Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2013

Estação de Alcáçovas – O que se diz…

O Apeadeiro de Alcáçovas, também conhecido como Estação de Alcáçovas, é uma infra-estrutura da Linha do Alentejo, que serve a Freguesia com o mesmo nome, no Distrito de Beja, em Portugal.

 

 

O troço entre Vendas Novas e Beja, no qual esta interface se insere, abriu à exploração no primeiro semestre de 1864.

Em 1934, foram autorizadas obras de modificação das rasantes das linhas neste apeadeiro.

 

Este apeadeiro ficou sem serviços ferroviários a 10 de Maio de 2010,a, na sequência de um programa de remodelação da Linha do Alentejo levado a cabo pela Rede Ferroviária Nacional, no entanto, em 14 de Junho do mesmo ano, o serviço regional entre Beja e Alcáçovas foi retomado, sendo o percurso entre este apeadeiro e as localidades de Évora e Casa Branca asseguradas por transporte rodoviário.

 

Retirado da Wikipédia

 

Distrito de Beja????? Que ignorância!

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:43
| comentar
Domingo, 24 de Fevereiro de 2013

Tributo a Zeca Afonso - dia 3 de março no Cine-Teatro Vianense. A não perder!

    

   

     

     

No dia em que se comemoram 40 anos do agendado concerto de Zeca Afonso, no Cineteatro Vianense, que acabou por não se realizar devido à intervenção das forças policiais, Nuno do Ó apresenta, pela primeira vez, o espetáculo "Enquanto há força", exclusivamente dedicado à obra de José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos. "Enquanto há força" traz-nos um espetáculo de memórias do inegável legado de José Afonso, que não só não podemos ignorar como também devemos dar continuidade "porque aos tempos de hoje, os apelos das palavras de ontem, parecem cada vez mais ganhar sentido".

   

Adere ao evento no facebook!

  

Informação retirada da página de internet do Município de Viana do Alentejo.

   

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 21:51
| comentar

Teoria do Município III - O Parlamento Medieval Portuguê


                                  

“As Cortes Portuguesas da Idade Média – que eu tenho insistido, apesar de vozes discordantes, em designar de Parlamento Medieval Português – tiveram a sua origem durante o século XIII, provavelmente antes de 1254, antes ainda do celebrado Parlamento Inglês.

Foram grandes Assembleias Representativas da Nação, onde a voz do Povo, mais do que a do Clero e da Nobreza, se fez ouvir e se impôs. Entre 1254 e 1495 reuniram pelo menos setenta e seis vezes, em Braga, Guimarães, Porto, Coimbra, Guarda, Viseu, Leiria, Torres Vedras, Torres Novas, Santarém, Lisboa, Elvas, Estremoz, Montemo-o-Novo, Évora e Viana do Alentejo.

Leis, acordos, tratados, regimentos, decisões tributárias, protestos políticos, reformas gerais, declarações de guerra e paz, questões de soberania nacional – tudo se fez nessas assembleias Textos e textos se produziram, milhares deles, um corpus documental vastíssimo ainda quase todo inédito.

E nenhum é supérfluo para a História que se faz e haja de fazer-se sobre a Idade Média de Portugal.”

O Parlamento Medieval Português – Perspectivas Novas, Armindo de Sousa, Porto, 1990 (pdf)

Agradecido ao Leitor FB.


Retirado do http://portugalcontemporaneo.blogspot.pt/


Editado por António Costa da Silva


publicado por alcacovas às 19:36
| comentar

João Penetra "troca" Alvito por Viana do Alentejo

 

O actual presidente da Câmara de Alvito, João Penetra, vai ser o candidato da CDU à liderança do vizinho município de Viana do Alentejo nas autárquicas deste ano.      

 


A notícia é confirmada à Agência Lusa por fonte do PCP, que nas eleições autárquicas de 2009 perdeu a Câmara de Viana do Alentejo para o PS, fruto da vitória de Bernardino Bengalinha Pinto.p


O PCP aposta agora em João Penetra, de 50 anos, militante do PCP e desde 2009 presidente da Câmara Municipal de Alvito, a poucos quilómetros de distância de Viana do Alentejo.


Licenciado em Gestão de Empresas, gestor e técnico oficial de contas, Penetra já foi, inclusive, vereador e vice-presidente da Câmara de Viana do Alentejo, entre Janeiro de 1994 e Outubro de 2007.


Até agora, João Penetra é o único candidato anunciado à Câmara de Viana do Alentejo nas eleições autárquicas que se realizam este ano, não tendo ainda o presidente revelado se avança com a recandidatura.


O executivo camarário deste concelho alentejano é composto por três eleitos do PS e dois da CDU.

V isto em http://www.correioalentejo.com

 

João Penetra: Alvito não tem dívidas a fornecedores          

A CDU prepara uma jogada de grande risco em Alvito. O atual presidente da autarquia, João Penetra, não se recandidata. Diz que sugeriu o nome do seu sucessor, António João Valério, e vai anunciar a sua candidatura ao concelho vizinho de Viana do Alentejo. João Penetra sublinha que deixa uma câmara sem dívidas a fornecedores e com um passivo a rondar os 900 mil euros, ainda assim “controlado”. Mas o seu maior legado, acredita, foi o trabalho desenvolvido para acabar com o desemprego no concelho e a generalização do ensino do empreendedorismo nas escolas locais. Um trabalho com nota oito, numa escala de zero a 10.




Texto Paulo Barriga Foto José Serrano



De zero a 10 que nota atribui ao seu mandato na Câmara de Alvito?
Para ser honesto atribuiria um oito. Porque é muito mau se nós estivermos totalmente satisfeitos com o nosso trabalho. A verdade é que fixamos objetivos que depois são difíceis de atingir. Quando, em 2009, todos os autarcas deste país se candidataram às eleições e fizeram os seus programas eleitorais, estavam muito longe de imaginar o que vinha aí, em termos de alteração do financiamento das autarquias. 



Houve alguma obra de que não tivesse sido lançada ou concluída por vias da nova lei do financiamento local?


Com certeza que sim. Mas deixe que lhe diga que, em parte, estou satisfeito com o nosso trabalho porque, neste mandato, fizemos a maior obra de sempre neste concelho que foi a nova escola. Uma obra muito boa, de grande qualidade, não só a nível de construção, como também a nível de equipamento. Também reabilitámos por completo o jardim de infância de Vila Nova de Baronia e, portanto, essas obras foram importantíssimas para este concelho. Agora, não fizemos, e gostaríamos muito de ter feito, uma zona empresarial e um ninho de empresas, que tínhamos programado e que, por falta de verbas, não foi possível concretizar. 



Como vai deixar esta câmara em termos financeiros?


Atualmente não temos uma única dívida a fornecedores, a não ser as coisas correntes, isto para além de termos reduzido em muito a dívida de médio/longo prazo. E posso dizer-lhe que essa dívida, quando chegarmos ao final deste mandato, não ultrapassará os 900 mil euros. Está bastante controlada. Esta câmara ficará numa situação económica e financeira invejável, comparativamente com aquilo que é a realidade do País. 



Fala com entusiasmo redobrado em relação à sua gestão aqui em Alvito, gostava de continuar à frente desta câmara?


Quando vim para esta câmara, há quatro anos, sempre disse ao meu partido que deveríamos ter aqui um candidato natural de Alvito. 



Mas não respondeu à minha pergunta. Gostava de continuar à frente da câmara?


Vou responder....  a proposta da minha substituição por outro candidato fui eu que a fiz ao partido, foi de minha autoria e, portanto, percebo a subtileza da pergunta. Devo dizer que a minha saída é consensual e que fui eu próprio que a propus, por pensar que é uma ótima solução para Alvito, sendo que tenho muito orgulho em ter estado aqui, tenho muito orgulho no trabalho que fiz.



Não sai magoado de Alvito. Pensa candidatar-se a outra câmara?
Sim, sim, irei candidatar-me, pelo meu partido, a uma outra câmara.

 


Qual?
Irei ser candidato, a apresentação oficial será no próximo mês, mas já aceitei o convite do meu partido para ser candidato a Viana do Alentejo.



Não vai para muito longe.


Vou para o concelho onde resido, de onde sou natural, onde já fui eleito, não como presidente mas como vice-presidente durante 14 anos. Mas nunca me senti um paraquedista, porque lido em Alvito há cerca de 30 anos e a minha esposa é do concelho de Alvito, é de Vila Nova de Baronia. Tenho ligações familiares e afetivas aqui em Alvito, sempre gostei de aqui estar e fui sempre muito bem tratado e estimado pela população do concelho de Alvito. 



O que faz com que os partidos políticos se movimentem tanto e com tanta veemência em relação a um dos concelhos mais pequenos do País? 


Não faço a mínima ideia. Talvez pela vivacidade que o concelho de Alvito tem. Penso que Alvito é um concelho que, apesar de pequeno, tem muita massa crítica. O debate aqui também é intenso mas muito cordial. A minha experiência e a minha passagem pela política aqui em Alvito sempre foi de uma grande cordialidade entre as diversas forças políticas. Apesar de estar em minoria, nunca tive um orçamento municipal que não fosse aprovado. O que é sinónimo. Foi sempre aprovado, apesar de estar em minoria. A capacidade de relacionamento, de conversa, de uma democracia muito madura, Alvito é realmente o exemplo.




António João Valério tem condições para conseguir ganhar esta eleição?


Eu aposto no António João, só não sei é se ganhará com maioria absoluta. Como sabe é muito difícil em Alvito obterem-se maiorias absolutas, mas eu tenho uma convicção muito grande na vitória do António João Valério, aliás eu sempre defendi este nome para ser candidato. 

 

Os restantes candidatos já anunciados também são de grande peso...


Reconheço que sim, mas isso só valoriza ainda mais quem vier a vencer as eleições. 


Continua a ser aliciante concorrer a uma câmara?


Infelizmente não é aliciante, no sentido da facilidade de exercer o cargo. Mas é nos momentos difíceis que se vê quem é que tem capacidade para aguentar o embate. Se o país nos chama e, neste caso, a sociedade em que estamos inseridos e da qual nós fazemos parte, devemos avançar. É nos momentos difíceis que se vê quem tem fibra e quem não tem para estar à frente dos destinos, não só do País, mas também de um concelho.

 
                                                
Acha que deixa uma marca pessoal em Alvito?


Fomos, aqui na região, pioneiros no ensino do empreendedorismo. Estamos a tentar transformar uma sociedade para daqui a 10 ou 15 anos, mais empreendedora, mais amiga do risco e, na minha opinião, com mais capacidade de criar riqueza. Outra questão importante  prende-se com o combate ao desemprego. Fizemos acordos com empresas locais e mesmo fora do concelho, o que permitiu, até há dois anos, sermos notícia na comunicação social por termos o desemprego muito reduzido. Hoje, infelizmente, temos desempregados, mas o combate ao desemprego, neste concelho foi sempre muito ativo durante este mandato. 

 

Visto em http://da.ambaal.pt/noticias      

 

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:33
| comentar
Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2013

"Café do Absurdo" - Peça de Teatro - dia 2 de março, no Cine-teatro Vianense

  

"Café do Absurdo" - Peça de teatro com João Maria Pinto, no dia 2 de março, pelas 21:30 horas no Cine-teatro Vianense! A não perder!

   

   

"No próximo dia 2 de março, no âmbito do programa "Peça a Peça", sobe ao palco do Cineteatro Vianense a Companhia de Teatro Quarto Crescente com a peça "Café do Absurdo".
  
Num pressuposto café
Onde pressupostamente também se bebe café 
Onde se desmascara o ridículo
Onde as conversas sem nexo, fazem todo o sentido
Onde se canta e descanta
Onde se é poeta e louco
Onde só a criatividade e a livre expressão têm lugar
Onde tudo pode acontecer…….
  
O elenco desta peça conta com a participação especial do ator João Maria Pinto."

  

  

   

Informação retirada da página do Facebook do Município de Viana do Alentejo

  

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 23:01
| comentar

Leituras à Lareira - hoje à noite na Biblioteca de Alcáçovas

   

  

"Há quanto tempo não lhe contam uma história? Há quanto tempo não escuta um poema?
Venha ouvir contar um conto, acrescentar um ponto... E traga amigos, netos, filhos e sobrinhos..."

   

Informação retirada da página do Facebook do Município de Viana do Alentejo

 

Publicado por B. Borges

publicado por alcacovas às 13:03
| comentar
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013

O haxixe é inofensivo?

Comentário recebido hoje e aqui transcrito.

 

Luisa  (IP: 213.13.27.209)  disse sobre O haxixe é inofensivo?  na Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013 às 16:28:

    

Aconselho vivamente verem o filme " The Union - The business behind getting high". É tudo. Obrigada

 

AC

publicado por alcacovas às 17:52
| comentar
Domingo, 17 de Fevereiro de 2013

Banco Alimentar - Distrito de Évora

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:55
| comentar
Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2013

2as Jornadas - Consolidação, Crescimento e Coesão - 15 de Fevereiro, pelas 21.00h, no Évora Hotel

 
A Comissão Política Nacional (CPN) do PSD, em articulação com todas as Comissões Políticas Distritais (CPD), está a organizar, entre 15 e 23 de Fevereiro, as 2as Jornadas - Consolidação, Crescimento e Coesão.

Estas Jornadas destinam-se a debater a Reforma do Estado e as políticas de consolidação orçamental, de crescimento económico e de coesão social e territorial.

No distrito de Évora, a sessão irá decorrer no dia 15 de Fevereiro, pelas 21.00h, no Évora Hotel.

Para além do presidente da Comissão Politica Distrital, António Costa da Silva,  serão oradores a Ministra da Justiça, Drª Paula Teixeira da Cruz, o Secretário de Estado das Finanças, Dr. Manuel Rodrigues e o Deputado pelo círculo de Évora, Prof. Pedro Lynce.
 
Editado por António Costa da Silva
publicado por alcacovas às 19:14
| comentar
Domingo, 10 de Fevereiro de 2013

Terras de Dentro promove formação em Turismo




Com os melhores cumprimentos,

Frederico Nunes de Carvalho
publicado por alcacovas às 02:00
| comentar
Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2013

XIX Corso Carnavalesco - Alcáçovas

Em Alcáçovas, a AJAL – Associação de Jovens de Alcáçovas realiza dia 12 de fevereiro, o XIX Corso Carnavalesco. Será a partir das 15h00 com partida do Jardim público.



XIX Corso Carnavalesco - Alcáçovas

12 de fevereiro

15h00

Jardim Público

Visto no Site da CMVA

Editado por António Costa da Silva
publicado por alcacovas às 19:09
| comentar

.Acidente fere jogadores do Alcaçovense

Cinco pessoas sofreram hoje ferimentos leves, quatro futebolistas seniores do Sport Clube Alcaçovense, e o condutor do veículo, numa colisão de dois automóveis, nos arredores de Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo, Évora, disse fonte dos bombeiros.

 

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora acrescentou à agência Lusa que ficaram feridos apenas os ocupantes de um dos veículos, que foram transportados para o Hospital Distrital de Évora.

 

O acidente, de acordo com a mesma fonte, ocorreu na Estrada Nacional 257, à saída de Alcáçovas na direção de Évora, antes da estação ferroviária, e o alerta foi recebido às 19:47.

 

Estiveram envolvidos nas operações de socorro, 17 bombeiros das corporações de Évora e Viana do Alentejo, apoiados por sete viaturas.

O Sport Clube Alcaçovense disputa o campeonato Distrital da 1ª Divisão da Associação de Futebol de Évora.

 

Visto em http://www.dnoticias.pt

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:04
| comentar

GNR envolvido em acidente no distrito de Évora acusou taxa de álcool superior a 1,2g/litro

Um militar da GNR envolvido num acidente em Alcáçovas, no distrito de Évora, acusou uma taxa de álcool superior a 1,2g/litro. Do acidente resultaram cinco feridos ligeiros. 

 

Editado por António Costa da Silva

 

 

publicado por alcacovas às 19:01
| comentar

Viana do Alentejo: Mais de 200 foliões animam Carnaval

Mais de 200 foliões são esperados nos corsos de Carnaval de Viana do Alentejo e de Alcáçovas, que se realizam no domingo e na terça-feira, respetivamente, divulgou hoje o município.

Organizado pela secção «O Restolho», da Associação Seara Nova, o corso carnavalesco de Viana do Alentejo está marcado para domingo, às 15:00, com partida do Largo de S. Luís.

Na vila de Alcáçovas, o corso de Carnaval realiza-se na terça-feira, a partir 15:00, com partida do jardim público, sendo promovido pela Associação de Jovens de Alcáçovas.
 
 
Editado por António Costa da Silva
publicado por alcacovas às 19:00
| comentar
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013

Ditos simples, mas ricos

Em conversa com amigos um deles disse que tinha ido à Misericórdia visitar um familiar e em conversa sobre crises e padecimentos alguém disse:

" A miséria também se cansa de estar sempre no mesmo sítio."

Há que pensar nesta simples expressão como esperança. Mesmo a miséria tem que desandar...E a esperança renascer.

AC

publicado por alcacovas às 17:30
| comentar

Fraudes de grande calibre

"O Governo dos Estados Unidos interpôs um processo judicial contra a agência de rating Standard & Poor's por fraude. A administração Obama considerou fraudulentos os ratings elevados atribuídos a obrigações hipotecários de alto risco que acabaram por despoletar a crise financeira no país e no mundo."

Lido hoje no Sapo. Se isto se confirmar só posso dizer: Grande Obama.

E, esperemos que a S&P pague pelo que fez.

AC

 

 

 

 

 

 

publicado por alcacovas às 17:20
| comentar
Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2013

Educação

 

O poder escondido do carácter

por Helena Oliveira

 

Paul Tough   está a provocar um debate acalorado na comunidade educativa norte-americana.   Em vez de nos esforçarmos para criar "bebés Einstein" e de   considerarmos o QI como determinante para o sucesso dos nossos filhos,   devemo-nos concentrar nas denominadas competências não cognitivas que, em   conjunto, formam o carácter.

Resiliência,   otimismo, saber gerir o stress e ter capacidade para se lidar com o fracasso,   ultrapassando-o e aprendendo com ele, são cruciais para o desenvolvimento de   seres humanos "inteiros".

Sejam eles   provenientes de meios pobres ou abastados…

(Em VER-01/02/2013)

 

Concordam?

 

AC

publicado por alcacovas às 21:21
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Para onde vamos?

Arquivos

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

De onde nos visitam?

outils webmaster
contador

Pesquisar neste blog