Domingo, 23 de Novembro de 2008

18th International Festival of Advent and Christmas Music with Petr Eben Award November 28-30, 2008

 

O grupo coral feminino "Paz e Unidade de Alcáçovas" vai voar até à República Checa, para participar no Festival de Música de Natal" de Praga, no próximo dia 28 de Novembro.

 

O grupo alcaçovense é um dos quatro grupos portugueses que participam neste evento musical, os outros são o "Orfeão da Madelena", o "Orfeão de Águeda" e o "Coral Polifónico de Viana do Castelo".

 

Estes quatro grupos portugueses vao actuar ao lado de mais 61 grupos oriundos de vários países do mundo.

 

Para nós é um grande orgulho ter um grupo alcaçovense a actuar num festival tao importante.

 

 

 

Boa sorte!

 

Roberto Vinagre

 

Retirado do http://comoasmares.blogs.sapo.pt/

 

Historial

O Grupo Coral Feminino “Paz e Unidade” surgiu com a finalidade de participar num espectáculo de comemoração do Ano Santo, em 30 de Abril de 2000, no Santuário de Nossa Senhora d’Aires, em representação da Pa
róquia de Alcáçovas e por sugestão do seu Pároco de então (Salvador Dias Terra).

 

Como a experiência se revelou estimulante e se tratava de pessoas que gostavam do cante alentejano, que na sua maioria passavam o dia a cantar enquanto realizavam os trabalhos do campo, quiseram levar por diante aquela iniciativa e constituíram o Grupo Coral. Com cinco anos de vida, regista uma média de 25-30 actuações por ano, sobretudo em eventos a sul do Tejo.

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 13:11
| comentar | ver comentários (2)

HUMOR

No aeroporto os passageiros esperavam a chamada para embarcar num voo.

 

Aparece o co-piloto, todo uniformizado, de óculos escuros e de bengala branca tacteando pelo caminho.


A funcionária da companhia encaminha-o até ao avião e assim que volta explica, diante do espanto de todos, que apesar dele ser cego é o melhor co-piloto da companhia.

Alguns minutos depois chega outro funcionário também uniformizado, de óculos escuros, de bengala branca e amparado por duas hospedeiras.


A funcionária mais uma vez informa que apesar dele ser cego é o melhor piloto da empresa e tanto ele como o co-piloto são a melhor dupla da companhia.


Todos os passageiros embarcam no avião preocupados com os pilotos.

 

O comandante avisa que o avião vai levantar voo e começa a correr pela pista, cada vez com mais velocidade.


Todos os passageiros se olham, suando, com muito medo da situação.

 

O avião vai aumentando a velocidade e nada de levantar voo.

 

A pista está quase a acabar e nada do avião sair do chão.

 

Todos começam a ficar cada vez mais preocupados.

 

O avião a correr e a pista a acabar.

 

O desespero toma conta de toda a gente.

 

Começa uma gritaria histérica no avião.

 

Nesse exacto momento o avião descola, ganhando o céu e subindo suavemente.

 

O piloto vira-se para o co-piloto e diz:

 

-Se algum dia o pessoal não grita, a gente lixa-se...

 

 

 

Enviada para o meu mail

 

Editada por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 13:01
| comentar
Sábado, 22 de Novembro de 2008

Fim-de-Semana Desportivo do SCA

 

 

Infantis

 

Foros de Vale Figueira - Sport Club Alcaçovense (1 - 3)

 

Golos de Henrique Campos, Casimiro Mbombe, Albino Mbombe

 

 

 

1ª Divisão Série A da AFE- Domingo dia 23 - 15h

Luso Morense – Canaviais
Alcaçovense – Giesteira
Cabrela – Valenças
Bairro Santo António – Santana do Campo
São Bartolomeu do Outeiro – Fazendas do Cortiço.
 

 

Pela Direcção do SCA.

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 17:12
| comentar

Rota do Fresco

 

 

ROTA DO FRESCO

 

 

 

É no Alentejo, por terras de Alvito, Cuba, Portel, Viana do Alentejo e Vidigueira, que a Rota do Fresco tem lugar. Experiências únicas, de cariz tradicional, e descobertas inesquecíveis, no que diz respeito ao património cultural e natural da região, são as propostas deste original projecto alentejano. Aqui, as estrelas são os frescos, lindíssimas pinturas murais tantas vezes negligenciadas e pouco admiradas por quem visita os monumentos ou por quem devia ter zelado por eles. O objectivo é simples: dar a conhecer os frescos e ajudar a conservá-los. À escolha, há diferentes rotas, com percursos distintos pelas cinco vilas. Uma das rotas tem o nome de Terras do Fresco, e nela serão mostrados frescos existentes nas cinco vilas. Se preferir ficar por uma das localidades, sugerimos a Rota do Fresco de Alvito, onde descobrirá algumas pinturas desconhecidas, portais manuelinos e até pedreiras medievais de extracção de mós. Um petisco ao som de cante alentejano é a cereja no topo do bolo. Em Cuba, a rota dá a conhecer frescos seiscentistas, tesouros de arte sacra e, na gastronomia, o queijo e o vinho da zona. Uma ida a um invulgar museu, o Insectozoo, onde se revelam os segredos das formigas, das abelhas ou das térmitas, torna a rota mais original.

 

A Rota do Fresco da Vidigueira leva-nos até às ruínas romanas e à observação de frescos encobertos. Nos sabores, descobre-se o tão apreciado pão e vinho da Vidigueira. Na rota da vila de Portel, visita-se as ruínas do paço de D. Nuno Álvares Pereira. Um passeio na albufeira de Alqueva e os sabores do mel e do azeite, da serra de Portel, dão outro encanto à rota. Por fim, a Rota de Viana do Alentejo leva-nos a descobrir um templo de romaria medieval, o Castelo de D. João II, a doçaria conventual e a tradicional olaria. A duração da visita é variável. As rotas são sempre acompanhadas por um «intérprete» do património.

Preços: Dia inteiro €25 (preço-base), inclui visita a 2 frescos e almoço regional; preço final dependente dos restantes locais a visitar e conforme escolha do visitante; Meio dia €15 (preço-base), inclui visita a 2 frescos; preço final dependente do 3.º local a visitar e conforme escolha do visitante; visitas de 2 e 3 dias mediante orçamento. Descontos: crianças até aos 4 anos grátis, 5-10 anos 50% desconto.

 

Onde dormir:


>>
Casas do Montado, Portel. T. 91 762 9261


>> Monte da Cabeça Gorda, Alcáçovas. T. 91 788 8097/96 902 8352


>> Herdade das Sesmarias, Vila de Frades. T. 284 441 208


>> Pousada de Alvito, Alvito. T. 284 480 700

 

Onde comer:


>>
Vila Velha, Vidigueira. T. 284 436 550


>> Restaurante Panorâmico Amieira Marina, Amieira, Portel. T. 266 611 175


>> Adega Monte Pedral, Cuba. T. 284 412 547


>> Restaurante País das Uvas, Vila de Frades. T. 284 441 023

 

Visto na http://aeiou.visao.pt

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 17:06
| comentar

Um Jogo Impróprio para Cardíacos

S. C. ALCAÇOVENSE – AFEITEIRA: 4 - 4

 

Um jogo espectacular.

 

 

Equipa: Henrique Branco, João Miguel, Bruno Charrua, Duarte Guerreiro, Victor Hugo, André Silva, Mário Carvalho. Jogaram também José Mbombe e Dinis Fialho.

 

 

 

Como é hábito começámos o jogo ao ataque. As oportunidades iam surgindo, até que, o inevitável Mário Carvalho, após uma excelente arrancada, fez o nosso primeiro golo.

 

Lá fomos insistindo no ataque, mais oportunidades iam surgindo. Numa fase bastante avançada da primeira parte lá marcámos o nosso segundo golo. Parecia que marcaríamos muito mais golos à Afeiteira.

 

 

A equipa adversária, também muito bem orientada, ia surgindo na nossa área com algum perigo. Normalmente os cantos eram muito perigosos. Acabaram por fazer o seu primeiro golo quase ao acabar a primeira parte. Um golo muito importante para o desenrolar do jogo.

 

 

Na segunda parte continuámos a ser uma equipa com uma tendência altamente ofensiva. A Afeiteira tentava explorar o contra-ataque e as falhas da nossa equipa. Foi desta forma que conseguiram inverter o resultado do jogo. Em poucos minutos marcaram dois golos. O seu número 9 (bom jogador) fazia a diferença na equipa forasteira.

 

Um sentimento de injustiça notava-se nos nossos pequenos (grandes) atletas. Três bolas à barra: uma de Bruno Charrua, outra de Mário Carvalho e de André Silva. Parecia que não havia volta a dar.

 

Não se deixando vencer por aquele terrível sentimento, onde parecia que nada resultava, lá conseguiram empatar por Mário Carvalho. Até que enfim!

 

Pouco depois fazia-se justiça no marcador, mais uma vez Mário conseguiu pôr a nossa equipa em vantagem. Festejava-se no campo e bancada.

 

 

Como no futebol nunca se sabe o seu desfecho, dai a sua beleza, aconteceu-nos um balde água fria: a Afeiteira, através de um remate de muito longe, conseguiu empatar a partida.

 

Pouco tempo depois, o apito final.

 

Um jogo delicioso.

 

Notas:

1)      Mário Carvalho foi, sem margem de dúvidas, o melhor jogador em campo;

2)      Uma excelente assistência: Cada vez mais espectadores a ver os pequeninos (familiares e não só);

3)      Boa arbitragem.

 

 

Pela Direcção do SCA.

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 16:19
| comentar
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Agenda 21 Local em Viana do Alentejo?

A Agenda 21 existe há 16 anos, foi um dos principais resultados da Cimeira da Terra realizada no Rio de Janeiro. A Agenda 21 Local consiste "num processo participativo através do qual se procura o consenso entre as autoridades locais e os diversos parceiros da sociedade civil com o objectivo de preparar e implementar um Plano de Acção de longo prazo dirigido aos problemas e prioridades locais, no qual se integrem as preocupações de protecção ambiental, de prosperidade económica e de equidade social da comunidade".  

 

Cada poder local deve entrar em diálogo com os seus cidadãos, organizações locais e empresas privadas e  adoptar uma “Agenda 21 Local”. Através de processos consultivos e de estabelecimento de consensos, os poderes locais deverão aprender com os cidadãos e com as organizações locais, cívicas, comunitárias, comerciais e industriais e adquirir a informação necessária para elaborar melhores estratégias. O processo de consulta deverá aumentar a consciencialização familiar em questões de desenvolvimento sustentável.”
Agenda 21, Capítulo 28, 1992

 

 

No nosso país há 103 municípios com a Agenda 21 Local em implementação nos respectivos territórios. Somando a estes há mais 23 freguesias com o processo participativo da Agenda 21 Local. Muitos municípios no Alentejo assinaram os Compromissos de Aalborg. 

 

[clicar em cima da imagem para melhor visualizar]


Como quase em todas as iniciativas com necessidade de planeamento, acompanhamento e avaliação das políticas públicas, para além de umas bagatelas tipo passeios, almoços e convívio (não digo que não têm a sua importância relativa para combater a solidão dos idosos, mas não são decididamente fundamentais para o desenvolvimento económico, ambiental e social) o Município de Viana do Alentejo está completamente de fora dos Municípios da linha da frente de iniciativas inovadoras e com marcas de modernidade.

Este facto levanta algumas questões de debate:

Como é que o Município de Viana do Alentejo pensa ter legitimidade para aceder aos fundos comunitários do Q.R.E.N. seja no sector económico, ambiental ou social se não tem a participação da população no processo de diagnóstico, planeamento e avaliação das políticas públicas?

 

Já vimos que Orçamento Participativo Municipal, não há; Plano de Desenvolvimento Social da Rede Social, não existe; Agenda 21 Local, nada... Como é possível falar em participação dos cidadãos em Viana do Alentejo se não existe nada para promover o envolvimento activo no processo de tomada de decisão referente à gestão da coisa pública?

 

Uma nota positiva, a Associação Terras Dentro promoveu a nível concelhio a Agenda 21 Escolar com a população mais jovem com o apoio do Programa Comunitário Leader+. Apraz registar as iniciativas da Sociedade Civil através das ONG's e IPSS's que ainda assim vão fazendo alguma coisa com as parcas migalhas que vão angariando. 

 

Este exemplo sustenta a tese de que o actual Município, das duas uma, ou não tem capacidade ou não quer trabalhar em parceria com as outras entidades do concelho. Se não tem capacidade deveria aprender com as melhores práticas de gestão municipal e felizmente há por aí muitos concelhos a dar bom exemplo, inclusivamente alguns com gestão da C.D.U. Agora se não quer trabalhar em parceria com outros agentes de desenvolvimento com intervenção concelhia, é muito mau porque não está a ir ao encontro das necessidades, não acautela o bem comum e os cidadãos estão a ser afectados por guerrilhas político-partidárias fúteis como parece ser o caso.

 

Cada vez mais Viana do Alentejo, é um concelho à deriva, sem estratégia coerente, esquecido no marasmo do desenvolvimento. Sem dinâmica institucional, capacidade de motivar as pessoas, competência para envolver os cidadãos e organizações em projectos estratégicos, falta de transparência e incapacidade para avaliar os investimentos públicos.

Embalado pela espuma dos dias, sem rotas debatidas e planeadas em conjunto por todos os actores, navegando de acordo com interesses pessoais e profissionais de algumas figuras, Viana do Alentejo vai ficando cada vez mais velha e triste. Tal como nos E.U.A. faz sentido falar aqui em mudança de políticas e de actores entre os eleitos, caso contrário vamos ficando cada vez mais esquecidos no pelotão dos últimos municípios e isso não é um cenário nada bom, pelo menos para a maioria das pessoas.

 

Retirado do http://polvorosa.blogs.sapo.pt/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 23:17
| comentar | ver comentários (1)

Igreja de São Vicente de Valongo (Montoito) - Onde Falha a Responsabilidade Social e Cultural

Numa visita à Igreja de São Vicente de Valongo, junto a Montoito, vi algo completamente inesperado: Uma igreja que foi comendatária da Ordem de Malta que conserva ainda a capelita baptismal com frescos datados de 1609, encontra-se bastante degradada e alberga uma pocilga de porcos.

 

cizut_menor_ordem_malta.jpg

 

O cenário era aterrador. Não obstante o estado de degenerescência quase absoluto em que se encontra a referida igreja, encontramos naquele cenário deprimente uma vara de porcos chafurdando nos seus próprios detritos, formando um fértil chiqueiro, onde se realça o cheiro nauseabundo que ali se produz

 

Ainda hoje podem ser vistos no seu antigo altar, alguns frescos que o tempo vai apagando.

 

Uma particularidade desta igreja, pela informação que consegui obter, é ser de propriedade privada. A questão que se põe é muito simples: Onde está a responsabilidade social e cultural dos seus proprietários?

 

Será legitimo deixar degradar este património com 400 anos (que de certa forma pertence a todos) sem que ninguém faça nada?

 

Será legítimo aos seus proprietários deixarem ruir um património desta relevância? Ou será que, não havendo capacidade própria para o mesmo ser preservado, deverá ser entregue às entidades estatais para que o possam salvar?

 

Será que o IPPAR não estará interessado em resolver estas situações, ou apenas vai fechando os olhos para não ter mais assuntos para resolver?

 

Será que as autarquias não deveriam ter um papel mais activo nestas matérias? De denuncia, provavelmente.

 

Deixar ruir estas preciosidades é permitir que a nossa identidade seja posta em causa. Não gostei do que vi, por isso decidi denunciar esta situação particularmente grave.

 

Decidi deixar este texto aqui para que este mau exemplo não sirva de incentivo a outros que vão passando incólumes por aí fora. Também no nosso concelho

 

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 23:02
| comentar | ver comentários (1)

Curso EFA Secundário - Turismo em Espaço Rural

 

Enviado para Divulgação

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 21:08
| comentar
Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

PSD não acredita em democracia!

 

Manuela Ferreira Leite, líder do Partido Social Democrata, representante de todos os filiados e simpatizantes do partido, uma vez mais numa intervenção pública demonstrou ser uma medíocre potencial governante. Ontem, no meio de um discurso que muito deixou a desejar, MFL disse o seguinte:

"Eu não acredito em reformas, quando se está em democracia..."

"Quando não se está em democracia é outra conversa, eu digo como é que é e faz-se"
"E até não sei se a certa altura não seria bom haver seis meses sem democracia, mete-se tudo na ordem e depois então venha a democracia".

 

E mais nada! - digo eu. Para quê os portugueses e a sua opinião?!

 

Ao contrário do que muitos quiseram fazer crer hoje na comunicação (ou defender, não sei bem), estas declarações nao são nenhuma gafe nem nenhuma "ironia infeliz", como li algures na net. Para mim são uma espécie de desabafo, no meio de um discurso inseguro, que demonstra bem até que ponto este partido, que tanto ambiciona governar, acredita nos princípios democráticos e no sucesso deste sistema para a evolução da sociedade.

Estas declarações são gravíssimas, põem em causa os princípios em que a nação acredita e se baseia; merecem a reflexão de todos e penso que nos deixa a todos confusos quanto à governabilidade deste país. Um líder de um partido influente, como é o PSD, reconhecer publicamente que não acredita que o sistema democrático é capaz de solucionar os problemas da sociedade e de ser o mecanismo que a faz evoluir saudavelmente, é no mínimo preocupante, desconcertante, e deixa-nos com grandes dúvidas quanto à capacidade deste partido trazer algo de benéfico para o país num próximo mandato.

 

Por outro lado, são declarações muito curiosas para um líder de um partido que tanto criticou e acusou o PM José Sócrates de inflexibilidade e arrogância e que deu a entender que o mesmo tem sido um pouco "ditadorzinho" e que tem centrado demasiado as decisões em si.

 

B. Borges

publicado por alcacovas às 22:25
| comentar | ver comentários (18)

PONTOS DE VISTA (XVII)

Ponto dois) Informação sobre a actividade da Câmara – O senhor Presidente informou que no dia 17 de Outubro teve lugar uma reunião do Conselho Directivo da Associação de Municípios do Distrito de Évora bem como da Assembleia Intermunicipal. Foram tratadas duas questões que merecem realce. Uma delas, relativa à autorização para contratação de um empréstimo até ao montante de um milhão de euros, destinado ao financiamento de parte do projecto das redes comunitárias, isto se se vier a verificar que as entidades que subscreveram o protocolo, não reúnem as condições para efectivarem o financiamento até à data da conclusão do projecto – Dezembro de 2008. As entidades em causa são a Fundação para a Computação Cientifica e Nacional, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e a Universidade de Évora. A outra questão prende-se com a actual situação de contratualização de projectos no âmbito do QREN, tendo em conta que está em discussão o Plano Territorial de Desenvolvimento para o Alentejo, concretamente a NUT3. Através do Senhor Secretário de Estado, Dr. Eduardo Cabrita, sabe-se que o Governo apenas irá contratualizar com as entidades que decorrem da nova lei e não com as actuais Associações de Municípios. Assim, a Associação de Municípios do Distrito de Évora, a subscrever o protocolo de contratualização, será apenas numa fase transitória. Disse o senhor Presidente que como é óbvio esta situação não está a ser pacífica e tudo aponta para a necessidade de ser constituída uma comunidade intermunicipal que agrupe os Municípios do distrito de Évora e o Município de Mora. Disse o senhor Presidente que os estudos técnicos continuam e este Município, ciente das vantagens da contratualização, está a acompanhar a evolução do processo que subscreveu desde o inicio. ------------------------------------------------------- O senhor Presidente informou que, em representação da Câmara, participou no dia 18 de Outubro num almoço organizado pela Associação de Reformados de Alcáçovas. ---------------------- Informou também que no dia 19 de Outubro teve lugar o segundo Cross promovido pela Associação de Jovens de Alcáçovas e com grande participação. ------------------------------------------ Também no dia 19 decorreu no Pavilhão Desportivo de Alcáçovas a Taça do Alentejo de Hóquei

Feminino. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------- O senhor Presidente informou ainda que no dia 20 de Outubro decorreu uma reunião do Conselho Directivo da Associação de Municípios do Alentejo Central e também uma Assembleia Intermunicipal. Os Municípios associados têm andado a tentar definir novas regras para o projecto

“Rota do Fresco” e a técnica da AMCAL que lhe tem estado adstrita – Dr.ª Catarina Vilaça – apresentou uma proposta à Associação no sentido de ela própria criar uma empresa que passaria a explorar a marca “Rota do Fresco”. Constatou-se que o registo da patente está efectuado a favor da própria Dr.ª Catarina pelo que há cerca de um ano lhe foi dito que esse registo deveria passar para a AMCAL. Nessa ocasião, a senhora referiu nada ter a opor mas efectivamente até à data nada foi alterado e foi agora por ela expressamente assumido que a patente é sua e que não a quer passar para a AMCAL. Nesta sequência a Associação referiu não desejar efectuar qualquer acordo com ela relativamente à proposta que havia apresentado de constituição de uma empresa e rescindir de imediato a avença que vinha mantendo com a referida técnica. Dado que os

Municípios associados têm condições para manter o projecto activo com os seus próprios meios, houve unanimidade na manifestação do interesse em estabelecer um produto alternativo. ------------ O senhor Presidente referiu que a passada semana foi dedicada aos idosos com a promoção de diversas iniciativas das quais se destacam o baila de gala na Sociedade União Alcaçovense no dia 24 e o almoço que se realizou no dia 25, no salão dos bombeiros, com a presença de cerca de

quatrocentas pessoas. Após o almoço teve lugar um espectáculo no Cine-Teatro Vianense. ---------

- O senhor Vereador Fadista informou ter participado, em representação da Câmara, num almoço promovido pelos caçadores de Alcáçovas. ---------------------------------------

- O senhor Presidente informou que ontem foi assinado o contrato de empreitada relativo à Ampliação do Cemitério de Aguiar e que hoje foi assinado o contrato relativo à empreitada de Arranjos Exteriores do Edifício da Cooperativa em Aguiar, tendo sido consignada a obra. ----------

- O senhor Vereador Costa da Silva, relativamente ao processo de contratualização dos fundos comunitários deixou expressa a sua insatisfação por tudo o que se está a passar nesta matéria, confirmando-se a sua expectativa pouco optimista quanto às preocupações do Governo para com a região Alentejo. Referiu também que considera uma situação anómala o facto das entidades que querem realizar investimento terem primeiro que contrair divida e só depois são ressarcidas desses custos. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Perguntou ainda este Vereador se o “Magalhães” vai efectivamente ser disponibilizado para os alunos do 1.º ciclo do ensino básico deste concelho. -------------------------------------------------------- A este propósito o senhor Presidente disse nada saber e o senhor Vereador Costa da Silva manifestou a sua estranheza por este processo não passar pela Câmara. --------------------------------- O senhor Vereador Costa da Silva disse ter estado bastante atento ao discurso que o senhor Presidente fez no almoço de encerramento da Semana do Idoso tendo-lhe parecido que quando se referiu a algumas obras “pegou na toalha e atirou-a para o chão”. Pareceu-lhe que o senhor Presidente está a preparar o terreno para aquilo que não vai realizar e está desde já a arranjar desculpas para esse facto. É disso exemplo o que referiu acerca do Pavilhão de Aguiar, concretamente que a obra ainda não teve início devido a problemas de legalização do terreno. Também é disso exemplo o que foi dito acerca da Piscina Coberta de Viana, concretamente que o atraso no início da obra se fica a dever à necessidade de reformulação dos respectivos projectos. Disse este Vereador que já no ano passado, aquando da votação do Plano e Orçamento para o ano em curso, o seu voto foi contra por não acreditar ser possível a realização de todas as obras lá inscritas. Pelo discurso do senhor Presidente, ficou com a sensação de que efectivamente há investimentos que não vão ser concretizados tendo o senhor Presidente referido que a Piscina de Alcáçovas avançará e indiciando que relativamente às outras duas obras não há garantias de concretização. Como “bónuszinho”, o senhor Presidente referiu-se à construção de uma nova escola. Quase lhe pareceu que o discurso do senhor Presidente foi no sentido de antecipar a sua candidatura às próximas autárquicas apresentando as desculpas pelo que não vai ser realizado neste mandato. ----------------------------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Presidente, pegando na expressão “bónuszinho” utilizada pelo senhor Vereador Costa da Silva, disse que isto representa uma visão muito reduzida daquilo que vai ser o futuro Centro Escolar. Disse o senhor Presidente que ficarão agrupados neste novo Centro os três edifícios agora existentes (um do ensino pré-escolar e dois do 1.º ciclo do ensino básico) pelo que isto não representa um bónus e muito menos um “bónuszinho”. O senhor Presidente recordou que há uns anos atrás Alcáçovas tinha uma escola apenas até ao 6.º ano. Tendo sido disponibilizado o terreno pelo Município e através de protocolo de colaboração com o Ministério da Educação conseguiu-se o 9.ºano. Foi uma mais-valia significativa para a freguesia de Alcáçovas e para o concelho. Agora, o que se está a perspectivar para Viana será também uma mais-valia não só para o concelho em si mas também para algumas localidades limítrofes que desde há largos anos utilizam o nosso sistema educativo. Disse ainda o senhor Presidente que segundo as informações de que dispõe, este projecto merecerá aprovação por parte do QREN pelo que a Câmara terá que aprovar o projecto e por isso já pediu à E.B.2,3 que se pronunciasse, terá que lançar o concurso e executar a obra e só mais tarde virá a ser ressarcida das despesas realizadas. Já foi assim com o Pavilhão Desportivo de Alcáçovas pelo que o modelo actual é semelhante ao do passado não muito distante. Quanto à expressão utilizada pelo senhor Vereador Costa da Silva para ilustrar o seu discurso, o senhor Presidente disse que discorda “do atirar da toalha ao ringue”. Disse que quem o conhece sabe que não é pessoa para arranjar desculpas para não fazer pois a sua intenção continua a ser precisamente fazer. Com as informações que transmitiu no referido almoço pretendeu tão somente elucidar as pessoas sobre os motivos dos atrasos e sobre as dificuldades que se enfrentam, tanto no Pavilhão de Aguiar como na Piscina Coberta de Viana. Disse ser sua convicção que se o concelho não tiver um conjunto de equipamentos públicos a funcionar, não conseguirá ser atractivo para ninguém. Sublinhou que o torneio de hóquei em patins realizado recentemente em Alcáçovas, não era possível de realizar em muitos dos Municípios do Alentejo. Disse acreditar fortemente que a Piscina de Alcáçovas, a Piscina Coberta de Viana e o Pavilhão Desportivo de Aguiar irão ser uma realidade. O senhor Presidente sublinhou ainda que na sua intervenção fez questão de realçar que a saúde financeira do Município é muito boa, isto para clarificar algumas mensagens distorcidas que se vão querendo fazer passar de que o Município está endividado até ao limite e que não tem qualquer capacidade de execução. Finalmente o senhor Presidente referiu que no rol das suas preocupações não estão ainda as eleições autárquicas de 2009, pois primeiro que estas ainda estão as do Parlamento Europeu e as Legislativas, pelo que, a seu tempo e não agora, se preocupará com isso. O que o motiva e preocupa é executar as obras que se prometeu a executar. ---------------------------------------------------------------------------------- O senhor Vereador Costa da Silva clarificou que quando disse “bónuszinho” ao referir-se à nova escola não foi com qualquer sentido depreciativo, pois considera até este equipamento mais importante que todos os outros. Quando empregou aquela palavra quis tão somente ilustrar que a escola é um acréscimo àquilo que inicialmente foi indicado como prioritário, ou seja, tendo-se falado na escola no contexto em que se falou, ela surge quase como compensação para o facto de não se terem realizado as outras obras, ainda que com as “desculpas” invocadas pelo senhor Presidente. Disse ainda o senhor Vereador Costa da Silva que em sua opinião prometeu-se muita coisa mas está-se a realizar muito pouco para aquilo que foi o projecto da CDU. Disse que nas suas previsões não se vão realizar as obras inicialmente preconizadas embora o senhor Presidente tenha a tentação de virar o seu discurso para a vertente histórica, reportando os níveis de execução para anteriores mandatos. Disse ainda que todas as eleições o preocupam mas não faz nenhuma hierarquização dessas preocupações, vendo antes tudo em conjunto. Disse também que estão atingidos 75% do actual mandato e que tal facto representa um marco significativo porque se inicia a recta final. Disse ter absoluta convicção de que a Câmara não vai executar mais de 30% daquilo a que se propôs. Se as obras viessem a ser realizadas teria que haver recurso ao financiamento bancário. -----------------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Presidente, a este propósito, referiu que se o senhor Vereador Costa da Silva tem o entendimento de que as obras não vão ser realizadas, como é possível que mantenha o discurso de

 ue o Município se vai superendividar? Parece-lhe ser óbvio que não é possível sustentar os dois discursos. O senhor Presidente referiu ainda que atentos os números actuais do resumo diário da tesouraria e tendo em conta o valor da proposta posicionada em primeiro lugar no concurso das

Piscinas de Alcáçovas, era hoje possível pagar toda a obra com meios financeiros próprios e ainda sobrava dinheiro. O senhor Presidente reafirmou que o que não é possível é manter em simultâneo o discurso de “não se vai fazer” e “estamos endividados”. Sublinhou que o facto de estarem aprovados os empréstimos e prontos a utilizar não significa que se utilizem até porque para além dos meios financeiros próprios não está excluída a possibilidade de obtenção de financiamento comunitário. -------------------------------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva reiterou a sua convicção de que a Câmara não irá realizar as obras a que se comprometeu até final do mandato. Assim, estando os empréstimos aprovados para as referidas obras e não estando elas executadas, a Câmara está a remeter um compromisso para o futuro mandato e nessa perspectiva não conclui as obras e fica com um compromisso de divida. --

- O senhor Presidente, a este propósito, referiu acreditar que o senhor Vereador Costa da Silva sabe fazer bem as contas mas que intencionalmente as está a baralhar. Sublinhou que não faz sentido defender-se em simultâneo que não vai haver obra e vai aumentar o nível de endividamento. Um exemplo que demonstra exactamente o contrário prende-se com a Piscina das Alcáçovas pois independentemente de existir empréstimo aprovado para a obra, nada impede que atendendo às actuais disponibilidades financeiras do Município se avance para a sua execução sem recurso ao crédito bancário. É pois um exemplo de uma situação em que em simultâneo se pode fazer obra sem usar o crédito bancário. Outros casos podem ser enumerados pois se alguns dos projectos evoluírem favoravelmente a nível do QREN, é possível atingir um bom nível de execução sem recurso ao crédito bancário. Em sua opinião, o senhor Vereador Costa da Silva está intencionalmente a tentar demonstrar um cenário que não existe pois duas das três grandes obras previstas podiam ser hoje realizadas sem recurso ao crédito bancário, designadamente a Piscina das Alcáçovas e o Pavilhão Desportivo de Aguiar. ---------------------------------------------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva referiu que o senhor Presidente está a misturar o exemplo de uma obra para a qual existe dinheiro com as outras duas que não estão executadas e para as quais não há financiamento garantido. - ------------------------------------------------------------------------------- O senhor Vereador Costa da Silva manifestou a sua preocupação pelo estado em que se encontra o Pontão de Canelas. Disse que os camiões continuam a passar no local, desrespeitando a proibição de circulação e o terreno apresenta um rebaixamento consideravelmente superior ao que tinha há uns tempos atrás. ---------------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Presidente disse a este respeito que o projecto da reparação está em fase de licenciamento. ----------------------------------------------------------------------------------------------------- O senhor Presidente solicitou aos senhores Vereadores Marcos Caleiro e Costa da Silva os seus contributos para os próximos documentos previsionais, contributos esses que deverão ser entregues, no limite, até à próxima reunião da Câmara Municipal. --------------------------------------

 

Ponto dez) Ratificação da 21.ª alteração ao Orçamento da Despesa – Foi presente para ratificação a 21.ª alteração ao Orçamento da Despesa, aprovada por despacho do senhor

Presidente a 22 de Outubro de 2008. A necessidade de aprovação desta alteração por despacho decorreu da imprescindibilidade de reforço na rubrica orçamental do trabalho extraordinário a fim de se poderem processar os vencimentos do mês de Outubro corrente. O senhor Vereador Costa da Silva, reportando-se às contenções que a este propósito foram efectuadas na sequência da visita da Inspecção e às medidas que foram tomadas para que não se verificassem horas extraordinárias continuamente por parte de alguns trabalhadores, perguntou o porquê deste reforço. O senhor Presidente disse que o montante dispendido em horas extraordinárias tem vindo a diminuir embora haja situações em que a realização de trabalho em dias de descanso é inevitável. Estão neste caso diversas iniciativas que têm lugar ao fim de semana. Disse ainda o senhor Presidente que tratando-se neste caso em concreto de horas extraordinárias relativas a Setembro, deduz-se que muitas delas têm explicação pelo trabalho inerente à Feira D’Aires, quer trabalho preparatório, quer durante o próprio evento. -----------------------------------------------------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva disse que o que o preocupa nesta matéria é a garantia da equidade. À data em que se tomaram medidas para inverter determinadas situações, a sua posição foi de concordância pelo que isso o obriga agora a estar mais atento a esta matéria e a efectuar um acompanhamento mais sistemático às horas extraordinárias que vão sendo realizadas. Solicitou este Vereador que na próxima reunião lhe sejam disponibilizados dados relativos a horas extraordinárias realizadas em anos anteriores, em idêntico período, pelos diversos sectores. --------A 21.ª alteração ao Orçamento da Despesa foi ratificada com quatro votos favoráveis e a abstenção do senhor Vereador Costa da Silva pelos motivos expostos. ----------------------------------

 

Ponto dezasseis) Proposta de transferência de verba para o Clube BTT de Aguiar A Câmara deliberou por unanimidade transferir para o Clube BTT de Aguiar a importância de 141,30 €, para fazer face às despesas de constituição do clube. O senhor Vereador Costa da Silva disse ver com alguma preocupação o proliferar da constituição de Associações no concelho, com o consequente enfraquecimento das que já existem. Em sua opinião, com este multiplicar de Associações cada vez é mais difícil conseguir arranjar corpos directivos e os atletas ficam cada vez mais disseminados por muitas actividades. É disso exemplo o Grupo Desportivo de Aguiar. O concelho corre assim o risco de se tornarem cada vez mais fracas as Associações existentes, quer pela dificuldade de arranjar dirigentes, quer pela dispersão dos atletas. ---------------------------------------

 

Ponto dezassete) Proposta de fixação do montante das bolsas de estudo a atribuir no corrente ano lectivoAo abrigo do novo Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo, o senhor Presidente propôs que o montante mensal de cada bolsa seja fixado em 80,00 €. ----------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva disse votar contra pelas razões a que já se referiu aquando da aprovação do respectivo Regulamento. Disse que para si não faz qualquer sentido que pessoas com determinados rendimentos possam beneficiar da bolsa. ----------------------------------------------

- O senhor Presidente disse perceber a argumentação embora nos termos do Regulamento aprovado a proposta hoje em discussão seja somente o montante da bolsa. ----------------------------- Votada a proposta foi a mesma aprovada com quatro votos favoráveis e um voto contra por parte do senhor Vereador Costa da Silva, na perspectiva a que se referiu. -------------

 

 

Retirado da ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 29/10/2008 da CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO __________

 

Editado por António Costa da Silva

 

 

publicado por alcacovas às 19:46
| comentar | ver comentários (1)

Selecção Portuguesa de Iniciados de Hóquei em Patins em Alcáçovas - 23 de Novembro

Vai realizar-se no próximo domingo, dia 23 de Novembro de 2008, em Alcáçovas no Pavilhão Municipal, a 2ªconcentração da Selecção Regional de Iniciados, orientada pelo Treinador/Seleccionador Professor António Castilho com os seguintes atletas convocados :

Antonio Nozes (GR)- CP Beja
Luís Vieira (GR) - GD Diana
Carlos Capeta (GR) - SCM Aljustrelense
Fábio Rosado - CF Estremoz
Vasco Campers - CF Estremoz
João Paulo Guisado - SCM Aljustrelense
Miguel Coelho - SCM Aljustrelense
Tiago Mendes - SCM Aljustrelense
Rafael Guerreiro - SCM Aljustrelense
Luís Martins - FC Castrense
Luís Brazão - CP Beja
João Vaz - CP Beja
João Barrulas - GD Diana

Será uma sessão dupla, com treinos de manhã das 11H às 13 H e de tarde das 16H às 18H e os atletas terão de concentrar-se em Alcáçovas no Pavilhão Municipal, no domingo às 10.30 H fazendo-se acompanhar do material desportivo com que treinam habitualmente.

 

Visto no http://hoqueialentejano.blogspot.com

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:40
| comentar

IX Mostra de Doçaria em Alcáçovas

 

A Vila de Alcáçovas volta a ser a capital da doçaria conventual e palaciana entre os dias 5 e 8 de Dezembro.
Este ano a mostra conta com a presença do Mestre Chocolatier Paulo Santos que irá efectuar ao vivo esculturas em chocolate, dia 8, das 14 às 18 horas.

 

Programa

Dia 5
18h - Inauguração com a actuação da Banda da Sociedade União Alcaçovense
20h - Concerto com a Banda da Sociedade União Alcaçovense

Dia 6
15h - Grupo Cantares de Alcáçovas
17h- Grupo Flores do Campo
19h - Grupo Coral Paz e Unidade

Dia 7
9h - Passeio TT - Rota dos Doces Sabores (Org. AJAL)
15h - Grupo Coral Velha Guarda de Viana do Alentejo
17h - Grupo Coral "Os Trabalhadores" de Alcáçovas
19h - Augusto Canário

Dia 8
14h/18h - Mestre Chocolatier Paulo Santos
19h - Grupo Alencanto
21h - Entrega de Diplomas

 

 

Retirado do site http://www.cm-vianadoalentejo.pt/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:26
| comentar

Mais de 300.000!!!!

O nosso BLOG já ultrapassou as 300.000 visitas desde 1 de Maio de 2006. Em menos de 3 anos é notável (desculpem a imodéstia), para um blog nascido e criado numa pequena Vila (mas notável em muitos aspectos) deste Alentejo, despovoado e abandonado.

Ao deitar os nossos "foguetes" uma palavra para agradecer a todos quantos nos visitam e até nos fazem comentários que enriquecem o nosso trabalho.

Obrigado

 

AC

publicado por alcacovas às 11:56
| comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

Cuidado com os plásticos

 

 

Os plásticos mais seguros para comidas e bebidas

 

Há plásticos mais seguros do que outros para conterem comidas ou bebidas.

Um guia do “Institute for Agriculture and Trade Policy”, permite-nos avaliar se determinados plásticos devem ser evitados.

Todos os plásticos devem estar identificados por um código de reciclagem que aparece dentro de um triângulo no fundo da maioria das caixas ou outros recipientes.

O “triângulo” tem a forma seguinte, com um número no interior. Os números vão de 1 a 7.

 

 

 

O significado de cada número é o seguinte:

 

Plásticos que não são seguros

3 – Cloreto de Polivinil (PVC) pode libertar ftalatos, conhecidos como tóxicos para homens reprodutivos. Uma maneira de os evitar na cozinha é usar filme de plástico de polietileno em vez de PVC.

6 – Poliestireno é usado em produtos de espuma de poliestireno. Podem libertar estirenos (uma neurotoxina) quando em contacto com comidas quentes, ácidas ou gordas.

7 – Policarboneto pode libertar bisfenol-A (BPA) um disruptor endócrino associado a uma longa lista de preocupações de saúde. Biberões, canecas com chupeta, garrafões de água, e garrafas reutilizadas de bebidas são geralmente deste tipo de plástico. 

 

Nota – Se as caixas não estiverem identificadas com um destes códigos o melhor é evitar usá-las.

Há produtos marcados com o código 7 (ou 6) e/ou com as letras PC.

 

Os seguintes plásticos são considerados seguros para comidas. O aço inox e o vidro também são boas opções.

 

1 Polietileno tereftalato etileno (PETE)

 

2 – Polietileno de alta densidade (HDPE)

 

4 - Polietileno de baixa densidade (LDPE). 

 

5 -   Polipropileno (PP).

 

AC

 

 

 

 

 

 

publicado por alcacovas às 16:47
| comentar
Domingo, 16 de Novembro de 2008

Um Jogo Insípido – Ganhou o Favorito

BENCATELENSE- S. C. ALCAÇOVENSE (1 – 0)

 

 

Iniciámos o jogo com a seguinte equipa: Guarda-Redes: Marco (Caracol); Defesas: Grazina, Zé Eduardo (Treinador Jogador), Nuno Maurício (Chinês), Nelson Caeiro (Mirandinha); Mochila, Gansinho, Pedro Santos (Gadunhas) e Luís da Eira Atacantes: Jorginho e Nuno Esteves (45).

 

 

Numa descrição muito simplista, podemos afirmar que ganhou a equipa favorita. Muito pouco há a acrescentar, ou seja, maior domínio do Bencatel, mas não se pode dizer que foi evidenciada a diferença entre escalões.

 

 

Apesar das muitas ausências na nossa equipa, conseguimos ter em campo um grupo cheio de determinação. Muita garra, mas pouca eficácia.

 

 

No arranque tivemos a nossa equipa a procurar naturalmente um jogo de contenção.

 

 

Aos 15 minutos da primeira parte, numa jogada completamente inocente, o Bencatelense marca sem saber como. Um chuto muito fraco do defesa direito de Bencatel, em que a bola bate na perna do Zé Eduardo e faz um efeito muito estranho, acabando por entrar na baliza de Marco.

 

Até ao final da primeira parte pouco mais se passou, a não ser um pouco de mais ascendente do Bencatelense.

 

Na segunda parte a nossa equipa entrou muito bem. Um bom remate de Jorginho quase que fazia o empate para a nossa equipa.

 

O ascendente da equipa caseira foi-se desvanecendo ao longo da partida. No entanto, a nossa equipa não conseguia ultrapassar as contrariedades. Com a entrada de Salsinha a nossa equipa melhorou em termos ofensivos, no entanto não era fácil entrar na defesa da equipa de Bencatel.

 

Entraram João Pedro e Aires para os lugares do lesionado Nelson Caeiro e de Gansinho

 

Na recta final lá fomos insistindo no contra-ataque. Perdeu-se uma grande oportunidade por Salsinha após uma grande desmarcação de Gadunhas.

 

 

Outro aspecto importante teve a ver com a lesão de Jorginho que, nesta fase da partida, teve que sair devido a lesão provocada por um atleta adversário. Acabámos a partida com 10 atletas.

 

 

Notas Finais:

a)      Melhores Jogadores em Campo: Nelson por parte do Alcaçovense e os Jogadores nº 8 e 10 do Bencatel;

b)      Uma arbitragem muito correcta;

c)      Pouco público em Bencatel para um jogo num domingo muito agradável e de Taça;

d)      Bencatel é uma equipa muito agressiva, mas não incorrecta.

 

Resultados da 1ª Eliminatória:

 

Morense 0 Perolivense 3

Estremoz 0 Alandroalense 1

Giesteira 3 Arcoense 2

Rosário 2 Calipolense 1

Santana 2 Santo António 2 (3-2 GP)

Azarujense 1 S.Manços 2

Borbense 1 Est. Vendas Novas 4

Valenças 2 S. Romão 0

Monte Trigo 4 Redondense 0

Bencatelense 1 Alcaçovense 0

Sp.Viana 2 Cabrela 0

Santiago Maior 4 Portel 1

Oriolenses 3 Aldeense 2

Amiera 2 Cortiço 4

Corval 0 Arraiolense 2

Escouralense 1 U. Montemor 0 (AP)

 

 

Pela Direcção do SCA

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 21:38
| comentar

Várias escolas fechadas a cadeado

14 de Novembro de 2008, 14:58

 

Um pouco por todo o país decorrem manifestações de alunos nas ruas contra as políticas educativas do Governo. Várias escolas básicas e secundárias estão fechadas a cadeado como forma de protesto ao Estatuto do Aluno, em particular ao novo regime de faltas.

O regime de faltas criado pelo estatuto do aluno obriga à realização de uma prova no caso de ser excedido o limite de ausências, independentemente do motivo ou natureza das faltas.

Na Lei nº 3/2008, o artigo 22 que corresponde aos efeitos das faltas diz que "sempre que um aluno, independentemente da natureza das faltas, atinja um número total de faltas (...), deve realizar, (...) uma prova de recuperação, na disciplina ou disciplinas em que ultrapassou aquele limite, competindo ao conselho pedagógico fixar os termos dessa realização".

O diploma de gestão escolar prevê a substituição dos actuais conselhos executivos pela figura do director.

De acordo com informações dadas à TSF encontram-se encerradas as escolas secundárias de S. João do Estoril, Camarate, Chamusca e Alvaiázere.

À redacção do SAPO chegou ainda a informação do encerramento das escolas Básica Integrada da Cordinha, em Oliveira do Hospital, Secundária D. João V na Damaia, Amadora, E/B 2/3, D. Manuel Faria e Sousa, em Felgueiras, Escola Secundária da Lousada, Escola Secundária de José Afonso em Loures e Escola E B 2,3 /S Doutor Isidoro de Sousa de Viana do Alentejo. Em Viana do Castelo, Montemor-o-Novo, Miranda do Ciorvo, Portimão, Fafe, Leiria e Alcobaça também há protestos de alunos.

Segundo a Agência Lusa, os protestos foram convocados em reuniões locais de associações de estudantes, por sms (mensagem de telemóvel) e através da colocação de cartazes nas escolas.

As autoridades policiais já terão sido chamadas a intervir.


 

 

Retirado do Sapo Notícias

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:27
| comentar
Sábado, 15 de Novembro de 2008

Infantis: Sca 6 - Giesteira 0

Infantis - Sábado 10:30

 

 vs Historial do clube

SCA vs Giesteira (6:0)

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 17:39
| comentar

Escolas: SC Viana 0 - SC Alcaçovense 11

 

Desafio agradável de seguir, jogadores empenhados e correctos.

Os "miúdos" do SCA mais experientes, com alguns jogadores de bom nível, dominaram de princípio ao fim. 

Boa arbitragem.

O onze inicial do SCA:

Dinis, João Miguel, André, João Carlos, Bruno, Vítor e Mário.

Depois ao longo do jogo todos tiveram oportunidade de contribuir para a vitória: Zezinho, Diogo, Miguel, Duarte e Henrique.

Marcaram:

Mário - 4

Vítor - 4

Bruno - 1

Zezinho - 1

Miguel - 1

 

 

 

 

 

 

 

AC

publicado por alcacovas às 17:13
| comentar
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Fim-de-Semana Desportivo do SCA

Séniores - 2ª Eliminatória Taça AFE - Domingo 14:30

 

A minha fotografia vs

 

Bencatelense vs SCA

 

 

Infantis - Sábado 10:30

 

 vs Historial do clube

SCA vs Giesteira

 

Escolas - Sábado 10:30

 Sporting Clube de Viana do Alentejo vs

SCVA vs SCA

 

 

Pela Direcção do SCA

 

António Costa da Silva

 

 

publicado por alcacovas às 21:41
| comentar
Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

Lamentável...

...Desperdício de ovos.

 

Retirado do http://henricartoon.blogs.sapo.pt/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 22:03
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog