Sexta-feira, 1 de Setembro de 2006

Há um ano tudo começou assim;

Somos:

socialistas
comunistas
bloquistas
sociais democratas
democratas cristãos
católicos
protestantes
mulçumanos
Somos pessoas abertas e sem preconceitos. Queremos conversar, discutir tudo com todos sem ferir nem ofender.

 

 

Há um ano atrás, numa animada tertúlia onde se discutia vários temas da actualidade política nacional e internacional, a conversa foi-se encaminhando para a política local. Os pontos positivos e negativos, de uma gestão longa do executivo do PCP. Inevitavelmente a conversa aqueceu pois as opiniões eram diferentes em muitos aspectos, mas num elas eram convergentes Alcáçovas necessitava de uma nova dinâmica, a qual não poderia vir só do poder político, essa dinâmica tinha de vir dos cidadãos do seu empenho nas causas publicas e na necessidade que cada um tem de dar a sua opinião.

Ai deparamos com um dilema, qual a forma de fazer com que a comunidade alcaçovense tivesse uma maior participação cívica e uma maior preocupação com os assuntos relacionados com a sua terra? Ou por outras palavras qual o meio que se podíamos utilizar para chamar as pessoas à discussão e participação cívica.

Todos nós que estávamos sentados em volta da mesa tínhamos plena consciência que embora as tertúlias fossem algo verdadeiramente construtivo, onde as pessoas têm contacto directo umas com as outras podendo dizer aquilo que pensam olhando nos olhos (já para não falar dos laços de amizade que são criados em muitas destas conversas descontraídas mas serias), eram um projecto falhado. Devido à fraca adesão da população e a muitos preconceitos pré formados que dificilmente são ultrapassados.

Ai surgiu a ideia de criar um espaço on line onde todos podiam participar e dar as suas opiniões. Solução: um blog. Algo completamente novo na nossa terra mas há muito utilizados por políticos, jornalistas, etc. para expressarem a sua opinião de uma forma pública sem a necessidade te escreverem para um jornal.

O blog era algo que podia funcionar e assim ficou combinado, iria ser criado um blog o mais rápido possível para onde nós escrevíamos e onde os leitores poderiam dar a sua opinião.

O blog foi criado e logo se iniciou uma longa escalada, pois agora o problema era, o espaço existe mas quem é que o lê? Teríamos de fazer uma campanha de marketing para assim dar a conhecer o espaço. Assim foi cada um disse aos seus conhecidos e os conhecidos de cada um disseram aos seus e assim chegamos ao dia de hoje.

 

É claro que cada um tem os seus sentimentos em relação as mais diversas coisas e que ninguém vive um determinado momento ou espaço da mesma forma, por isso deixo-vos a minha maneira de viver e de sentir este blog.

Ao longo de um ano o blog foi para mim um grande desafio pessoal e intelectual. Fazendo ele parte da minha vida como um experiência única que tive a oportunidade de viver. Escrever para os outros não é o mesmo de escrever no meu Moleskine, tem que se ter cuidado com o que se escreve, como se escreve e para quem se escreve. Ai foi onde eu encontrei os meus grandes contratempos ao longo deste ano, porque sempre escrevi como me apeteceu, sobre o que me apeteceu e sobre quem me apeteceu. É um mal que eu vou levar para a cova, o de dizer sempre o que penso seja essa pessoa quem for, não me inibo de chamar ignorante, burro, cobarde ou seja ou que for a quem o merece, como da mesma forma dou os parabéns e gabo quem trabalha para isso e merece. Com esta minha frontalidade em tratar os assuntos conheci neste blog um tipo de pessoa que eu desconhecia (ou melhor conhecia só de ouvir falar) os cobardes, os reles, os corvos, os fracos ou seja aqueles que não tem coragem para dar a sua opinião dando também a sua cara. Mas com esses estou eu completamente descansado pois nunca irão passar de sobras de Homens. Esses reles projectos de Homens com a sua mesquinhez e cobardia obrigaram a que o blog tivesse os comentários bloqueados pois eram de facto muito desagradáveis e ainda por cima assinados com o nome de pessoas inocentes. Meus caros amigos vejam bem onde estas pessoas chegam! O facto de eu escreve sobre este incidente não revela em nada que os cobardes tenham qualquer espaço neste blog, queria apenas partilhar com todos vós uma das muitas historias que existiram na tentativa de tentar fazer com que este espaço desaparece-se e assim deixar de incomodar, pessoas que não gostam de ouvir a verdade ou de admitir os seus erros.

Mas o blog ganhou dinâmica e continuou a crescer sendo já um ponto de referencia diária para muitos alcaçovenses e não só. Esse facto deu-me animo e faz-me ter uma enorme vontade de continuar com este projecto que é dignificar Alcáçovas, trazendo assuntos a debate que possam melhorar a qualidade de vida de todos os alcaçovenses. Penso que muito (ou quase tudo) ainda esta por fazer.

A recuperação do nosso património histórico, a luta para que Alcáçovas tenha mais e melhores postos de trabalho, a tarefa de fazer de Alcáçovas uma vila agradável que seja atractiva a novos residentes. Todas estas e muitas outras tarefas devem ser consideradas e realizadas. Devemos todos e não só o poder político contribuir para que Alcáçovas, alcance algum do esplendor do seu passado.

Não poderia deixar de escrever este texto sem agradecer aos meus companheiros de blog e a todos aqueles que participam e diariamente visitam e que neste espaço deixam a sua opinião. É por todos eles que este espaço existe e irá continuar a existir. A todos eles o meu muito obrigado.

 

rmgv

publicado por alcacovas às 00:53
| comentar
7 comentários:
De Zelupi a 1 de Setembro de 2006 às 11:37
Muitos parabéns pelo primeiro ano de vida.
Continuem que a nossa vila mereçe.
De M.J.A a 1 de Setembro de 2006 às 13:46
Muitos parabêns continuem, sempre haverá pessoas que não fazem nada e criticam tudo o que os outros fazem.Espero poder continuar a poder ler todos os dias algo sobre as Alcaçovas nem que seija " Os galos cantam o sol brilha e a vila acorda bom dia Alcaçovas" nesse momento sinto-me perto apesar de estar muito longe. Obrigado!
De UD a 1 de Setembro de 2006 às 16:06
Bem hajam... pois há pouco é que soube da vossa existência. Continuem com firmeza, lealdade e com esperança no futuro.
De Anónimo a 1 de Setembro de 2006 às 21:21
Muitos parabéns pelo aniversário e pela motivação que se propõe imprimir à nossa vila e à cidadania. Parabéns ainda pela arrojada iniciativa e pelo simbolismo que um pequeno grande numero de amigos têm feito pela intervenção diária na nossa vila, dando a conhecer e quem sabe até alterando algumas ideias de quem pensa que conhece tudo, mas esqueceu este novo meio.
Por ultimo apenas um desejo, que este ano não seja mais que o inicio um futuro que se deseja para a nossa vila e que estejamos todos no próximo aniversário a celebrar.

francisco cebola
De anónimo a 3 de Setembro de 2006 às 18:24
e o plantel do sca?
De alcacovas a 3 de Setembro de 2006 às 22:52
Caro Francisco Cebola,
Agradecemos as sua palavras e, por mim, vamos continuar.
Mas precisamos de mais colaboradores, precisamos de diálogo, precisamos sentir que estamos a "falar" com alguém, que concorde ou não connosco.
Um abraço
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Caro Francisco Cebola, <BR>Agradecemos as sua palavras e, por mim, vamos continuar. <BR>Mas precisamos de mais colaboradores, precisamos de diálogo, precisamos sentir que estamos a "falar" com alguém, que concorde ou não connosco. <BR>Um abraço <BR class=incorrect name="incorrect" <a>AC</A>
De Diogo G. a 3 de Setembro de 2006 às 23:08
Muitos Parabéns!!!
Um ano de vida e já muita coisa passou por este blog!!!
Continuem que nós apoiamos e estamos gratos por nos informarem do que se passa na nossa Terra!!!
A todos vos muito obrigado e muitos parabéns!!!

Comentar post

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

Pesquisar neste blog