Sábado, 9 de Abril de 2011

A Incerteza Institucional

Uma das notícias que surgiu mais recentemente na imprensa informava que Portugal estaria a negociar um pedido de ajuda intercalar, após os principais banqueiros terem dito que iam deixar de comprar títulos de dívida pública nacional. Esta notícia fazia manchete num famoso diário britânico.

 

Também informava o jornal Público que responsáveis políticos nacionais e europeus estavam a avaliar a hipótese de Portugal obter um empréstimo de curto prazo da União Europeia caso o país não consiga garantir as necessidades de financiamento até que um novo Governo seja formado.

 

Bagão Félix vem esclarecer que no Conselho de Estado foi discutida a necessidade de recurso ao financiamento externo através do recurso a um empréstimo intercalar, embora toda a gente entenda que foi certamente discutida a possibilidade ou necessidade de recurso a ajuda externa.

 

Permanentemente, somos confrontados com estas violentas notícias, as quais acabam sistematicamente por acontecer uns tempos depois. Dá a sensação que são uma preparação do cenário real.

 

Também, permanentemente, o Governo português vem desmentir estas mesmas notícias, as quais acabam sempre por acontecer. Infelizmente também já vamos ficando habituados às tentativas de ocultar uma realidade que é sempre muito pior do que aquilo que parece. Lá nos vamos conformando.

 

Por muito duras que sejam as notícias e por muita vontade que o Governo e o senhor Primeiro-ministro queiram “matar” os mensageiros, não é possível manter eternamente este estado desconfiança e de incerteza. Apesar de estarmos perante a proximidade de umas eleições eleitorais não podemos deixar de tomar as medidas necessárias para salvar o País.

 

Este conjunto de afirmações e negações deixa-nos sempre desconfiados. Como estamos tão habituados a este compulsivo procedimento, já dificilmente ouvimos as explicações que nos são dadas. Mas uma coisa é certa, esta forma de fazer política serve perfeitamente para criar confusão às pessoas, levando-as a desconfiar e desacreditar no futuro.

 

Não estamos apenas a falar em proporcionar expectativas positivas e a fornecer alguma esperança, mas sim de indicar um caminho que seja seguro para as pessoas. Todos queremos saber qual o estado da nação e quais dificuldades que teremos que percorrer. Queremos, também, saber se existe um horizonte claro e evidente para a resolução destes gravíssimos problemas. Queremos soluções!

 

Este clima de desconfiança e descrença no futuro é da inteira responsabilidade destas peripécias. Esconder sistematicamente a realidade é empurrar para a frente todos os problemas que terão que ser obrigatoriamente resolvidos.

 

As famílias estão totalmente desorientadas. As empresas, para além dos graves problemas que já sofrem, não sabem o que podem fazer. E o Estado? será que ajuda?

 

O papel do Estado deveria ser o do treinador que sabe orientar a nossa equipa. Será que é isso que tem acontecido?

 

Agora imaginem a situação, internamente estamos todos, ou pelo menos uma enormíssima maioria de pessoas, desconfiados da capacidade deste Governo em resolver os problemas do País, agora imagine-se o que pensarão os financiadores externos em relação a Portugal.

 

Queixamo-nos da especulação, das taxas de juro altas e das quebras sucessivas nas tabelas de rating. Com esta péssima imagem que damos não será natural que assim aconteça?

 

Uma coisa é certa, assim não podemos continuar. Temos mesmo que “mudar de vida”.

 

Publicado no  de 2011-04-06

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:54
| comentar
1 comentário:
De Rui a 10 de Abril de 2011 às 19:40
Mas o burro sou eu, como dizia o Scolari? Só o Sócrates é que mente? A Ferreira Leite dizia que o deficit era um, depois acabou por ser bem maior. Disse não aumentar impostos, quando foi ministra a primeira coisa que fez foi subir o IVA. O Passos não aprovou o PECIV por ter medidas gravosas. No dia seguinte em Bruxelas disse que o PEC era insuficiente. Disse não concordar com mais impostos e no dia seguinte queria aumentar o iva para 25%.
SABE! A GENTE DEVE OLHAR PARA TODOS E NÃO DE FORMA ENVIESADA só para atingir quem queremos. Faça um campeonato de mentiras e se calhar irá ter uma desilusão.

Comentar post

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog