho. -----------------------------------------

- O senhor Presidente disse perceber a argumentação, disse que ele próprio pensou que a receita iria diminuir bastante mas na verdade tal não sucedeu. Referiu também que não será por existir uma derrama de 1% que os empresários deixarão de se fixar. ---------------------------------------------

Assim, a proposta de lançamento da derrama na percentagem de 1% foi aprovada com o voto contra do senhor Vereador Costa da Silva. -------------------------------------------------------------------

 

 

Retirado da ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 09/09/2009 da CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO __________

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 20:12
| comentar
Domingo, 20 de Setembro de 2009

SCA (2) – Aldeense (2)

 

 

Ainda não tinha visto jogar o S. C. Alcaçovense esta época e posso dizer que gostei muito do que vi.

 

A primeira parte foi um pouco morna. A nossa equipa dominava com todo à vontade, mas tinha pouca eficácia na zona de ataque.

 

Já no último quarto de hora desta fase da partida, surge um inesperado golo marcado pelo nº 15 do Aldeense.

 

Apesar desse contratempo, o SCA não se desmoralizou e voltou a tentar marcar o seu merecido golo. Quase no fim da primeira parte um potente remate leva a bola à barra da equipa forasteira.

 

Realço algumas excelentes jogadas provenientes do lado direito onde jogava Gansinho e Gonçalves.

 

Na segunda parte surgiram algumas mudanças que me pareceram decisivas. Com a entrada de Manuel Guerreiro o SCA ganhou mais maturidade, passámos a ter comando na zona central do jogo.

 

Nesta fase da partida, a nossa equipa balançou-se claramente para a frente. Esperava-se que o SCA marcasse a qualquer momento. Entretanto tivemos mais uma bola à barra pelo Guerreiro.

 

Várias oportunidades foram surgindo, mas o SCA era muito ineficaz em frente do guarda-redes adversário.

 

Passavam 15 minutos quando Gonçalves marca o nosso golo do empate, após um excelente cruzamento de Antero.

 

A nossa equipa foi procurando o golo da vitória. Surgiam as oportunidades, mas a bola teimava em não entrar na equipa do Aldeense.

 

Já na última fase da partida Antero marca o nosso segundo golo. Bem merecido que era este resultado.

 

Já quase no final do jogo surge o golo do empate do Aldeense através do seu defesa central (nº 20). Não merecíamos, mas acontece facilmente no futebol.

 

Notas Finais:

1)      Melhor Jogador em Campo – Gonçalves (nº 2 do SCA);

2)      A equipa parece-me muito bem orientada pelo novo treinador do SCA – uma boa apresentação;

3)      Arbitragem correcta.

 

Nota: Peço desculpa por alguma imprecisão dos nomes, visto ainda a minha falta de familiaridade com os novos atletas do SCA

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 18:49
| comentar | ver comentários (2)

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

Pesquisar neste blog