Sexta-feira, 26 de Agosto de 2011

Merk(el)antilização da Europa.

A União Europeia está a atravessar um dos seus piores momentos, ninguém tenha dúvidas disso. Em termos globais a U.E. encontra-se com enormes dificuldades em resolver os seus principais problemas.

 

Não há muito tempo atrás a U.E. era considerada como um espaço altamente apetecível, onde todos queriam entrar. Muitos países fizeram tudo por tudo para entrar neste importante espaço económico e político. O modelo parecia inquebrável.

 

Hoje em dia, encontramos a economia europeia altamente debilitada, onde muitas das suas nações vivem momentos extremamente conturbados, com problemas de difícil resolução. Cada vez mais a U.E. tem fortes dificuldades para encontrar soluções para resolver os seus problemas económicos. A via política tem sido claramente subestimada.

 

A U.E. tem hesitado fortemente em convergir politicamente. Basta lembrar os referendos na Holanda e França sobre a constituição europeia. A Europa tem medo em convergir politicamente, manifestando-se neste tema os seus velhos fantasmas, de que não se consegue libertar.

 

E o que temos agora?

Países em situação crítica a necessitarem de resgates financeiros para salvar as suas debilitadas economias.

 

E a Europa o que faz?

Lá vai contribuindo com algumas ajudas, mas apenas aos países que se encontram na zona Euro; Os países que se encontram em situação aflitiva, mas não estão dentro do Euro, nem sequer se ouve falar deles. É esta a Europa solidária que nós temos!

 

E as lideranças europeias o que fazem?

Aí reside o principal problema. A Europa tem sido conduzida pelo eixo franco-alemão. Tem sido a Sra. Merkel e o Sr. Sarkozy quem tem tomado as principais iniciativas. Esta situação faz com que a U.E. se torne mais frágil e muito mais permissiva a ataques externos. Com estes dois países a “dominar” a Europa, estamos de facto em risco de perda de soberania. A razão é simples: 2 a decidir por 27 (é o que está a acontecer na
prática) é um grande risco para a Europa. Na minha perspectiva, pode ser o princípio do fim do modelo europeu.

 

Com os ingleses a ficarem de foram (basta ver que apenas apoiaram financeiramente a República da Irlanda) e os outros países sem tomarem grandes iniciativas (a Grécia, República da Irlanda e Portugal pouco podem fazer neste momento), significa que a Europa serve apenas a dois países. Para ser mais correcto só a um: à Alemanha.

 

O risco é grande, ou a Europa procura convergir politicamente, tornando-se numa verdadeira “nação” Europeia, ou então vai naturalmente colapsar.

 

Ou entendemos que construir a Europa significa partilhar soberania (em vez de perder soberania), ou então é melhor mudarmos de vida.

 

Continuo a acreditar no modelo europeu, mas não pode continuar como há 20 anos atrás. Tudo mudou e a Europa também.

 

António Costa da Silva

 

Publicado no

publicado por alcacovas às 17:59
| comentar | ver comentários (14)
Terça-feira, 16 de Agosto de 2011

Alcáçovas comemora 753 de atribuição de Foral.

Retirado do http://como-as-mares.blogspot.com/

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 18:36
| comentar | ver comentários (4)

A urgência do plano de emergência social

O actual Governo assume com coragem a difícil realidade com que nos confrontamos. Ao contrário do que era habitual, este Governo não está disponível para esconder a realidade “debaixo do tapete”. Nem podia ser de outra forma, nem os portugueses esperariam outra coisa do actual executivo.

 

Ao mesmo tempo que são anunciadas e implementadas medidas austeras, as quais afectam a generalidade dos portugueses, são apresentadas medidas, que funcionam como amortecedoras sociais, para os mais fragilizados.

 

Para “tratar o paciente” é necessário reconhecer a doença. Depois é fundamental aplicar a cura, por muito dolorosa que seja. Ao mesmo tempo devem evitar-se danos colaterais. E é isso que está precisamente a ser feito pelo actual Governo.

 

O Plano de Emergência Social apresentado recentemente pretende responder a uma das partes desta equação. Na prática, visa amenizar as consequências da actual crise nas famílias com menores rendimentos.

 

Apresentam-se algumas destas medidas:

a) O subsídio de desemprego vai subir 10 por cento para casais com filhos, em que ambos os elementos do casal estejam desempregados.

b) Vai ser criado um Banco de Medicamentos que, por um lado, visa combater o desperdício de medicamentos que se encontrem em condições e, por outro, se destina a apoiar os mais desfavorecidos. Os medicamentos que se encontrem a seis meses do seu prazo de validade vão ser distribuídos gratuitamente.

c) Vai ser criado ummercado social de arrendamento para as famílias que não conseguem aceder a habitação social no seu município, com preços 30 por cento mais baratos que os actuais valores de mercado.

d) Haverá tarifas sociais nos transportes públicos, gás e electricidade, que terão em conta os rendimentos das famílias.

e) O Governo anunciou também o lançamento de um programa nacional de microcrédito. O objectivo é dar oportunidade às pessoas para lançarem os seus próprios negócios.

f) Vão ser distribuídas refeições a quem mais precisa, aproveitando a rede de cozinhas e cantinas que os equipamentos sociais têm.

g) Os beneficiários de apoios sociais vão ter de prestar trabalho social e o programa do Governo promete promover a empregabilidade de desempregados com mais de 45 anos e dos desempregados de longa duração, com trabalho activo e solidário.

h) O Estado vai investir num programa de literacia financeira a nível nacional – algo que já está a ser desenvolvido no âmbito do Banco de Portugal e da Associação Portuguesa de Bancos e que terá como grande objectivo educar os jovens sobre a temática do dinheiro

 

É claro que vieram logo alguns dos “donos” do estado social criticar estas propostas, dizendo que a maioria das medidas apresentadas são assistencialistas e que obrigam os desempregados a trabalhar. Parece que vivem em realidades completamente diferentes do que a maioria dos portugueses.

 

Também me parece claro que esta dicotomia ideológica não faz qualquer tipo de sentido. A nossa sociedade não se encontra em condições de ser tratada de uma forma leviana. São necessárias medidas totalmente diferentes do que estamos habituados.

 

O estado social tem que ser visto como um todo. Deve servir precisamente a quem tem reais necessidades. O nosso estado distributivo para todos (inclusive aos que podem pagar) já não existe mais. Não conseguimos criar riqueza que o suporte. Não ver isto, é estar completamente cego.

 

Por isso, parece-me que para novas doenças, só mesmo com novas curas.

 

 

 

Editado por António Costa da Silva no

publicado por alcacovas às 18:25
| comentar
Quarta-feira, 10 de Agosto de 2011

FESTAS SÃO GERALDO 13, 14 e 15 de AGOSTO

sao_geraldo

 

 

Decorrem de13 a15 de Agosto, em Alcáçovas, as tradicionais Festas de S. Geraldo.

 

Organizadas pela fábrica Paroquial de Alcáçovas e pelo Sport Clube Alcaçovense estas festividades irão proporcionar actividades desportivas , culturais, recreativas e religiosas durante todo o fim-de-semana.

 

Programa:

SÁBADO, 13 DE AGOSTO:
9H – PASSEIO BTT (ORG. AJAL)
9H – ABERTURA DO BAR E QUERMESSE
19H – EUCARISTIA – IGREJA DE SÃO GERALDO
21H – PASSEIO A CAVALO NOCTURNO
22H – BAILE COM O DUO FILIPA E MIGUEL

 

DOMINGO, 14 DE AGOSTO:
10H - ABERTURA DO BAR E QUERMESSE
12:15H - EUCARISTIA – IGREJA DE SÃO GERALDO
21H – APRESENTAÇÃO DE SEVILHANAS
22H – BAILE COM JOSÉ MENDES E AS MOBY’S DANCE

 

SEGUNDA-FEIRA, 15 DE AGOSTO:
11H - ABERTURA DO BAR E QUERMESSE
12:15H - EUCARISTIA – IGREJA DE SÃO GERALDO
15H – TORNEIO DA MALHA
22H – BAILE COM NUNO FLORINDO

 

Visto no Site da CMVA

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:13
| comentar | ver comentários (3)

Europa, que fazer dela?

 

A enorme crise que nos afoga e desorienta exige e pode proporcionar uma nova visão para a União Europeia.

Se a UE se desfaz, ou mantém uma persistente atitude nacionalista, quem é que fica a ganhar?

Não nós portugueses, nem os espanhóis, nem os alemães…Todos perderão.

Todos nos afundamos, mas os nossos leaders continuam a remar nos seus barquinhos. Precisamos de dirigentes capazes de ver e criar uma nova entidade europeia. Uma entidade que seja gradualmente aceite por todos nós como uma nova “pátria”.

Esta crise pode ser a alavanca para um grande e comum futuro.

Fácil não é, mas só podemos avançar. Recuar ou manter os nossos nacionalismos políticos será um desastre anunciado.

Temos que caminhar para um Governo Europeu. Precisamos de mais democracia participativa a todos os níveis, desde concelhos a regiões, desde regiões a nações.

Os nossos ministros devem estar em Bruxelas, não em Lisboa.

Por cá poderemos viver bem com dirigentes regionais, com mais descentralização e, consequentemente, com mais participação de todos os cidadãos.

Utopia?

AC

 

Hoje no DN

publicado por alcacovas às 12:57
| comentar
Terça-feira, 9 de Agosto de 2011

Férias.....

untitled

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 23:29
| comentar
Segunda-feira, 8 de Agosto de 2011

Woody Allen – Um pensamento

Woody-Allen

"Na minha próxima vida, quero viver de trás para frente.


Começar morto, para despachar logo o assunto.


Depois, acordar num lar de idosos e ir-me sentindo melhor a cada dia que passa.


Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a reforma e começar a trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia.


Trabalhar 40 anos, cada vez mais desenvolto e saudável, até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante promíscuo.


E depois, estar pronto para o secundário e para o primário, antes de me tornar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí torno-me um bébé inocente até nascer.

 
Por fim, passo nove meses flutuando num "spa" de luxo, com aquecimento central, serviço de quarto à disposição e com um espaço maior por cada dia que passa, e depois - "Voilà!" - desapareço num orgasmo."

 

 

Woody Allen

 

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 20:28
| comentar
Sábado, 6 de Agosto de 2011

Festas de São Geraldo Não Fazem Parte dos Eventos no Site da CMVA.

São Geraldo

 

Editado por António Costa da Silva 

publicado por alcacovas às 12:48
| comentar | ver comentários (3)

O Caso Insólito da Casa das Ambulâncias em Alcáçovas

casa

Imagem do Roberto Vinagre (2009).

 

Dados curiosos:

1 – A Casa das Ambulâncias está concluída desde 2009;

2 – Nunca foi utilizada;

3 – Afinal não cabiam as ambulâncias nas suas portas;

4 – Só agora é que vai ser utilizada.

 

Espantoso.

 

Responsáveis: Muitos

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:31
| comentar | ver comentários (4)

Blogosfera Local I - Casa das ambulâncias em Alcáçovas: Um negócio de contornos ainda muito nebulosos

2

 

A herança deixada pelos anteriores executivos da Câmara Municipal de Viana do Alentejo e da Junta de Freguesia de Alcáçovas revelou-se um nó muito difícil de desatar que só agora começa a dar sinais de alguma evolução.

 

De facto aquilo que algumas pessoas diziam à boca pequena e que outras sempre pretenderam branquear, é agora evidente nos trabalhos a decorrer naquela obra, ou seja, pasme-se, as ambulâncias não cabiam nos portões.
 
Se este facto só por si já torna o caso insólito, digno de figurar em qualquer manual de registos invulgares e más práticas de gestão de recursos públicos, parece que o processo administrativo que suportou esta famosa obra na Vila de Alcáçovas, destinada a bandeira propagandística do anterior regime, está de tal forma inquinado por desconformidades nas relações empreiteiro – promotor da obra, que o mesmo está a ser avaliado nas instâncias judiciais competentes.
 
Apesar destes conhecidos entraves, espero que o actual poder político consiga resolver este imbróglio o mais breve possível, dando corpo ao compromisso eleitoral de garantir aos habitantes do Concelho de Viana do Alentejo e em particular aos Alcaçovenses, pela proximidade, um serviço de transporte de doentes com a qualidade que todos merecem.
 
Zé das ambulâncias


Retirado do http://barbeariaideal.blogspot.com/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:17
| comentar
Quinta-feira, 4 de Agosto de 2011

FESTA DE SÃO GERALDO - ALCÁÇOVAS

O Sport Club Alcaçovense e a Paróquia de Alcáçovas promovem de 13 a 15 de Agosto, a Festa de São Geraldo

 

untitled

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 20:47
| comentar

Equipa Sénior do SCA

Como tínhamos avançado à uns dias atrás, a nossa equipa sénior estava a ser constituída pela equipa técnica com vontade de fazer um campeonato bem melhor que o da época passada. Para tal, o plantel foi reajustado dentro das possibilidades do clube e hoje podemos já avançar alguns nomes que irão integrar a nossa equipa.

Renovações: (Nos próximos dias, surgirão mais renovações)
 
renova%C3%A7oes
 
Contratações: (em breve mais contratações)
 
contrata%C3%A7oes

Retirado do Blog do Alcaçovense http://alcacovense.blogspot.com/
 
Editado por António Costa da Silva
publicado por alcacovas às 20:43
| comentar

C.C. Azeitonense vence «regional» de Setúbal

Volta da Pedra interrompeu ciclo de triunfos dos últimos dez anos

 

 

O Centro de Ciclismo Azeitonense foi o vencedor do Campeonato Regional de Setúbal em BTT, prova organizada pela associação distrital e que se realizou em Alcáçovas, integrando equipas de Setúbal, Évora e Beja. Uma boa nota para a equipa de Azeitão que interrompeu assim, ao cabo de dez anos, o domínio esmagador do Grupo Desportivo da Volta da Pedra nas provas da associação de Setúbal. O «Volta», desta feita, teve de contentar-se com o segundo lugar, ainda que contando com dois primeiros lugares (Pedro Ribeiro e Joaquim Bica, em sub-23 e veteranos B) e quatro segundas posições individuais.

 

Visto no http://www.osetubalense.pt

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 20:39
| comentar
Segunda-feira, 1 de Agosto de 2011

Paços dos Henriques a avançar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Excerto do Plano de Actividades da DRCalen para 2011.

 

 

Frederico Nunes de Carvalho

publicado por alcacovas às 00:20
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Para onde vamos?

Arquivos

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

De onde nos visitam?

outils webmaster
contador

Pesquisar neste blog