Segunda-feira, 22 de Abril de 2013

Ilustres Alcaçovenses (I)

CAVALEIRO JOSÉ DE BARAHONA NÚNCIO

 

 

José de Barahona Nuncio, Nasceu a 30 de Dezembro de 1933, em Lisboa, filho D. Maria Henriqueta Fragoso de Barahona Núncio e de João Branco Núncio. Passou a sua infância entre Alcácer do Sal e Alcáçovas onde desde pequeno acompanhou de perto e participou na vida de lavradores de seu pai e avós .
Manifestou desde sempre um enorme interesse pela arte de tourear tanto através de leituras, que fazia como a desenhar ou a esculpir motivos taurinos. toureou pela primeira vez em público, a pé , num festival  na Golegã em benefício do hospital local , em 1948. Inicía a sua carreira como cavaleiro amador  na praça de Alcácer, na Feira de Outubro de 1951, toureando um toiro ao intervalo. No ano de 1955 faz a sua apresentação no Campo Pequeno, no dia 27 de Maio.


As temporadas em que mais se distinguiu foram 1959 (ano em que se licenciou em Agronomia), 1960 e 1961 sendo o seu cavalo  “Marôto“, ferro Coimbra, responsável por muitos dos seus êxitos. alterna com cavaleiros profissionais e amadores da sua época :


José Lupi, José Cortes, Fernando Palha, Alfredo Conde, Luís Neto, Rebelo da Gama, Mestre Baptista, Júlio Borba , entre outros.


Toma a alternativa das mãos de seu pai a 16 de Agosto de 1962, no Campo Pequeno. Na 1ª Fase como profissional, os cavalos que maiores triunfos lhe proporcionaram foram o “Quo-vadis“, “Xelim“ e “Zamorim“ todos ferro BN. Esteve afastado das arenas nos anos de 1967, 1968, 1969 e 1970, altura em que é mobilizado e presta serviço no Ultramar como Capitão Miliciano.

 

Regressou aos toiros em Portugal e em Espanha na época de 1971 sendo a sua  quadra constituída  pelo “Boca Negra“, “Faraó“, “Filigrana“ e “Ferrôlho”, todos ferro de seu pai.  Toureou pela última vez em Santarém, na Feira da Piedade, a 10 de Outubro de 1971.

 

A 17 de Fevereiro de 1972, ao montar o “príncipe  Igôr”, na Propriedade de Vale de Lobos, sofre um acidente que o vai deixar imobilizado durante 34 anos.
Depois das vicissitudes da revolução de Abril e após a morte de seu pai, toma conta da ganadaria, onde empregou todo o seu conhecimento e imensa aficion, obtendo grandes êxitos nas décadas de 80 e 90, em praças de Espanha e França.


Morreu a 8 de Outubro de 2006, na sua casa, em Évora. Muito para além da sua faceta como toureiro, José Núncio deve ser recordado pela lição de vida que nos deixou, pela sua inabalável fé em Deus e pela sua alegria de viver. A sua paixão pela festa dos toiros  deixou-a imortalizada em muitos desenhos e pinturas e também algumas esculturas que mostram bem a veia de artista com que Deus o premiou.

 

(…)

 

Carlos Pegado   

Terra Brava  

Fotos:D.R.

Visto em http://diariotaurino.blogspot.pt/

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 16:25
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog