Sábado, 24 de Março de 2007

FIM-DE-SEMANA DO SCA

MAIS UM DERBY MORNO


S. C. ALCAÇOVENSE – G.D.C. AGUIAR: 3 - 1

 

Iniciámos o jogo com a seguinte equipa: Guarda-Redes: Pernas; Defesas:; Gansinho, Chicão, Padeirinha e Nelson; Meio-Campo: Pedro Carapinha, Canhão e Mochila; Atacantes: Luís da Eira, Nuno 45 e Sérgio Carica.

 

Logo no início da partida a nossa equipa teve boas oportunidades para marcar. Boas arrancadas dos nossos atacantes e uma bola enviada ao poste pelo Mochila.

 

0005y5wr

 

 

Nesta boa fase da nossa equipa surgiu o nosso golo através do Sérgio Carica. Um lance talvez um pouco discutível, porque houve quem considerasse que o nosso jogador estivesse em posição de fora de jogo. Sinceramente, não me pareceu.

 

Logo de seguida, uma boa desmarcação do Sérgio Carica (que poderia dar golo) foi anulada pelo juiz de linha. Um erro bem evidente, porque era outro jogador que estava em posição irregular.

 

0005zkeq

 

 

Foi substituído o Gansinho (devido a lesão) pelo João Pedro.

 

Já a meio da segunda surgiram os dois golos da nossa equipa, também marcados pelo Sérgio Carica.

 

Entraram o António Ramalho e o Rui Fernandes para substituírem o Luís da Eira e o Pedro Carapinha.

 

000600b7

 

 

Nesta fase final do jogo, o Aguiar conseguiu o seu merecido golo. Ainda assim, tiveram novas oportunidades para marcar.

 

Algumas Notas:

 

a)      Um jogo morno, mas com vitória merecida do SC Alcaçovense;

b)      Apesar de todas as contrariedades o GDC Aguiar disputou condignamente o resultado. Não é fácil manter a motivação;

c)      Melhor jogador em campo: Sérgio Carica

 

Arraiolos – Cortiço: 1 - 1

Brotense - Sp.Viana: 0 - 3

Alcaçovense – Aguiar: 3 - 1

Cabrela – Santana: 2 - 1

Sto. António – Morense: 4

 

Cabrela 32
Sp.Viana 41
Santana 40
S.António 33
Cortiço 27
Giesteira 25
Arraiolos 25
Mora 24
Alcaçovas 23
10º Brotas 14
11º Aguiar2



IMAGEM DA PROVA DE TIRO NO SCA

00061rgy

 

Pela Direcção do SCA

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 20:56
| comentar

Difícil de perceber

O Governo vai concentrar a gestão das áreas protegidas e afasta os municípios.

Assim a gestão das áreas protegidas do país ficará concentrada em 5 departamentos dirigidos por técnicos escolhidos pelo Governo. Aos municípios restará om qualquer poder(?) consultivo.

É difícil perceber se:

- Os municípios são incompetentes ou algo pior (corruptos) para aplicarem as leis vigentes?

- Existem leis, planos, para o total e justo ordenamento de todas as áreas protegidas?

- A única solução válida para o Governo é centralizar tudo, só eles é que são competentes?

-Será que o Governo pensa que os autarcas de outros partidos são incapazes para gerir as ditas áreas?

- Será que os 5 departamentos, note-se cinco, chegarão para fazer o trabalho?

- Com estes cinco departamentos, sob a coordenação de um Secretário de Estado tudo vai correr bem, as licenças ou não licenças serão despachadas rapidamente?

- Portanto, o Estado gere melhor e fiscaliza-se a si próprio?

- Quanto mais Estado melhor?

O que não entendo, para além de tudo o que digo acima, é que se discute, se reforma, para fazer coisas que outros faziam, mas pouco se fala em fazer as coisas de forma diferente.

Mais do que fazer melhor e de forma mais simples e com maior eficácia, o que se disputa é o poder para fazer, para controlar os apaniguados e encher a barriga.

É muito difícil de perceber!

AC

publicado por alcacovas às 11:24
| comentar | ver comentários (1)

FORAM OS PORTUGUESES QUE DESCOBRIRAM A AUSTRÁLIA

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 00:01
| comentar
Sexta-feira, 23 de Março de 2007

UMA IDEIA AL(G)ARVE

ALLgarve

Quando foi apresentada esta espécie de promoção internacional do Algarve, entenda-se Allgarve, fiquei com aquela sensação “se calhar somos todos uma cambada de matarruanos”.

 

No início tive alguma reserva em colocar o meu post neste blog, não estivesse a ser injusto perante alguma boa ideia. Bem! Era aquela sensação, se calhar sou que estou errado e não percebo a bondade da iniciativa. Mas, ainda assim, não consegui resistir brincar um pouco com a situação.

 

Ouvi as explicações e em nada me convenceram. No entanto, quem sabe se existe algum estudo que justifique tal explicação…

 

Hoje, quando abro as revistas Visão e Sábado, vejo lá a referida promoção. Como é sabido por todos, estas revistas são vendidas em vários países no mundo: China, Índia, Alemanha, Grécia, Hungria, EUA, França. etc, etc,etc. Assim seja.

 

Falando um pouco mais a sério, na verdade algum adiantado mental decidiu promover internacionalmente o Allgarve, começando evidentemente por Portugal Continental e Ilhas. Nós, os mentecaptos deste reino, somos obrigados a papar estas diarreias mentais e pagar dos nossos bolsos estas idiotices que nos estão ser impingidas.

 

Aliás parece-me mesmo que esta é uma ideia bem Algarve.

 

Parece mesmo que agora esta ideia poderá ser aplicada a outras localidades do País:

 - Sun Tarem (vai passar a ser internacionalmente conhecida como a cidade do Sol);

 - All Cu Entre (Todos lá poderão entrar);

 - Nem mesmo os nuestros hermanos conseguiram resistir a estas mudanças, escolheram o slogan “ir a la Merida”.

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 23:33
| comentar

CAMINHADA JARDIM PÚBLICO DAS ALCÁÇOVAS – RIBEIRA (MOINHOS)

Esta caminhada da Malta do Andamento vai ter um sabor especial.

Em primeiro lugar esta iniciativa já se encontra integrada no Programa “Mexa-se” promovido pelo Instituto do Desporto.

 

Em segundo lugar, neste dia vamos celebrar o Dia do Pai. A ideia de se associarem a nós partiu da Associação de Pais da EBI de Alcáçovas. Naturalmente, esta sinergia é um reforço e estímulo muito importante o desenvolvimento desta actividade.

 

O percurso desta vez vai ser na direcção da Ribeira das Alcáçovas e visitar alguns dos Moinhos de Água aí existentes. De notar que, esta é a ribeira que tem o maior número de moinhos (em termos médios) na Europa.

 

Parece-me que vai valer a pena.

 

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 20:42
| comentar
Quinta-feira, 22 de Março de 2007

Reformar administração pública

Muito se discute quanto à necessidade de fazer uma reforma profunda da administração pública.

Para uns é questão diminuir os efectivos, reduzir o número de funcionários públicos. Para outros a verdadeira reforma terá que se fazer a nível legislativo e organizativo , reduzir a burocracia.

Para outros a reforma devia ir no sentido da transferência de poderes para as autarquias. diminuindo de um lado para aumentar do outro.

Muito se fala e pouco se adianta. Não é fácil, se não impossível.

Mas não será que andamos a procurar o rato nos locais errados? Todos vemos os estragos, mas ninguém vê o bicho.

Provavelmente estamos a olhar na direcção errada (ou somos manipulados para assim procedermos). Enquanto procuramos e criticamos o tal bichinho continua descansado a roer o nosso pecúlio .

Talvez tenhamos que olhar mais para cima e menos para baixo. Já pensaram que se as reformas se fizessem a partir das estruturas partidárias e dos poderes do Estado, tudo melhoraria mais e mais depressa?

Um exemplo; se o Governo eliminar um dois, três ministérios, eliminando funções , simplificando processos, limitando a intervenção do Estado às funções "nobres", como regulamentar e fiscalizar", poupava-se muito dinheiro para investimentos públicos.

O que temos a mais é burocracia que implica mais governantes, mais tribunais, mais funcionários, provocando efeitos perversos a nível social e económico.

Provavelmente até existe alguma razão matemática para explicar este fenómeno: quanto mais pesada for a máquina do Estado, central e periférica, mais lento é o desenvolvimento, se não for negativo, mais corrupção, mais nepotismo, etc. etc.

Precisamos de um verdadeiro simplex , mas esse não simplificaria a vida dos políticos e dos seus séquitos, mas sim a nossa.

 Exageros à parte acredito que a reforma tem que começar por cima.

Precisamos de mais cientistas?

Precisamos de mais médicos e enfermeiros?

Ou precisamos de mais ministros, mais secretários e directores gerais?

A esperança nunca morre, mas murcha.

AC

publicado por alcacovas às 17:44
| comentar
Quarta-feira, 21 de Março de 2007

JOGO DE TREINO LUSITANO DE ÉVORA – ALCAÇOVENSE

 

LUSITANO DE ÉVORA – ALCAÇOVENSE: 3-0

 

Iniciámos o jogo com a seguinte equipa: Guarda-Redes: Pernas; Defesas:; Gansinho, Manuel Jorge Guerreiro, Chicão e Canhão; Meio-Campo: Pedro Carapinha, Pedro Santos e Pedro Alcides; Atacantes: Luís da Eira, Mochila e Sérgio Carica.

 

Durante o jogo tiveram também a oportunidade de jogar o Nelson Caeiro, Padeirinha, José Chico, António Ramalho e Nuno 45.

 

Uma boa parte da partida com o Lusitano a dominar, mas sem criar grande perigo.

 

Pontualmente lá conseguiam efectuar uma jogada mais arrojada, onde o nosso guarda-redes José Pernas respondia com perfeição.

 

O primeiro golo do Lusitano resultou de um autogolo dum defesa da nossa equipa. Um atrasado sem olhar para a posição do guarda-redes originou a abertura do marcador.

 

Na fase final da partida o José Chico quase conseguiu marcar ao guarda-redes do Lusitano.

 

Já com a partida mesmo a acabar a equipa da casa conseguiu marcar mais duas vezes ao S. C. Alcaçovense.

 

Algumas Notas:

 

a)      Um excelente jogo de treino;

b)      Uma convivência bastante simpática;

c)      O melhor jogador em campo foi o José Pernas (nº 1 do Alcaçovense).

 

Não esquecer que no próximo sábado, às 15 horas, vamos ter novo derby, com a equipa do G D C de Aguiar.

 

Contamos com a sua presença.

 

Pela Direcção do SCA

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 22:35
| comentar

Primavera e Poesia

Hoje celebramos duas datas que merecem todo o destaque, a chegada da Primavera e o dia mundial da Poesia e quem melhor que Miguel Torga para num só poema mostrar todo o esplendor da poesia e da Primavera.
 
 
ANUNCIAÇÃO
 
Surdo murmúrio do rio, 
a deslizar, pausado, na planura.
Mensageiro moroso
dum recado comprido,
di-lo sem pressa ao alarmado ouvido
dos salgueirais:
a neve derreteu
nos píncaros da serra;
o gado berra
dentro dos currais,
a lembrar aos zagais
o fim do cativeiro;
anda no ar um perfumado cheiro
a terra revolvida;
o vento emudeceu;
o sol desceu;
a primavera vai chegar, florida.
 
Miguel Torga
 
 
Ricardo Vinagre
publicado por alcacovas às 21:08
| comentar

SABIA QUE………? (3)

- Temos um PIB com o PIOR crescimento da União Europeia:

          - Portugal = 1,3%;

          - União Europeia = 2,9%;

          - Espanha = 3,9%;

          - Polónia = 5,8%.

 

 - Entre 2005 e 2007 diminuiu drasticamente o Poder de Compra dos portugueses:

          - 2004 = 72,4%;

          - 2005 = 71,2%;

          - 2006 = 68,9%;

          - 2007 = 68,9% (estimado).

        

 - Aumentou o Défice Externo (saldo da balança corrente e de capital - % do PIB):

          - 2004 = -5,7%;

          - 2005 = -8,1%;

          - 2006 = -8,7%

 

 - Aumentou o Endividamento das Famílias (% sobre o rendimento disponível):

          - 2004 = 112%;

          - 2005 = 118%;

          - 2006 = 130%;

 

- Diminuiu o Investimento Público (valores em milhões de Euros):

          - 2004 = 621,2;

          - 2005 = 652,5;

          - 2006 = 516,3.

 

- Entre 2005 e 2007 aumentou de uma forma impressionante a Dívida Pública:

          - 2004 = 83,78 milhões de Euros e 58,6% sobre o PIB;

          - 2005 = 94,39 milhões de Euros e 64% sobre o PIB;

          - 2006 = 102,95 milhões de Euros e 67,4% sobre o PIB;

          - 2007 = 108,6 milhões de Euros e 68 sobre o PIB.

 

 

O Governo anunciou 27.141,5 Milhões de Euros em Projectos de Investimento Privados;

Estão à espera de concretização = 4.603,4 Milhões de Euros (ou seja, ainda não realizados).

 

Afinal o que resta no meio disto tudo?

Um megaprojecto para construção de um novo aeroporto na OTA.

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:18
| comentar

Está Tudo Louco

ALLGARVE

Não. Ainda não acabou o mês de Março.

Não. Não é dia das mentiras (era bem pregada para o dia 1 de abril).

Não é erro não.

ALLGARVE vai ser a marca utilizada para promover a Região Algarve no exterior. Porque segundo o sr Ministro da Economia é a forma mais fácil dos estrangeiros pronunciarem Algarve, ou ALLgarve.

Nunca se sabe, se para breve iremos ter ALLENTEJO e quem sabe ALLCÁÇOVAS.

Um espectáculo.

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:52
| comentar

dia mundial da poesia

Tenho pena e não respondo.
Mas não tenho culpa enfim
De que em mim não correspondo
Ao outro que amaste em mim.

Cada um é muita gente.
Para mim sou quem me penso,
Para outros - cada um sente
O que julga, e é um erro imenso.

Ah, deixem-me sossegar.
Não me sonhem nem me outrem.
Se eu não me quero encontrar,
Quererei que outros me encontrem?

Fernando Pessoa

Falavam-me de amor

Quando um ramo de doze badaladas
se espalhava nos móveis e tu vinhas
solstício de mel pelas escadas
de um sentimento com nozes e com pinhas,

menino eras de lenha e crepitavas
porque do fogo o nome antigo tinhas
e em sua eternidade colocavas
o que a infância pedia às andorinhas.

Depois nas folhas secas te envolvias
de trezentos e muitos lerdos dias
e eras um sol na sombra flagelado.

O fel que por nós bebes te liberta
e no manso natal que te conserta
só tu ficaste a ti acostumado.

Natália Correia - {13 de Setembro de 1923 — 16 de Março de 1993}
O Dilúvio e a Pomba
Lisboa, Publicações D. Quixote, 1979

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:59
| comentar | ver comentários (1)

Sitios onde ficar em Alcáçovas.

HERDADE DA MATA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Georg & Barbara Thomann
Herdade da Mata
P-7090-998 Alcáçovas

Tel. 266 94 90 11 - Fax 266 94 90 99

Site: http://herdade-da-mata.com/

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:33
| comentar
Terça-feira, 20 de Março de 2007

A China e o Marxismo

Artigo publicado no SAPO. pt sobre o último Congresso do Povo chinês que mostra claramente a evolução da China, a caminho de confirmar e reforçar a sua posição como um dos leaders mundiais, provavelmente o 2º.

A ideologia Marxista, as "loucuras" de Mao estão a ser apagadas a grande velocidade O grande baluarte do comunismo dá lugar à futura grande potência capitalista do Sec XXI. O que é que restará do comunismo? O poder central nas mãos do Partido Único? A  estrela vermelha na bandeira?

A Assembleia Nacional Popular ANP ) chinesa, órgão legislativo do país, aprovou hoje uma histórica lei de propriedade, dando igual protecção às propriedades públicas e privadas, tendo também revisto uma lei que acaba com os benefícios às empresas estrangeiras.


A aprovação da nova lei da propriedade privada demorou menos de um minuto, com 2.799 legisladores a votar a favor, 52 contra, 37 abstenções e um sem votar o diploma que garante igual protecção à propriedade privada e à propriedade pública.
        
A rapidez da votação não fez esquecer, no entanto, que a lei da propriedade privada foi objecto de um dos maiores debates na história do Partido Comunista Chinês PCC ), com um pequeno mas influente grupo de altos quadros do PCC a contestar o diploma, que consideram uma ameaça ao papel principal do Estado na economia e na sociedade, num país ainda formalmente socialista
        
Os sectores mais ortodoxos do PCC opõem-se também à lei por considerarem que esta abre as portas às privatização sem limites dos bens do Estado, aumentando o fosso entre os mais ricos e mais pobres e por defenderem que a lei vai permitir aos funcionários estatais corruptos manter a posse dos bens adquiridos de forma ilegal.
        
Durante a sessão de 2006 da ANP , mais três mil ex-ministros, militares superiores na reserva e governadores de província na reforma assinaram uma carta aberta de oposição à lei da propriedade privada, que sempre foi um dos temas mais polarizadores entre as alas liberal e ortodoxa do PCC .
        
O nível da oposição e a posição ambígua dos diferentes governos chineses quanto à propriedade do Estado fizeram que o projecto de lei, muito revisto, tenha passado por um processo legislação de mais de 14 anos e um total de sete leituras perante a ANP , um número sem precedentes numa legislatura que tem um papel sobretudo cerimonial e que nunca rejeitou qualquer projecto de lei, orçamento ou qualquer tipo de documento que o Governo lhe tenha submetido para apreciação e decisão.
        
A lei, de 247 artigos e 40 páginas, que deverá entrar em vigor a 01 de Outubro de 2007, estipula que "a propriedade do Estado e do colectivo, do indivíduo e de outros proprietários é protegida por lei e nenhuma unidade ou indivíduo pode infringir este direito".
        
Esta é a primeira vez que a lei chinesa estipula a protecção igual das propriedades estatais e privadas, num diploma aprovado na reunião de encerramento da sessão plenária anual da ANN , que teve início no dia 05 de Março.
        
A lei reconhece assim a importância cada vez maior do sector privado chinês desde as reformas económicas no final da década de 1970, que representa já cerca de 65% do produto nacional bruto e cerca de 70% das receitas fiscais do estado.
        
A lei da propriedade privada demonstra também, para além de uma cisão raramente observável no seio do PCC , partido único no poder na China, que reconhece o poder económico das classes médias urbanas para conferir legitimidade à sua governação.
        
A legislação tem como um dos objectivos assumidos a protecção dos direitos dos proprietários de casas nas cidades, onde a taxa de propriedade privada de casa é superior a 80% e que até agora sempre investiram no sector imobiliário sob regras pouco claras quanto à protecção da propriedade.
        
Ao regulamentar também provisões específicas quanto à expropriação de terra e respectiva compensação, a nova legislação poderá ser usada para defender os interesses dos agricultores, a classe social mais pobre da China, dando-lhes ferramentas legais para salvaguardarem os seus direitos.
      
Num dos mais difundidos esquemas de corrupção na China, as autoridades locais obrigam frequentemente os agricultores a ceder por baixas compensações as suas terras, única fonte de rendimento, para depois as venderem por preços muito mais elevados para o desenvolvimento de infra-estruturas, parques industriais e projecto imobiliários.
        
A segunda lei aprovada pelo plenário da ANP , a nova lei fiscal, aumenta de 15% para 25% os impostos sobre os rendimentos das empresas estrangeiras, enquanto reduz de 33 para 25% a carga fiscal sobre as empresas chinesas.
        
Como consequência da nova lei, as empresas chinesas passam a pagar na totalidade mais 5,1 mil milhões de dólares (3,877 mil milhões de euros) e as empresas chinesas menos 16,8 mil milhões de dólares (12,77 mil milhões de euros), segundo estimativas governamentais de Pequim.
        
A nova legislação entrará em vigor a 01 de Janeiro de 2008, mas terá uma aplicação gradual durante cinco anos, segundo o ministro das Finanças chinês.

AC

publicado por alcacovas às 14:34
| comentar

Sitios onde ficar em Alcáçovas.

HERDADE VALE LAMEIRA

 

Localizado em Herdade Vale Lameira: Alcáçovas

Blog: http://www.herdadevalelameira.blogspot.com/

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:21
| comentar

Sitios onde ficar em Alcáçovas.

MONTE DO SOBRAL

Estrada Alcáçovas - Viana do Alentejo

7090 Alcáçovas

Telefone 266 954717 e Fax 266 948131

Site: http://www.montedosobral.com/

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:16
| comentar

Sitios onde ficar em Alcáçovas.

CASA SANTOS MURTEIRA

Rua de São Pedro, 68 - Alcáçovas
7090-041 Viana do Alentejo

Tel.: 266 948 220 Fax: 266 948 229

Site: http://www.casasantosmurteira.com

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 13:08
| comentar

Está Tudo Louco

Escolas secundárias vão alugar espaços para casamentos e baptizados
Mini centros comerciais? Nada disso. Mas as escolas secundárias portuguesas vão desenvolver internamente "áreas de negócio" para ajudar a financiar o programa de modernização dos estabelecimentos de ensino. O aluguer de espaços de desporto, serviços de restauração, a exploração de (…)

In Diário de Notícias de Hoje

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:15
| comentar
Segunda-feira, 19 de Março de 2007

dos jornais...



 

O primeiro fluviário da Europa, o terceiro no Mundo é inaugurado na quarta-feira, no Parque do Gameiro, em Mora.

Obra orçada em mais de seis milhões de euros, o Fluviário de Mora recria através de um conjunto de aquários e espaços envolventes o percurso de um rio português, da nascente até à foz, permitindo observar as diferentes espécies de peixes, através de uma exposição de habitats naturais, aquáticos e terrestres.

O “oceanário” dos rios alberga peixes nacionais, alguns em vias de extinção, e exemplares exóticos de outros sistemas aquíferos, como a bacia amazónica e os lagos africanos.

Além das enguias, chanchitos, douradas, tainhas, pimpões, barbos e achigãs, entre outros peixes nacionais, o fluviário apresenta piranhas vermelhas, peixes-faca, pacu-negros, aruanâs prateados, rãs seta venenosas, peixes-gato, lontras e outras espécies dos rios de todo o Mundo.

O projecto de arquitectura é candidato oficial ao prémio de arquitectura da União Europeia 2007.

Para a cerimónia inaugural foi convidado o Primeiro-Ministro, mas josé Sócrates não estará presente. "Após um longo período à espera de resposta ao convite formulado, foi comunicado à Câmara Municipal de Mora que, por motivo de agenda, não era possível a sua presença na cerimónia, remetendo o convite para o ministro do Ambiente", explica um comunicado da autarquia.

Mas nem o ministro do Ambiente participará na inauguração porque Nunes Correia delegou a representação do Governo na presidente da Comissão de Coordenação da Região Alentejo.

O município de Mora considera que o Governo revelou "total alheamento" do prtojecto e decidiu "não aceitar a representação governamental na cerimónia oficial de inauguração proposta pelo senhor ministro do Ambiente".

O Fluviário de Mora abre ao público no dia 22 de Março.
retirada do Notícias Alentejo
Ricardo Vinagre
publicado por alcacovas às 21:58
| comentar | ver comentários (1)

PERCURSO ROMANO (por Alcáçovas)

VIA XII – Lisboa (Olisipo) - Alcácer do Sal (Salacia) – Évora (Ebora) – Mérida (Emerita) CLXI milhas, 238.5 Km

 


Lisboa (Olisipo) Travessia do rio Tejo (Tagi) para Cacilhas ou Porto Brandão
Seixal


Coina-a-Velha (
Aquabona), S. Lourenço (milha XII) Palmela


Setúbal (
Caetobriga) (milha XXIV; calçada na chamada "Estrada do Viso" e atravessava a serra de S. Luís, seguindo por Grelhal, onde há vestígios de calçada, entrando na cidade pelo Bairro de Tróino) Águas de Moura Caeciliana, na milha XXXII (ficaria algures por aqui; não há vestígios, seria apenas uma Mansio)

 

Malateca, na milha LVIII (ficaria na zona de Marateca; vestígios ao longo da rib. de Marateca, entre Landeira e Cabrela) Seixola?


Vale de Reis?(


Alcácer do Sal (
Salacia) (Civitas da milha LXX) (a via chega ao centro da povoação pela necrópole de S. Francisco de Frades, junto ao Convento de St. António; Antonino indica XLIIII milhas a Ebora) (talvez daqui partisse outra via para sudoeste em direcção a Mirobriga perto de Santiago do Cacém).



Existem duas variantes, a primeira sai de Alcácer do Sal pela margem dir. da rib. de Sítimos e segue por Valverde; a segunda variante seguia mais a sul, por Torrão e Alcáçovas, confluindo as duas na zona da Esparragosa, já perto da Porta do Raimundo em Évora.



1) Variante pelo concelho de Montemor-o-Novo e Valverde



2) Variante pelo Torrão e Alcáçovas (6 miliários) Alcácer do Sal (sai pela
Villa do Bairro dos Crespos e daí pela margem dir. do rio Sado pela EN5) Barrosinha (Villa dentro da Herdade da Barrosinha) Monte da Casa Branca, Torrão (calçada com 200 m junto às villae do Monte da Casa Branca e do Portinho) Travessia da rib. Algalé junto à sua foz no Sado - Monte de Porto de Rei, Torrão (Villa de Porto de Rei; porto fluvial) Monte da Herdade de Frades, Torrão (Villa da Herdade dos Frades, de Portancho e mais a sul a da Herdade de Porto Carro) Monte da Qta. de D. Rodrigo, Torrão (calçada; segue a EN5-2 ao longo da margem dir. do rio Xarrama) Monte S. João, Herdade de Arranda, Torrão - Herdade da Qta. de Cima, Torrão (Villa e Calçadinha Romana, com 300 metros até à Ponte sobre o rio Xarrama -Torrão (daqui deriva a Via para Beja) Alcáçovas (o miliário do Museu Arqueológico de Montemor-o-Novo será daqui?) Monte dos Taboleiros de Baixo (Mário Saa fotografou aqui um miliário, hoje desaparecido) Herdade do Zambujeiro, N. Sra. da Tourega (3 miliários entre esta e a Herdade da Magalhoa) N. Sra. da Tourega (calçada do Porto da Calçadinha e a 120 m um miliário a Maximino e Máximo; Villa das "Martas") Herdade do Barrocal (1.5 km à frente, existe um miliário anepígrafo deitado) Travessia da rib. da Viscosa (ou Peramanca; vestígios de calçada na margem esq.; o caminho continua para nordeste) Cabida (pouco depois do caminho cruzar o acesso à Qta. do Pomarinho existe um fragmento de miliário, cujo fuste epigráfico, aparece pouco mais à frente, junto ao caminho que deriva da EN para o Monte das Flores)



Comum até Évora


As duas variantes confluem a seguir ao marco geodésico da Esparragosa, junto à rotunda do parque de campismo e entram na cidade pela Porta do Raimundo e segue pela Rua do Raimundo, Praça do Giraldo, Rua 5 de Outubro até à acrópole.


Évora (Ebora) (
Civitas a CXIII milhas de Olisipo e XLIII de Salacia; Arco Romano de D. Isabel; Templo de Diana; Termas; ver mapa) A partir de Évora a via para Mérida poderia seguir pelas seguintes variantes até Elvas (ver F. Bilou: 2000a).



1) Variante norte por Évora Monte e Estremoz


2) Variante sul por S. Miguel de Machede e Redondo 

 

 

Editado por António Costa da Silva

Retirado do http://viasromanas.planetaclix.pt/

Villa)
publicado por alcacovas às 14:04
| comentar
Domingo, 18 de Março de 2007

4ª FEIRA JOGO PARTICULAR LUSITANO DE ÉVORA - S C ALCAÇOVENSE

ImageHélio Fernando Borges
Posição: Médio/Avançado
Camisola nº: 9
Data Nasc.: 14 Março 1980
Clube em 2005/06: Lusitano

 

O Craque das Alcáçovas que joga no Lusitano de Évora.

 

0004cy54

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 23:02
| comentar | ver comentários (2)

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

Pesquisar neste blog