Quinta-feira, 16 de Março de 2006

I love this game




Não dá para parar de jogar....


rmgv
publicado por alcacovas às 22:55
| comentar

Quanto menos melhor!

Não restam dúvidas de que a política da Câmara de Viana do Alentejo (pela mão da CDU), em relação a Alcáçovas, se pode resumir a umas breves palavras: quanto menos melhor, porque é menos perigoso! Quero eu dizer que este executivo, que já o é há 12 anos, anda a evitar fazer os empreendimentos de fundo que Alcáçovas tanto precisa, e que até aparecem no programa eleitoral da CDU, mas que depois ficam na gaveta, anos esquecidos, pelo menos 3 dos mandato, porque no ultimo tudo serve para sair da gaveta. Por exemplo o caso das piscinas, cada vez que vou à feira, lá está o maldito projecto e nunca mais passa daquilo, mas também já imaginaram o que seria se depois as nossas piscinas fossem melhores? Já ninguém ia a Viana e as pessoas de Viana ainda vinham cá. Um teatro em Alcáçovas, há quanto tempo não se fala nisso? Mas claro que isso não poderia avançar porque o cineteatro de Viana serve para todo o concelho, e é nesse espaço que se fazem as semanas culturais promovidas pela câmara. Um espaço em condições para a feira, alguma vez se falou nisso? A câmara</a></a> vem dizer que fez um palco, mas o senhor presidente já se esqueceu que gastou milhares de euros no parque da feira de Viana, para não falar no que a câmara</a></a> não pagou pelo aluguer dos pavilhões. Termino com uma preocupação, muita gente lutou pelo Centro de Saúde</a></a> de Viana, e conseguiram, mas resta saber se o Centro de Saúde</a></a> de Alcáçovas é para manter ou para acabar, dado que as instalações são da Misericórdia de Alcáçovas. Com um centro de saúde novo na sede de concelho, é quase fatal. Lá terá o senhor presidente de comprar mais umas carrinhas para transportar os doentes.

Roberto Vinagre

publicado por alcacovas às 19:14
| comentar | ver comentários (9)

Tão burgueses que nós somos!

Já repararam que os veiculas da Câmara Municipal de Viana do Alentejo estão cada vez mais modernos? Veículos de ultima geração, carros e autocarros e qualquer dia aviões e barcos. Mas afinal de que se queixa o presidente quando vem dizer que a câmara não tem dinheiro? Será que se queixa de barriga cheia? O senhor presidente faz festas, jantares, almoços e passeios várias vezes por ano, lança fogo de artificio no 25 de Abril (eu até compreendo o motivo), compra carros e autocarros (e ainda paga à Rodoviária para fazer o transporte escolar). Não percebo de que se queixa! Será que um dia destes ainda vamos ver o senhor presidente a passear de limusine pelo concelho?

Roberto Vinagre

publicado por alcacovas às 15:58
| comentar | ver comentários (3)
Quarta-feira, 15 de Março de 2006

...

vale mesmo a pena perder (ganhar) algum tempo a viajar pelo planeta vermelho:
http://www.google.com/mars/

 

rmgv

publicado por alcacovas às 23:57
| comentar
Terça-feira, 14 de Março de 2006

Levanta-te e Ri em Alcáçovas

 

Para quando um centro cultural/auditório em Alcáçovas?

Será que a nossa terra não merece ter um espaço cultural tipo o Cine Teatro de Viana?

Isto leva-me a constatar uma coisa, no concelho de Viana do Alentejo existe dois tipos de populações:

·        Os cultos, que por o serem merecem um espaço de cultura. Onde podem receber espectáculos, cinema e fazerem uma infinidade de actividades. Esta parte da população de elite, são os habitantes de Viana do Alentejo;

·        Os outros, aqueles que vivem na província e se quiserem ver algum tipo de espectáculo tem que se dirigir a metrópole, esta gente são os habitantes de Alcáçovas e de Aguiar.

Ora quando o senhor presidente dedica tanto tempo a falar do associativismo e de como é importante para a estratégia do nosso concelho eu pergunto, e então a igualdade no acesso à cultura não é importante para o desenvolvimento do nosso concelho?

Será que só o associativismo é considerado como cultura para as gentes da província?

Penso que o associativismo é importante no aspecto cultural para dar a conhecer as nossas raízes, os nossos costumes e o que de melhor se faz na nossa terra, mas também penso que em matéria cultural existem coisas que se podem fazer que são tão ou mais importantes que o associativismo.

Deixo algumas sugestões de aspectos culturais para que se possa melhorar a cultura na província (neste caso falo só pela parte mais afastada da metrópole):

·        Remodelação/Renovação da biblioteca de Alcáçovas, tornando-a mais actual e mais atractiva;

·        Espectáculos de Verão no jardim público de Alcáçovas;

·        Construção de um centro cultural/auditório onde actualmente está o antigo cinema;

·        Construção de um museu o mais próximo possível da zona histórica;

 

Deixo aqui o meu contributo como provinciano, que por não se conformar irá lutar sempre pela igualdade de direitos entre a sua terra e a metrópole.

 

rmgv

 

publicado por alcacovas às 22:48
| comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 13 de Março de 2006

...

Terão os professores motivos para estarem tão chateados, quando a única coisa que se pretende é melhorar o seu próprio desempenho e consequentemente a qualidade do nosso ensino. Quem estudou e quem está preparado certamente não teme esta medida agora os outros, esses sim devem estar preocupados.

 

rmgv

publicado por alcacovas às 14:05
| comentar | ver comentários (4)
Domingo, 12 de Março de 2006

Desconfiança Ocidental...

Nova regra nos aeroportos Americanos. Proíbido usar isqueiros.
publicado por alcacovas às 21:15
| comentar | ver comentários (4)
Sábado, 11 de Março de 2006

O Maravilhoso Mundo Magico da Economia

 

rmgv

publicado por alcacovas às 20:44
| comentar

A Universidade de Évora, o centro do(s) conhecimento(s)

No passado dia 3 de Março, tomou posse o novo (mas já habitual) reitor da Universidade de Évora, esse senhor que se riu dos estudantes, enquanto estes se manifestavam contra o aumento das propinas. Agora é que eu percebo, ele, com aquele sorriso, estava a dizer-nos: «Eu ainda vou voltar!», e voltou! Resta saber o que pretende fazer para o futuro de uma Universidade que se encontra à beira da ruptura, não só financeira, mas acima de tudo ao nível da formação superior. Falou-nos, o novo reitor, em internacionalização, pois bem, quer ele queira, quer não, ela vai ser uma realidade, com o Processo de Bolonha. Bolonha está à porta! Será que a Universidade de Évora está preparada para receber a tão falada internacionalização? O que vai fazer o senhor reitor aos cursos que não têm alunos? E aos alunos passivos? O que vai fazer em relação às deficientes instalações? O que vai fazer pela transparência da universidade e sobretudo do processo ensino-aprendizagem? O que vai fazer com os professores excedentários e com aqueles que estão a dar aulas sem doutoramento? É bem certo que o novo reitor nos falou de humanismo, mas eu temo que isso se traduza em mais contratações, muitas vezes sem rigor cientifico!  Será que o novo reitor vai mesmo assumir a universidade, no sentido de colocar ordem em certos departamentos? Estou ansioso para ver o que vai fazer o novo reitor, mas não me posso esquecer que este já tem um passado como reitor, e isso já me baixa as expectativas!

Gostaria muito que a Universidade de Évora, não querendo ser uma grande universidade, fosse antes uma universidade de qualidade, com um ensino moderno e uma avaliação transparente!

Roberto Vinagre

publicado por alcacovas às 19:39
| comentar | ver comentários (4)

Taxa de desemprego

soc3.bmp

 

Como se pode ver a taxa de desemprego em Portugal aumentou de cerca de 5.1% em finais de 2002 para valores na ordem dos 8% em finais de 2005, segundo as previsões de alguns economista se a taxa de crescimento do PIB se situar perto do 1.1% que é a previsão do governo para o crescimento da economia para 2006 o desemprego irá situar-se na casa dos 9.6%. Será o bater no fundo?

Creio que não, e agora utilizando a metáfora do meu Professor de Macroeconomia II o desemprego é como uma piscina, onde estão sempre a entrar e a sair pessoas. As que entram e  durante o tempo que estão na piscina do desemprego ganham novas competências e quando saem da piscina vão fortalecer a economia, pois é input positivo que entra na economia, ou seja pessoas com um maior nível de especialização, pessoas que adquiriram competências que anteriormente não tinham e com isso vão fazer com que a nossa economia deixe de ser uma estrutura sustentada em baixos salários em poucas competências técnicas.

Não estou de forma alguma a dizer que se o nosso país atingir uma taxa de desemprego perto dos 10% é bom, sei que isso traz consigo muita miséria social e todas as consequências a ela ligadas.

O que eu acho é que não batemos no fundo e muito se pode fazer, como por exemplo ganhar as ditas competências. Mas que o facto é preocupante lá isso é, pois passamos de um nível que era muito próximo do pleno emprego para um nível de desemprego dos mais elevados da Europa.

 

rmgv

publicado por alcacovas às 18:59
| comentar

Modelo IS-LM

 

rmgv

publicado por alcacovas às 18:41
| comentar

Raizes

 

              

 

rmgv

 

 

publicado por alcacovas às 00:19
| comentar

Criar um bom ambiente para o futuro

Nos últimos dias tenho reparado que o numero de arvores tem aumentado em Alcáçovas.

Aqui está uma boa estratégia por parte da câmara municipal, a de melhorar a qualidade ambiental da nossa vila, não quero com isto dizer que ela seja má, quero sim dizer que estas acções de que visão melhorar a qualidade ambientais são bem vindas.

Alias penso que o ambiente limpo, a calma e tranquilidade alentejana e a boa localização da nossa vila são alguns dos trunfos que podemos utilizar para mais pessoas se fixarem em Alcáçovas e nesse campo a câmara tem um papel fundamental, pois cabe-lhe não só melhorar o ambiente, como por exemplo plantando arvores onde há espaço para as plantar, criar áreas verdes, aproveitar/dinamizar a utilização da bela zona da ribeira para pessoas que gostem de associar a beleza alentejana à calma por si fornecida. Mas tem um papel fundamental na divulgação do que de melhor há nesta terra.

 

rmgv

publicado por alcacovas às 00:01
| comentar
Sexta-feira, 10 de Março de 2006

A guerra dos ecrãs...

Com o aparecimento das televisões privadas (SIC e TVI), a nossa televisão deu uma grande volta, resta saber se foi para melhor ou para pior... Penso que existiram aspectos positivos, mas penso que entrámos em decadência. Se não entrámos em decadência, o que dizer de programas como «Fiel ou Infiel», «1ª Companhia», «Master Plan», «Fátima», «Novos Aventureiros», entre muitos outros. Os programas portugueses tentam copiar os programas feitos em Inglaterra, Espanha, ou Itália, mas copiam mal, com péssimo gosto. Os bons programas, como um simples filme, passa às 02.00 da madrugada, isto porque antes disso dão 3 ou 4 novelas seguidas. Será que os novos canais de televisão respeitam os espectadores? E quem ganha a guerra das audiências? E com que custos? Bem sei que destes programas é que o «povo» gosta, mas o problema é mesmo esse... Não quero apenas salientar o mau, também quero salientar os bons programas da RTP 2, a série CSI, os filmes de humor que passam nos sábados e domingos de tarde, sobretudo na SIC. No meio de tantas coisas péssimas, ainda conseguimos encontrar alguma coisas boas, o problema é que as pessoas têm de se levantar cedo no outro dia!

Roberto Vinagre

publicado por alcacovas às 21:20
| comentar | ver comentários (1)

Para recordar...

00002qx5

 

00003ybp

 

 

00004qd0

 

Estas fotografias foram-me enviadas pelo Luis Santos, a ele o meu muito obrigado.

 

rmgv

 

publicado por alcacovas às 20:35
| comentar | ver comentários (1)

Vamos jantar

No dia 17, próxima Sexta-Feira, "convocamos" todos os participantes do nosso blog, autores, comentadores e leitores, a aparecerem no CHARRUA para jantarmos e conversarmos ou, se só puderem vir mais tarde, para beber um café e conversar e para nos conhecermos melhor.

A hora para o jantar: 20.00, mais minuto, menos minuto. Se possível confirmem vossa presença, podem faze-lo com o Ricardo ou para o meu mail:

raco93@yahoo.ie 

André Correia

publicado por alcacovas às 12:41
| comentar | ver comentários (2)
Quinta-feira, 9 de Março de 2006

...

Quer gostemos quer não, Cavaco Silva é o novo Presidente da Republica, assim falou o povo e em democracia o povo é o soberano por isso há que respeitar a sua decisão. Na altura disse que não era o meu candidatado e não foi em quem eu votei mas a partir de hoje é o Presidente da Republica do meu país logo é também o meu Presidente.

Por esse mesmo motivo e porque tal como eu, Cavaco Silva só deseja o melhor para Portugal desejo-lhe muita sorte e felicidades para o cargo que hoje iniciou funções.

 

rmgv

 

publicado por alcacovas às 23:08
| comentar | ver comentários (3)

O "IceBreaker" da comunicação em Alcáçovas

Caros editores, leitores e amigos

 

Decidi passar de apenas comentários a artigos e da discussão de ideias lançadas para o lançamento de ideias e também ao incentivo de discussão. Foi com muito orgulho que recebi o convite para dar o meu contributo para este “blog” e é com muito gosto que nele participo.

Uma vez editor deste espaço, aproveito para começar por dizer que estou bastante contente com os resultados desta iniciativa. Acompanho o blog desde que foi criado e é muito satisfeito que o vejo crescer, com uma dinâmica cada vez maior. Nada semelhante tinha sido feito até hoje para as Alcáçovas, penso eu, e os resultados estão à vista. Pessoas lançam discussão/discutem, concordam/discordam e, melhor, debatem assuntos de grande importância para todos, reflectem, lembram/marcam acontecimentos de interesse local, regional e nacional (e até mesmo internacional) e sua importância para a população enquanto alcaçovenses e enquanto cidadãos de outras escalas territoriais; lembram/lêem/comentam poesia de outros tempos, enfim, as pessoas estão de facto mais motivadas para debater, mais orgulhosas da sua condição, mais conscientes dos valores culturais e patrimoniais que têm entre mãos para preservar e lembrar; sentem que há espaço para a sua opinião e que com muito ou pouco impacto a sua opinião é sempre importante, e isso é extraordinariamente positivo. Vejo pessoas de idades muito diferentes, com formações/interesses diferentes, com ideologias distintas a discutir as mesmas ideias, a mostrarem o seus pontos de vista, e, quanto a mim, com o objectivo comum de enriquecer conhecimentos, informar, criar um ambiente propício ao debate, encurtar as distâncias entre si e quebrar as barreiras de comunicação que existem, tanto dentro da mesma terra como entre esta e o que está para além dela.

Creio que estamos perante um fenómeno novo na nossa terra e acho que isso também deve ser alvo de discussão. Não sei se todos partilham da mesma opinião, mas eu vejo uma mudança muito positiva no modo como a informação e debate começa a chegar às pessoas e que, pela afluência de visitantes ao blog, essa mudança parece interessar e não passa despercebida.

Não existindo um outro “espaço” possível para este tipo de comunicação, pelo menos em que todas as pessoas possam participar, de onde quer que estejam e da forma que querem, este blog surge como um meio de comunicação formal/informal, com bastante potencial para se tornar nO IceBreaker da comunicação nas Alcáçovas e num meio importante também de comunicação com o exterior. Eu pelo menos assim o vejo e penso que isso já se começa a notar...e claro, estou contente por isso.

 

Penso ainda ser importante referir que este é também um espaço importante para a divulgação do que de melhor se vai passando pela nossa terra e dos interesses gerais da população, e que deverá ser encarado também como tal. Será sempre uma forma de as “pequenas” vozes se fazerem ouvir e de levar mais e mais longe os nossos valores.

Do ponto de vista mais pessoal, este tem sido também o espaço onde consigo saber notícias da “terra” e acompanhar o que de interessante se discute pelas minhas raízes, visto que me encontro bastante longe. E pelo que já pude constatar existem mais casos semelhantes.

 

Por tudo aquilo que já referi, devo agradecer aos editores deste blog, em especial ao Ricardo, e a todos aqueles em que nele participam pois são a base da sua existência. Um grande OBRIGADO a todos!

Permitam só que deixe aqui uma pequena sugestão…penso que este espaço também já merecia pelo menos um editor do sexo feminino, apenas para criar algum equilíbrio em termos de género e para que as mulheres da nossa terra também se façam ouvir! E já que passámos há pouco pelo dia da mulher o momento não poderia ser mais oportuno. Ricardo, penso que já deverás ter uma sugestão..

 

Desde já agradeço a todos a leitura deste “meio-artigo” e espero que o que escrevo e escreverei seja do interesse de todos.

 

B. Borges

publicado por alcacovas às 11:45
| comentar | ver comentários (9)
Quarta-feira, 8 de Março de 2006

Até sempre Sr. Presidente

 

Para mim foi uma honra ter como Presidente do meu país alguém como Jorge Sampaio.

Para muitos foi pouco interventivo e pouco activo.

Na minha opinião foi completamente o contrário foi interventivo quando tinha de ser, tendo a coragem e o patriotismo para demitir o governo de palhaçada e de "desgraça nacional" que era o governo de Pedro Santana Lopes e de Paulo Portas.

Foi activo correndo o país de uma ponta à outra para conhecer os verdadeiros problemas dos portugueses.

Foi activo em defende e em convocar o referendo da regionalização, pois sabia que era a única forma do nosso país se desenvolver e de deixar de existir assimetrias regionais tão grandes como as que hoje existe.  Defendeu o refendo ao aborto para que uma mulher que fizesse um aborto não fosse julgada como alguém que cometeu o maior dos crimes.

Não se limitou a exercer o seu papel de Presidente lá do cima, mas veio cá abaixo, misturou-se como o povo que o elegeu, ouviu os seus lamentos e as suas preocupações.

Elegeu a área do desenvolvimento da nossa economia como uma área fundamental para o desenvolvimento social. Compreendeu acima de tudo que se a nossa economia descola-se a qualidade de vida dos portugueses descolava com ela, sendo-nos nós uma pequena economia, Sampaio sabia que já mais poderíamos partir para o sucesso sozinhos e por isso multiplicou-se em esforços para que tivéssemos parceiros económicos que nos permitissem a tal descolagem. Talvez a curto prazo esses esforços de Jorge Sampaio não sejam visíveis mas tenha profunda convicção que num futuro não muito distante irão dar frutos.

Foi acima de tudo um português empenhado em levar o seu país a bom porto, a tentar motivar os portugueses para que se saísse deste adormecimento e espírito de "coitadinhos de nós portugueses".

Para mim será sempre recordado como alguém que não se usou da política mas sim usou a política para a mais nobres das suas causas, para estar ao serviço dos cidadãos e dos mais desprotegidos. Acima de tudo será sempre uma referência não só como político, mas como homem e como português.

Até sempre Sr. Presidente.

 

rmgv

 

publicado por alcacovas às 17:07
| comentar | ver comentários (3)

Para elas...

                                

 

rmgv

publicado por alcacovas às 17:05
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

Pesquisar neste blog