Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

Porque é que estas eleições presidenciais são muito importantes? Porquê apoiar o Professor Cavaco Silva?

Encontramo-nos numa fase crítica da vida portuguesa, onde se requerem muita sobriedade e consistência para ajudar a resolver os graves problemas com que nos confrontamos. Num período extremamente complexo como este, não são certamente as vozes tonitruantes, nem as trovas do vento que passa, quem nos vai ajudar a resolver os problemas. O País continua a precisar dum alto magistrado da nação com forte capacidade política e elevado conhecimento técnico, na prática, alguém que saiba olhar para os problemas e os ajude a resolver. Portugal necessita de alguém que ajude a definir um rumo certo.

 

Portugal necessita de um Presidente que seja capaz de unir os portugueses e não de políticos retóricos, viciados em dogmas anquilosados que pouco servem o futuro. Na minha modesta opinião, um Presidente da República não deve estar “amarrado” a ideologias fracturantes da sociedade portuguesa, principalmente num contexto de conjuntura complexa como a que atravessamos. Parece-me errado quando um candidato a Presidente da República apresenta um discurso voltado apenas para um sector ideológico da sociedade. Insistir nessa forma de fazer política é dividir e a política dos dias de hoje não deve ser nada disso.

 

Acredito que um candidato a Presidente da República deve defender valores universais, que sejam verdadeiros valores da sociedade. Parece-me evidente que os partidos políticos possam apoiar candidatos à Presidência da República, o que não me parece tão óbvio é que os candidatos absorvam os discursos desses mesmos partidos políticos. Poder até podem, mas esse não é certamente o tipo de candidato que me parece correcto ser apoiado.

 

O Professor Cavaco Silva tem centrado o seu discurso nos portugueses e nos seus problemas. Nunca o ouviram falar de esquerda ou de direita. Falar para as pessoas é uma forma de unir e é isso que me parece mais correcto. È nisso que me identifico.

 

Portugal necessita urgentemente de estar unido para enfrentar as fortes “tempestades” que vai ter que obrigatoriamente atravessar e ultrapassar. Necessita efectivamente de ter no cargo mais elevado da nação alguém que mantenha o discernimento político. Portugal continua a necessitar de ter uma pessoa como o Professor Cavaco Silva na Presidência da República.

 

O Professor Cavaco Silva é uma pessoa com carácter. É efectivamente um Presidente da República isento. O Professor Cavaco Silva é efectivamente o Presidente de todos os portugueses.

 

Encontramo-nos num momento muito importante da nossa história, onde é fundamental ter capacidade suficiente para resolver a encruzilhada com que nos confrontamos. Só vejo alguém na Presidência da República como o Professor Cavaco Silva, capaz de nos ajudar a ultrapassar este preocupante momento.

 

Portugal, mais do que nunca, necessita de ter como principal figura da nação alguém como o Professor Cavaco Silva. Alguém com reconhecimento internacional. Alguém altamente respeitável em todos os domínios.

 

Estas são algumas das razões porque apoio convictamente o Professor Cavaco Silva.

 

António Costa da Silva

 

Publicado no  de 19-01-2011

publicado por alcacovas às 19:23
De Anónimo a 21 de Janeiro de 2011 às 20:41
Isto mais parece o Blogue do Cavaco! Fónix!!! É mesmo obsessão!!! Livra!
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

Pesquisar neste blog