Quarta-feira, 22 de Junho de 2011

O FMI e a nossa soberania

Escrevi este artigo para o DN em 15 de Janeiro deste ano. O artigo continua presente (mais de 13.000 visitas) na edição (SAPO) da net. Desconfio que se esqueceram, mas resolvi editá-lo no nosso blog.

Porque penso ter tido alguma visão (ainda que fácil) do que iria suceder e, talvez, porque ainda possa continuar a ser válido.

 

"Com o agravamento progressivo da nossa crise (a dos outros parece que vai sendo tratada) fala-se, cada vez mais, da eventual ou provável intervenção do FMI.

Muitos dos nossos políticos, nomeadamente os que presentemente detêm o poder e governam o país, bradam aos céus e ao povo que a intervenção do famigerado FMI será um verdadeiro atentado á nossa soberania.

O FMI, afinal o que é que vem cá fazer?

Pelo que vou lendo e ouvindo julgo que o FMI vem cá para resolver aquilo que os nossos governantes não conseguem.
Governantes esses que são os principais (ainda que não os únicos) responsáveis pela situação a que chegámos e que nos vai trazer, em 2011, ainda mais desgraças.

Mais desemprego, mais dívidas, juros mais altos, menos segurança social, mais pobreza, etc.

E, como é evidente, vamos tapando buracos e remediando situações que em nada contribuem para resolver a crise.
Muito do que pedimos emprestado não vai melhorar em nada a situação económica do País e, indirectamente, abalar todo o sistema social, um dos pilares da nossa sociedade.

O que pedimos hoje terá que ser pago nos próximos anos, com "língua de palmo", como se dizia noutros tempos. Vamos ter que pagar milhares de milhões de euros multiplicados por juros enormes.

E, assim, orgulhosamente os nossos governantes dizem que o FMI, a intervir no nosso país, irá ferir o orgulho dos portugueses e, consequentemente, abalar a nossa soberania.

Será que a maioria dos portugueses se sentirá ferido no seu orgulho?

Ou não serão os nossos governantes que devem ter vergonha do que fizeram?

A nossa soberania, os nossos orgulhos e vergonhas de um passado de mais de oitocentos anos, ficarão assim tão abalados?

Sofremos enxovalhos muito mais pesados, perdemos a soberania, total ou parcialmente.

Lembremos apenas alguns casos, a dinastia dos Filipes de Espanha, as ocupações francesas, o ultimato inglês.

Será que preferimos aguentar ainda mais problemas porque os nosso.

Governantes não são capazes de emendar o que de mal fizeram?
Quem é que realmente deve ficar envergonhado?
Nós, o povo, ou os nossos governantes?

A "soberania" nacional fica diminuída? Ou não serão os governantes que devem assumir a vergonha?

Ou se continuarmos a pedir mais e mais financiamentos, se tivermos dificuldades ainda maiores para os pagarmos, isso não afectará a nossa soberania?

Não nos tentem iludir mais e mais vezes.

Assumam as responsabilidades e não digam que não querem cá o FMI, mas sim, digam-nos porque é que o não querem. Mas com razões concretas, algo que se compreenda.

Não estamos em condições de repudiar ajudas, se forem válidas, do FMI ou da EU, apenas porque os nossos governantes não querem, não têm a coragem de assumir a realidade da nossa situação e da responsabilidade que tiveram e têm, em todo este longo e doloroso processo.

Se a vinda do FMI nos ajudar a ultrapassar a situação a que chegámos então que venham.

Ficamos (?) um pouco envergonhados, mas resolvemos os problemas.

E, nesse caso, os nossos governantes actuais ficarão tão envergonhados que se demitirão.

E a nossa soberania talvez se arrepie um pouco, mas sobreviverá."

AC

publicado por alcacovas às 16:02
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog