Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

Quem tem mais campeonatos?

Hoje em dia consideram-se campeões os clubes que venceram os torneios disputados em sistema de todos-contra-todos. É do senso comum do futebol português que se diga que o Benfica conquistou ontem o 32.º título de campeão da sua história. No entanto, essa contabilidade não é pacífica. A própria Federação Portuguesa de Futebol não o assume, uma vez que no seu site oficial faz distinção entre as várias provas que ao longo dos anos mudaram de nome. A actual Liga - que vigora desde que os campeonatos passaram a ser profissionais, em 1999 - não é relacionada com o Campeonato Nacional iniciado em 1938/39, nem com o Campeonato da Liga disputado de 1934/35 a 1937/38. O DN apresenta por isso, as três formas possíveis de fazer a contabilidade de títulos. Em todas o Benfica surge à frente e o FC Porto em segundo.

Somar o Campeonato Nacional ao Campeonato da Liga (desde 1934/35)

Benfica - 32 FC Porto - 24 Sporting - 18 Belenenses e Boavista - 1

Não é oficial, mas foi assumido na generalidade que a contagem dos títulos de campeão nacional foi iniciada em 1934/35, altura em que no calendário futebolístico português se começou a disputar uma prova de regularidade, em que todos os clubes jogavam entre si. Esta prova coabitou durante quatro épocas com o Campeonato de Portugal, disputado no sistema de eliminatórias e que em 1938/39 seria substituído pela Taça de Portugal. Em 1934/35, apenas oito clubes disputavam a prova. Hoje são 16, mas já foram 18 e até 20 equipas no escalão maior. Os troféus têm sido repartidos por Benfica, FC Porto e Sporting, excepção feita a duas épocas em que Belenenses (1945/46) e Boavista (2000/01) atingiram a glória. Contas apenas com o Campeonato Nacional (desde 1938/39)

Benfica - 29 FC Porto - 23 Sporting - 18 Belenenses e Boavista - 1

Há uma corrente de opinião a defender que os títulos de campeão nacional apenas deveriam ser contabilizados a partir do momento em que se iniciou o Campeonato Nacional, na época 1938/39, a mesma em que se instituiu a Taça de Portugal, pondo fim ao Campeonato de Portugal, que apurava então o campeão português. Desta forma, excluíam-se os vencedores das quatro edições do Campeonato da Liga, que acabou por ser a primeira prova a nível nacional disputada em sistema de todos-contra-todos. Neste caso, o Benfica seria o principal prejudicado, "perdendo" três troféus, enquanto o FC Porto ficaria com menos um. O Sporting ficaria… na mesma, tal como os "intrusos" Belenenses e Boavista.

Incluir o Campeonato de Portugal (desde 1921/22)

Benfica - 32 FC Porto - 27 Sporting - 22 Belenenses - 4 Boavista, Carcavelinhos, Marítimo e Olhanense - 1 O Campeonato de Portugal foi a primeira prova de futebol a nível nacional e disputava-se em jogos a eliminar. Começou a ser disputada na época de 1921/22 e o vencedor era considerado campeão nacional. Por essa razão, poder-se-ia contabilizar os títulos a partir desta data, omitindo neste caso os quatro Campeonatos da Liga (de 1934/35 a 1937/38) que coexistiram com o Campeonato de Portugal, até 1938/39. Partindo deste pressuposto, surgem três campeões inéditos: Marítimo, Olhanense e Carcavelinhos. O Sporting - ganha mais quatro campeonatos -, Belenenses e FC Porto - mais três títulos cada - são os principais beneficiados nesta contagem.

Transcrito do DN de hoje

AC

publicado por alcacovas às 22:43
| comentar
1 comentário:
De Anónimo a 12 de Maio de 2010 às 20:40
O Benfica é o maior e o resto é conversa!

Comentar post

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

_

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Arquivos

Fevereiro 2019

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Pesquisar neste blog