Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2014

Património ...

 

Este "Caminho das Oliveiras" foi editado pelo Café Portugal.

Muito interessante como exemplo de um património ambiental riquíssimo do Alentejo.

Nas Alcáçovas temos também bons exemplos deste tipo. A AAA está afazer um primeiro levantamento das árvores que aparentem ser muito velhas e depois trazer cá um especialista para uma primeira avaliação e, depois, exames de datação.

 

 
«Caminho das Oliveiras» - Milénios de história contados sob os ramos de sete oliveiras
 
  Sete oliveiras milenares, uma delas com 2450 anos, integram um percurso sinalizado, identificado e visitável, no Hotel Rural Horta da Moura, em Monsaraz. O «Caminho das Oliveiras», implantado em parte dos sete hectares da unidade hoteleira, exalta a importância histórica, cultural e natural destas árvores, da azeitona e do azeite na sua ligação ao território.

 

AC

publicado por alcacovas às 17:28
| comentar

XX Corso Carnavalesco - Alcáçovas - 4 de Março

publicado por alcacovas às 09:23
| comentar

Revitalização do Mercado Municipal de Alcáçovas - Amanhã, 08:00h

   

 

   

Informação retirada da página do Facebook do Município de Viana do Alentejo.

   

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 08:38
| comentar
Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014

Paco de Lucía

Comecei a ouvir Paco de Lucía há alguns anos por influência de um colega meu que depois se tornou um grande amigo e que hoje vive e trabalha em Moçambique. Ainda hoje Paco de Lucía continua a ser uma presença constante na minha play list de músicas. Hoje o mundo ficou mais pobre e mais triste. 

 

 

Ricardo Vinagre
publicado por alcacovas às 12:21
| comentar
Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

Amigos das Alcáçovas

No dia 7 de Março realiza-se a AG da Amigos das Alcáçovas, Associação de Defesa do Património, pelas 17.30H na Delegação da Câmara Municipal, 1º andar.

Ordem de trabalhos:

Aprovar contas de 2013

NOMEAR OS PRIMEIROS SÓCIOS HONORÁRIOS da associação, 4 sócios fundadores e principais obreiros da criação da nossa AAA.

Aguardamos pela presença de sócios e não sócios para esta Assembleia especial.

 

AC

publicado por alcacovas às 19:30
| comentar
Sábado, 22 de Fevereiro de 2014

A beleza da Confissão - Papa Francisco



Um abraço do Ricardo
publicado por alcacovas às 12:15
| comentar
Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2014

e também precisa de livros.

 

Um abraço do Ricardo

publicado por alcacovas às 22:05
| comentar

Um homem precisa de música...



Um abraço do Ricardo 
publicado por alcacovas às 22:03
| comentar
Domingo, 16 de Fevereiro de 2014

Herdade da Mata - Atividades

 

 

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:10
| comentar
Sábado, 15 de Fevereiro de 2014

Mas é claro que em noites como a de hoje se ouve Rossini, que mais se podia ouvir?

Por vezes naquelas noites em que chove muito como na de hoje, vou até à janela e ali me deixo ficar, lá longe, muito longe sei que toca La Cenerentola de Rossini no velho gira-discos.

Como não tenho gira-discos aqui em casa apenas me resta o youtube para viajar até lá, mas não é a mesma coisa, claro que não é a mesma coisa.

 

 

 

Um abraço do Ricardo

publicado por alcacovas às 15:56
| comentar
Sexta-feira, 14 de Fevereiro de 2014

Campanha da Associação “Terra Mãe”

 

Campanha - Ajude sem pagar nada - Consignação de 0,5% do Imposto liquidado – IRS


Estamos a lançar a campanha - Ajude sem PAGAR NADA - a qual tem como principal objectivo motivar o maior número de pessoas a consignar 0.5% do seu IRS para a nossa Instituição. Nenhum contribuinte paga mais , nem recebe menos por fazê-lo!!!


O sucesso desta campanha depende de todos nós, vamos todos divulgar esta Iniciativa pelos nossos sócios(as), colegas, amigos(as), colaboradores!!!!


Sob a missão “Em cada criança há uma esperança” e com o comprometimento de trabalhar cada vez, mais e melhor, de forma a tornar as nossas crianças e famílias, pessoas mais competentes e felizes, agradecemos o apoio e a confiança que depositam em nós.


Despedimo-nos, na esperança do vosso contributo.

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:36
| comentar

Incêndio em Alcáçovas destrói anexo de casa

 
Um incêndio urbano deflagrou hoje, cerca das 07:30, no anexo de uma casa na vila de Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo, destruindo o telhado, mobiliário e uma viatura automóvel, mas sem causar feridos. 

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora explicou à agência Lusa que o fogo foi considerado extinto cerca das 10:20, tendo sido combatido por nove bombeiros, apoiados por três viaturas, da corporação de Viana do Alentejo. 

As chamas, segundo os bombeiros, causaram prejuízos no anexo de uma habitação que funcionava como cozinha e garagem, consumindo “a cobertura, mobiliário e a viatura automóvel que se encontrava no interior”.

 

Visto em http://www.regiaosul.pt/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:24
| comentar

Caminhadas em Alcáçovas

 

 

 

 

Visto no FB do João Mendes

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:22
| comentar

Parabéns à "Herdade da Mata"

Vacas garvonesas já não correm risco de extinção

 

 

Está afastada a ameaça de extinção das vacas garvonesas, depois de no virar do século, em 2000, esta raça autóctone alentejana ter corrido sérios riscos de desaparecer.

 

Tudo devido ao trabalho árduo de alguns produtores em parceria com a Associação de Agricultores do Campo Branco (AACB), que tem permitido a recuperação de uma raça que deve o seu nome à tradicional Feira de Garvão, no concelho de Ourique.

 

“Pode dizer-se que a AACB evitou a extinção desta raça”, reconhece ao “CA” Ana Lampreia, técnica da associação sediada em Castro Verde que trabalha directamente com os oito produtores de bovinos garvoneses. 

 

Todos eles se encontram no Alentejo e em pontos tão distintos na região como Almodôvar, Ourique, Barrancos, Vila Nova de São Bento ou Alcáçovas.

 

No total, existem de momento 540 animais reprodutores (com mais de dois anos) e cerca de 350 jovens (menos de dois anos). 

 

Um quadro bem mais animador que aquele que se verificava em 2000, altura em que a AACB se uniu à Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina num projecto de preservação e reabilitação da raça.

 

“Hoje em dia já há bastantes mais animais. Antes havia um criador com uma vacada e depois havia uma vaquinha ali, outra aqui… Eram muito poucas e estavam todas espalhadas”, lembra Ana Lampreia.

 

Desde então, continua a técnica, tem sido imenso o trabalho da AACB, que passa por “identificar os jovens [bovinos] e depois, mais tarde, classificar os adultos” de acordo com as características da raça, que se assemelha muito à raça alentejana e que, geneticamente, se aproxima da raça limousine.

 

“Todos os nascimentos de bovinos garvoneses passam pela AACB, pois temos de validar a raça. E depois vimos fazer a recolha do sangue para o estudo do ADN e a identificação electrónica nos adultos – fazemos a classificação dos animais e introduzimos o chip. Todos os anos visito, pelo menos, uma vez as explorações ou sempre que se justifique”, explica Ana Lampreia.

 

À margem deste trabalho de identificação e registo, a associação participa igualmente em feiras do sector para promover da raça e faz a sua caracterização genética através de amostras de ADN. 

 

“E neste momento, por imposição também temos de fazer o controlo da paternidade dos animais”, acrescenta a técnica da AACB.

 

Visto em http://www.portaldemoura.com/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:11
| comentar
Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014

Todos não somos muitos

Todos falamos do que está mal, com razão.

Todos achamos que o Governo actual, ou passado ou futuro, não consegue salvar o país.

Há ainda alguns que também se queixam, e muito, porque gostariam de fazer o que não foram capazes de fazer em 1974/75.

Há também, poucos, que acreditam que Portugal poderá dar a volta no sentido positivo.

Mas como? Estamos manietados, ou incapazes, ou descrentes. Sem esperança, sem vermos um sinal de verdadeira mudança sem vermos quem salve este pobre país.

Queixamo-nos, manifestamo-nos, mas não sabemos o que fazer. Há alguns que ainda pensam que os seus respectivos "ídolos", ou partidos, vão definitivamente mudar o país e salvar este povo sofrido. Uma época de ouro surgirá pelas mãos e cabeças dos nossos leaders.

Acreditamos?

Como é que um país pequeno. com uma população diminuta e em decrescimento, onde o Estado, isto é, os partidos que temos, é mais uma fonte de erros do que soluções.

Todos os partidos que não "dominam" o Estado criticam tudo e nada sugerem de concreto?

Todos os partidos que dominam o Estado sabem tudo e resolverão todos os nossos problemas. Isto de governar e salvar o país parece uma espécie de dança das cadeiras. Agora sento-me eu agora sentas-te tu. Quando estão de fora (sem cadeira ou cadeirão) sabem tudo, mas guardam segredo. Quando estão (bem sentados) também sabem tudo, mas não têm tempo para emendar o que os seus antecessores fizeram. 

Vamos por mau caminho. O tempo passa, os anos somem-se e voltamos ao mesmo. Agora danço eu, agora danças tu. E os outros olham, tristes e desanimado porque nunca entram no jogo das cadeiras.

Como sair deste labirinto? Julgo, cada vez com mais convicção, que se os partidos, sobretudo, os dois grandes, não se juntarem, se não unirem esforços para salvar o país, continuaremos na mesma senda, sem futuro nem esperança.

Ou nos unimos para fazer um plano viável e duradouro que resolva os nosso maiores problemas, ou continuaremos, com mais ou menos dor, a percorrer o caminho da desgraça?

Ou resolvemos juntos ou vamos pôr nas mãos de um iluminado (com todos os poderes)? A lutar aos partidinhos (ou cotadas) vamos continuar a penar, mansamente, ou vamos por um caminho que não quero nem mencionar.

Vamos trabalhar em conjunto, vamos discutir, vamos trabalhar unidos e em verdadeira democracia.  

 

AC

publicado por alcacovas às 14:56
| comentar
Segunda-feira, 10 de Fevereiro de 2014

e também precisa de livros...

Esta semana estive a ler um livro, que para mim tem um significado especial por dois motivos: por ter sido escrito por um amigo e por falar da minha terra. Ainda não terminei, mas é caso para dizer que um homem precisa de livros assim.

 

 

Um abraço do Ricardo

publicado por alcacovas às 00:11
| comentar | ver comentários (1)

Um homem precisa de música...



Um abraço do Ricardo 
publicado por alcacovas às 00:09
| comentar
Domingo, 9 de Fevereiro de 2014

Ribeira das Alcáçovas

Um agradecimento à Miquelina Santos, que nos fez chegar estas fotos da ribeira das Alcáçovas que foram tiradas ontem. Se ontem já estava assim imagino como estará hoje depois desta chuva toda.

 

 

 

 

 

 

Um abraço do Ricardo Vinagre

 

publicado por alcacovas às 21:38
| comentar

Alcáçovas de outros tempos...

 

Foto Roubada ao FB do João Mendes

 

Editada por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 17:06
| comentar

A Sentinela - Richard Zimler

 

A Sentinela - Richard Zimler

 

 

Sinopse

Até que ponto um único assassinato pode iluminar a crise moral em que se encontra o país?


6 de julho de 2012. Henrique Monroe, inspetor-chefe da Polícia Judiciária, é chamado a um luxuoso palacete de Lisboa para investigar o homicídio de Pedro Coutinho, um abastado construtor civil. Depois de interrogar a filha da vítima, Monroe começa a acreditar que Coutinho foi assassinado ao tentar defender a perturbada adolescente do violento assédio sexual de algum amigo da família. Ao mesmo tempo, uma pen que o inspetor descobre escondida na biblioteca da casa contém alguns ficheiros com indícios de que a vítima poderá também ter sido silenciada por um dos políticos implicados na rede de corrupção que o industrial montara para conseguir os seus contratos.


Tendo como pano de fundo o Portugal contemporâneo, um país traído por uma elite política corrupta, que sofre sob o peso dos seus próprios erros históricos, Richard Zimler criou um intrigante policial psicológico, com uma figura central que se debate com os seus demónios pessoais ao mesmo tempo que tenta deslindar um caso que irá abalar para sempre os muros da sua própria identidade.

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 16:59
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Para onde vamos?

Arquivos

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

De onde nos visitam?

outils webmaster
contador

Pesquisar neste blog