Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

Convento de N.ª Sr.ª da Esperança [Alcáçovas]

Sra Esperanca

Integrado na Ordem de S. Domingos, o convento de N.ª Sr.ª da Esperança teve os seus primórdios na ermida de manuelina de N.ª Sr.ª da Graça, que havia sido construída no alto da Serra de Alcáçovas, a cerca de 3km de distância ao norte da vila.

 

Os milagres atribuídos à Virgem da Esperança, nas centúrias passadas alcançaram grande projecção e muitos dos eventos sobrenaturais foram autenticados por pessoas gradas, como o Bispo de Fez D. Fr. Manuel dos Anjos e outras.

 

O edifício conventual, construído no mais elevado cabeço da herdade, com domínio de paisagem grandiosa peculiar dos nossos sítios, oferece pitoresca e garrida silhueta nos seus volumes recortados no horizonte, alvos de cáio com toques populistas de escaiolas coloridas.

 

Tem corpo de nave, no centro do bloco sagrado, dos alvores do século XVI; capela-mor, elevada, do período barroco seiscentista e alpendre atarracado, de varandim, concebido por três arcadas plenas, mas aberto apenas axialmente, com tecto de penetrações e obra de época avançada do século XVIII, guarnecido, na cimafronte, por sumido cronograma metido em tabela coroada, mariana, de estuque.

 

A possante torre, quadrada, delimitando em andares o bloco religioso, foi terminada no ano de 1684, data que subsiste embebida em tabela barroca na face oriental e tem quatro olhais capeados de cantos de mármore: apenas conserva um sino de bronze, datado de 1743, e é envolvida por varandim de grelhas de tijolo, dispostas em rectângulos.

 

É o templo original, de traça gótica popular e de planta rectangular, dividido em três tramos de arcadas redondas e abóbadas nervuradas.

 

 

Os altares cruzeiros são consagrados a S. Bartolomeu e Santa Rita de Cássia.

 

PT Acesso à cache:
O acesso é feito pela estrada de alcatrão até ao waypoint registado. A partir daí é necessário abrir uma cancela e seguir 2,5 Km por estrada de terra batida de carro ou a pé. Agradecemos que mantenham a cancela sempre fechada.

 

EN Cache access:
The access is made by road till the register waypoint. Next it’s necessary to open a gate and follow the land road during 2,5 Km by car or by foot. Please keep the gate always closed.



Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (3) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (7) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (12) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (14) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (16) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (20) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (15) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (18) [1024x768]
Convento de N.ª Sr.ª da Esperança (2)
 

 

Retirado do Site http://www.geocaching.com

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:12
| comentar | ver comentários (1)

INNOCENTE DRINKS

 

Retirado do http://jumento.blogspot.com/

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 13:18
| comentar

Este Partido Mete-me Nojo

Um País como Portugal que tanto tempo sofreu graças à ditadura salazarista, continua a estar sujeito a aberrações como é o caso do PNR. Uma coisa é certa, alguém permite o licenciamento daqueles cartazes na via pública. Alguém permite que lancem frases apelativas ao racismo e ao xenofobismo.

 

Não há dúvida nenhuma, Portugal é mesmo um País de brandos costumes.

 

António Costa da Silva

 

PNR coloca novo cartaz em Lisboa contra a imigração

 

O Partido Nacional Renovador (PNR) colocou hoje na rotunda de Entrecampos, em Lisboa, mais um cartaz contra a imigração. Na imagem do outdoor aparece uma ovelha branca a erradicar outras ovelhas negras. Desta vez, os Gato Fedorento não vão reagir com outro cartaz, mas classificam-no de «idiota»

 

No outdoor com ovelhas brancas e negras, o PNR explica que cada ovelha negra representa «as causas e consequências de certos cancros do nosso país: criminalidade, desemprego, baixos salários, multiculturalismo, fronteiras abertas e subsídio dependência».

 

O líder do partido, José Pinto-Coelho, considera que este cartaz «é mais uma pedrada no charco que serve para alertar consciências para aquilo que se passa em Portugal e que mais nenhum partido tem coragem de denunciar».

 

Pinto-Coelho acrescenta ainda: «vivemos um momento de crise profunda, com tendência a agravar, e no entanto os partidos do sistema andam entretidos a discutir casamentos gay e a projectar construções faraónicas».

 

Este cartaz vem na sequência do colocado em 2007, que desejava «boa viagem» aos imigrantes «que cometem crimes, aos ilegais e aos subsídio-dependentes», como explica o partido. Na altura, os Gato Fedorento chegaram a colocar um outro cartaz que satirizava a campanha do PNR.

 

Contactado pelo SOL, Ricardo Araújo Pereira garante que os Gato não vão reagir desta vez. «Se fossemos responder de cada vez que o PNR faz um cartaz idiota, não fazíamos mais nada», afirma.

 

SOL

 

publicado por alcacovas às 13:10
| comentar | ver comentários (4)

Crise localizada

 

Retirado do http://henricartoon.blogs.sapo.pt/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:04
| comentar

Os Novos Dólares

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:51
| comentar
Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

Marcha do Coração 2008

 

 

No próximo dia 5 de Outubro, a Câmara Municipal de Viana do Alentejo em conjunto com as juntas de freguesia do Concelho e o Centro de Saúde de Viana do Alentejo promovem a Marcha do Coração 2008.

 

Marcha do Coração 2008

Data
 
5 de Outubro

Percurso

Viana do Alentejo (estrada de alcatrão) - Monte do Sobral (estrada de terra batida) - Alcáçovas

Concentração

A concentração terá lugar junto ao Rotunda, onde será feita a entrega de sacos com informação do Centro de Saúde e t-shirts alusivas ao Dia do Coração

Transporte

Alcáçovas - Viana do Alentejo (8h00)

Aguiar - Viana do Alentejo (8h30)

Partida - 9h00


Ponto de Abastecimento

O ponto de abastecimento será no Monte do Sobral com paragem para agregação do grupo e entrega de lanche

No final da marcha será servido um lanche no Centro Cultural, em Alcáçovas, oferecido pela Câmara Municipal de Viana do Alentejo. Serão ainda sorteados pedómetros pelos participantes.

Inscrições

As inscrições podem ser efectuadas a partir de 30 de Setembro:

- DASE
- Delegação da Câmara, em Alcáçovas
- Biblioteca, em Aguiar
- Centro de Saúde de Viana do Alentejo

 

 

Promotor
Promotor
 
Organização:
- Câmara Municipal de Viana do Alentejo
- Junta de Freguesia de Viana do Alentejo
- Junta de Freguesia de Alcáçovas
- Junta de Freguesia de Aguiar
- Centro de Saúde de Viana do Alentejo
Destinatários
Destinatários
 
Aberto a toda a população
Informações Adicionais
Informações Adicionais
 
Apoio:
- Guarda Nacional Republicana
- Bombeiros Voluntários de Viana do Alentejo

 

 

Retirado do site da CMVA

 

Editado por António Costa da silva

publicado por alcacovas às 15:11
| comentar

A Assembleia Municipal de Viana do Alentejo reúne no próximo dia 30 de Setembro.

 

A Assembleia  Municipal de Viana do Alentejo vai reunir-se no próximo dia 30 de Setembro. A iniciativa está marcada para as 21h00, nos Paços do Concelho.


Em cima da mesa vão estar os regulamentos de atribuição de Bolsas de Estudo, de apoio financeiro às modalidades desportivas e às actividades culturais, a proposta de fixação das taxas do imposto municipal sobre imóveis e ainda a proposta de fixação da taxa municipal de direitos de passagem. Em discussão vai estar igualmente a proposta de fixação da participação variável do município no IRS dos sujeitos passivos com domicílio fiscal nesta circunscrição territorial.

 

Retirado do Site da CMVA

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 15:09
| comentar

REGULAMENTO DE MÉRITO ESCOLAR

Como é conhecido, tem existido um Regulamento de Mérito Escolar da Câmara Municipal de Viana do Alentejo que apoiava alunos do ensino superior que obtivessem uma média superior ou igual 14. Sempre considerei, esta, uma excelente medida do Município de Viana do Alentejo.

 

Com o Processo de Bolonha passou a ser extremamente difícil comprovar a respectiva média, isto porque, com a introdução de unidades de crédito, muitas universidades deixaram de apresentar as médias anuais, mas apenas as notas por cadeiras (unidades de crédito).

 

Com esta alteração, a CMVA sentiu-se forçada a alterar o regulamento existente, o que me pareceu bem. No entanto, na primeira versão o actual executivo propôs um Regulamento de Mérito Escolar tendo como base a média de entrada na universidade, sendo esta superior ou igual a 14. Os vereadores da oposição contestarem esta situação, isto porque, ao se valorizar apenas a média de entrada e podendo os alunos terem média de 10 nos anos seguintes (desde que passassem a todas as cadeiras), não estaríamos perante uma situação de valorizar do mérito escolar.

 

Surgiu a questão da forma que deveria ser utilizada para a CMVA confirmar as respectivas médias, isto porque, muitos dos estabelecimentos não calculam as médias anuais. Perante esta dificuldade, propus as seguintes soluções:

A justificação da média superior ou igual da 14 deverá ser comprovada através das seguintes modalidades:

a) Certificado escolar comprovativo do estabelecimento de ensino que frequentou no ano lectivo anterior, indicando a média do final do ano;

b) Em caso do estabelecimento de ensino que frequentou no ano lectivo anterior não comprovar a média final do ano, mas somente as notas individuais das cadeiras (unidades de crédito) em que esteve matriculado, então a média será calculada tendo como base a média aritmética simples entre o total obtido das notas e o número total de cadeiras em que se inscreveu, sendo que, neste caso, deverá ser superior a 13,49;

c) Sempre que o aluno consiga comprovar que a sua média é efectivamente superior a 14 (13,49), justificada pelo cálculo utilizado no seu estabelecimento de ensino, nomeadamente através da utilização das médias das unidades de crédito ou outros métodos igualmente utilizados.

 

Esta proposta não foi aceite, sendo proposto pelo executivo que o Regulamento deixasse de se chamar de Mérito Escolar e passasse a ser de Apoio Escolar, com o argumento de que este se tornaria mais abrangente, ou seja, apoiaria um leque maior de alunos.

 

Eu não consigo concordar com esta proposta (que, muito provavelmente, irá passar amanhã na Assembleia Municipal) pelas seguintes razões:

1)      Deixámos de valorizar o mérito escolar no concelho de Viana do Alentejo, ou seja, perdeu-se a preocupação de termos dos melhores alunos a frequentar os diferentes estabelecimentos do ensino superior;

2)      Criou-se uma medida socialmente injusta, isto porque, com este formato passamos a apoiar todos os alunos, sejam ricos, sejam pobres, desde que tenham tido média de 14 para entrar no ensino superior e que vão passando todos os anos, mesmo que tenham nota 10.

 

Perdemos o mérito que valorizava os melhores, independentemente do extracto social, e criou-se uma forma totalmente injusta que nada beneficia quem tem maiores dificuldades económicas.

 

Mesmo que não se quisesse apoiar o mérito, parece-me que seria mais justo apoiar apenas aqueles que têm maiores dificuldades económicas, com verbas superiores àquelas que irão certamente beneficiar.

 

Este é mais um erro grave que vai ser cometido por este executivo.

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 15:04
| comentar | ver comentários (4)

O que nos diz o Boletim Municipal?

Devo dizer que gosto da capa, e fico muito contente por ver o cine-teatro todo bonito e muito bem conservado, neste aspecto a câmara está de parabéns.

Ao virarmos a página deparamo-nos com o Sr Estevão Pereira muito sorridente, diz ele que "Setembro é mês de Feira", olhe senhor presidente Julho também foi, e nem por isso o senhor sorria dessa maneira. Mas enfim, esses tempos já lá vão.

Neste aspecto, o senhor faz-me lembrar os brasileiros, passam o ano todo a pensar no Carnaval, não sei se me está a perceber...

Virando a página novamente, deparamo-nos, mais uma vez, com o senhor presidente, mas desta vez já não sorri, até porque o assunto é sério, mais um 13 de Janeiro, mais uma arruada, mais 25 de Abril, mais fogo-de-artifício, mais do mesmo... o melhor é mesmo virar a página!

Que titulo lindo, quanto suor não correu pelo rosto de quem o pensou... É poético! "Iniciativas com tradição (...), integradas nesta ou naquela actividade(...)". É bonito!

Virando a página de novo, aperece algo mais interessante, um tema cada vez mais caro à autarquia, as piscinas. Nestas páginas destaco o Sarafim, grande contador de histórias e as demais actividades realizadas pelas crianças. Só há uma foto que tem a legenda errada, penso que deveria ser: "alunos das Escola de São João assistem à plantação de ávores, realizada pelos funcionários da câmara". Plantar árvores é bom também!

Concordo com a câmara, a "actividade física é essencial para a saúde", essas iniciativas são fundamentais.

Ah finalmente obras! Possas já estava a ficar assustado, pensei que a câmara tinha gasto o dinheiro apenas nas "iniciaticas com tradição". Mais alcatrão, espero que este seja melhor que o outro, que se desfazia. Nas tais iniciativas o fotógrafo conseguiu tirar 7 fotos (e há mais à frente), nas obras só conseguiu tirar 4, ou então não ficaram boas por causa do pó. Tenho a certeza que a câmara tem mais obras, mas os rolos são caros, e tal como diz o senhor presidente, o nosso povo está a sentir tempos de crise.

Passando as obras à frente, até porque já estou a tossir com tanto pó, mais actividades com tradição, mas desta vez promovidas pelas associações. Se Alcáçovas tem mais associações e todas elas muito dinâmicas, por que motivo não aparecem fotos das suas iniciativas? Muito estranho, ou talvez não!

E claro, a "mocidade", a faixa etária tão querida do executivo camarário! Eles agradecem e retribuem, com a sua presença, naturalmente!

Olha a Ágata e a Sónia Araújo, vieram dar música para todos. Esta é a página mais cara, até consigo sentir o cheiro dos euros, eu até sou da opinião que a Ágata e os Anjos deviam ter um contrato de exclusividade com a câmara.

Os "11 anos ao serviço dos mais pequenos" são de louvar, as crianças são o futuro e por isso devem ser protegidas e acarinhadas.

Pedi a uma pessoa que não é do concelho para ver o Boletim, no fim essa pessoa olhou para mim e disse: "Possas a câmara deve ter muito dinheiro, porque isto é só festas".

Termino com um provérbio:

"Em dia de festa a barriga atesta"

É mais ou menos isso...

 

Roberto Vinagre

 

Retirado do http://comoasmares.blogs.sapo.pt/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:37
| comentar

O alentejano e o código napoleónico

Um advogado de muito sucesso da linha de Cascais vai caçar patos para o Alentejo.


Dá um tiro, acerta num pato, mas o bicho cai dentro da propriedade de um lavrador.


Enquanto o advogado saltava a vedação, o lavrador chega no tractor e pergunta-lhe o que estava ele a fazer.


O advogado respondeu:


- Acabei de matar um pato, mas ele caiu na sua terra, e agora vou buscá-lo.


O velhote responde:


- Esta propriedade é privada, por isso não pode entrar.


O advogado, indignado:


- Eu sou um dos melhores advogados de Portugal! Se não me deixa ir buscar o pato eu processo-o e fico-lhe com tudo o que tem.

 

O lavrador sorriu e disse:


- O senhor não sabe como é que funcionam as coisas no Alentejo!


Nós aqui temos o Código Napoleónico!

 
Nós resolvemos estas pequenas zangas com a Regra Alentejana dos Três Pontapés.


Primeiro eu dou-lhe três pontapés; depois você dá-me três pontapés assim consecutivamente até um de nós desistir!


O advogado já se estava a sentir violento há um bocado, olhou para o velho e pensou que era fácil dar-lhe uma carga de porrada.


Por isso, aceitou resolver as coisas segundo o costume local.


O velho, muito lentamente, saiu do tractor e caminhou até perto do advogado.


O primeiro pontapé, dado com uma galocha bem pesada, acertou directamente nas bolas do advogado, que caiu de joelhos e vomitou.


O segundo pontapé quase arrancou o nariz do advogado.


Quando o advogado caiu de cara, com as dores, o lavrador apontou o terceiro pontapé aos rins, o que fez com que o outro quase desistisse

 

Contudo, o coração negro e vingativo do advogado falou mais forte.


Ele não desistiu, levantou-se, todo ensanguentado, e disse:


- Bora, velhote! Agora é a minha vez!

O lavrador sorriu e disse:


- Nah! Eu cá desisto! Leve lá o pato!

 

 

Visto no Piolho da Solum

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 00:39
| comentar | ver comentários (1)
Domingo, 28 de Setembro de 2008

Resultados 1ª Jornada Série A

 

SERIE A - 1ªJornada


Bairro Santo Antonio 2-Desp. Cabrela 0
Santana do Campo 2-Giesteira 1
Brotense 0-Luso Morense 2
Outeiro 0-Alcaçovense-4
Fazendas do Cortiço 0-GDR Canaviais 0

1-ALCAÇOVENSE 3
2-LUSO 3
3-ST ANTONIO 3
4-SANTANA 3
5-CANAVIAIS 1
6-FAZENDAS 1
7-GIESTEIRA 0
8-CABRELA 0
9-BROTENSE 0
10-OUTEIRO 0
11-VALENÇAS 0

 

Editado pela Direcção do SCA

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 23:47
| comentar

Futebol, 1ª Jornada

Resultado:

 

Outeiro 0 - SCA 4.

 

Golos:

Treinador 1

Batalha 1

Nuno 1

G. na própria baliza (deles) 1

Desculpem a escassa informação, por agora.

Amanhã terão mais detalhes

 

AC

publicado por alcacovas às 16:54
| comentar
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

FEIRA D´AIRES 2008

Imagem vista no Al Sul

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 16:22
| comentar

Só sei que nada sei...

«João Salgueiro, presidente da Associação Portuguesa de Bancos, culpa os portugueses pelo excesso de endividamento das famílias, apesar de reconhecer que as campanhas publicitárias estimulam o endividamento das pessoas.» [Jornal de Negócios]

 

É preciso ter lata. Estes senhores que também se endividaram (não esquecer que em 1996 a Caixa Geral de Depósitos era um banco credor e que até 2002 passou a ser mais um banco devedor) têm a lata de culpar a desgraça do endividamento às populações, neste caso aos portugueses, como se eles fossem umas virgens inocentes. É preciso ter mais do que lata.

 

Estes senhores que têm ganhado à conta dos desgraçados e que incentivaram fortemente o uso ao crédito, vêm dizer uma coisa destas. Bolas. Cada vez tenho menos paciência!

 

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 15:47
| comentar

1º Jogo da Época do SCA

Amanhã, Sábado, pelas 16h em são Bartolomeu do Outeiro.

Grupo Desportivo e Cultural de S. Bartolomeu do Outeiro vs Sport Clube Alcaçovense

 

Vamos apoiar o SCA

 

PRIMEIRA DIVISÃO DISTRITAL

Série A - 27/09/2008

 

Santo António - Cabrela
Outeiro - Alcaçovas
Brotas - Mora
Cortiço - Canaviais
Santana - Giesteira

Descansa o Valenças

 

Editado pela Direcção do SCA

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 15:37
| comentar | ver comentários (1)

PONTOS DE VISTA (XV)

Ponto dois) Informação sobre a actividade da Câmara – O senhor Presidente referiu-se às comemorações do Feriado Municipal que decorreram nos dias 12 e 13 de Janeiro, respectivamente sábado e domingo. Disse que para além da sessão solene que decorreu no dia 13 de Janeiro, o programa das comemorações contou com um espectáculo ligado à dança, que decorreu no dia 12 à noite no Cine-Teatro. Participaram a Secção de Dança da Casa do Benfica em Viana do Alentejo, as Danças de Salão da Sociedade União Alcaçovense e o Grupo de Sevilhanas da Associação Cultural e Recreativa Alcaçovense. Disse o senhor Presidente ter registado o facto de ter havido pouca participação da população na sessão solene. Referiu que anteriormente, quando era feita uma arruada ou com a Fanfarra dos Bombeiros ou com a Banda da Sociedade União Alcaçovense era mais provável que se conseguisse um número maior de participantes, pois à medida que se iam percorrendo as ruas a população ia-se juntando. Ainda assim, o senhor Presidente considerou que este novo modelo, com a sessão solene, deve ser mantido embora se tenha que fazer alguma coisa para motivar uma maior participação das pessoas. ---------------------------------------------------

------ O senhor Presidente informou que no dia 18 de Janeiro reuniu o Conselho de Administração da Associação de Municípios do Distrito de Évora tendo sido transmitida a formalização da saída do Município de Alandroal desde Dezembro de 2007. Existindo para com a Associação uma avultada dívida daquele Município e independentemente da sua saída, a Associação decidiu avançar para a via judicial a fim de promover a cobrança da referida divida. O senhor Presidente referiu que na Associação existem outras situações de divida mas os respectivos Municípios estão a negociar a forma adequada de satisfazer os compromissos. ------------------------------------------------------------ O senhor Presidente referiu que no dia 19 de Janeiro foram comemorados os aniversários do Grupo Coral dos Trabalhadores de Alcáçovas e da Sociedade Vianense tendo a Câmara estado representada pela senhora Vereadora Vera Cardoso e pelo senhor Vereador Fadista, respectivamente. ---------------------------------------------------------------------------------------

--------- Informou ainda o senhor Presidente que reuniu hoje com a Associação Terra-Mãe, concretamente com o Presidente da Direcção, senhor João Penetra e com outro membro da mesma, professora Palmira. Foram apresentados os novos órgãos sociais, reafirmadas as prioridades da Associação e pedida ajuda à Câmara para as principais áreas de trabalho. A Câmara reafirmou a sua intenção de apoio ao investimento prioritário da Associação Terra Mãe, concretamente o Lar para apoio a jovens mães e respectivos filhos, embora encare a possibilidade de vir a prestar algum apoio na área das despesas correntes, à semelhança do que acontece com outras Instituições do concelho. O senhor Presidente da Direcção fez notar que esta Associação é diferente de todas as outras existentes no concelho pois agindo nas áreas sociais, da sua acção não provêm quaisquer receitas. Exemplificou com o GASAL – Gabinete de Acção Social de Alcáçovas e com a inserção no Projecto de Intervenção Precoce no Concelho. ------------------------------------- O senhor Presidente informou ainda que hoje, ao final da manhã, em conjunto com o senhor Vereador Costa da Silva, participou numa reunião na Câmara com a senhora Directora do Centro de Saúde de Viana, com a senhora Enfermeira Gertrudes e com o Chefe dos Serviços Administrativos do referido Centro de Saúde, senhor Fernando Viola. O primeiro objectivo da reunião foi informar que a partir de hoje está em funcionamento o novo edifício do Centro de Saúde. O segundo objectivo foi dar a conhecer os resultados da análise feita pela senhora Directora do Centro de Saúde relativamente à mudança do sistema de atendimento permanente para o sistema das consultas abertas. Na última reunião realizada, a senhora Directora havia dito que não se podia pronunciar sobre eventuais ganhos ou perdas para a população uma vez que não tinha elementos para tal. Agora, reunidos esses elementos, a senhora Directora do Centro de Saúde referiu que a mudança do sistema não agravou em nada a situação mas antes a melhorou. Exemplificou com o número de consultas dadas em 2006 e em 2007, respectivamente 30084 e 31485 o que do seu ponto de vista prova não ter havido redução da acessibilidade dos doentes aos cuidados de saúde. Disse o senhor Presidente que neste contexto foram pedidos outros elementos à senhora Directora que não estando de imediato em condições de os fornecer, referiu que eram contudo possíveis de disponibilizar, designadamente: -----------------------------------------------------

a) Número de consultas por meses, em 2006 e 2007, a fim de permitir mês a mês uma análise comparativa dos dois anos; -----------------------------------------------------------------------------------

b) Número de urgências efectivas, ou seja, número de pessoas atendidas em Évora e que supostamente lá se deslocaram por não terem tido possibilidades de serem atendidas no Centro de Saúde de Viana. ------------------------------------------------------------------------------------------------

O senhor Vereador Costa da Silva acrescentou terem ainda sido colocadas mais algumas questões às quais a senhora Directora do Centro de Saúde disse não saber responder, devendo ser dirigidas à Administração Regional de Saúde, designadamente: -----------------------------------------

a) Se as obras estão todas concluídas; ----------------------------------------------------------------------

b) Se a unidade de cuidados continuados vai ou não funcionar; -----------------------------------------

c) Se o edifício antigo vai ser entregue ao proprietário, recuperado ou tal como se encontra. -------

- Foram ainda transmitidas à senhora Directora do Centro de Saúde as insuficiências conhecidas na freguesia de Aguiar. Quer por ela própria quer pelo responsável dos Serviços Administrativos, foi dito que as dificuldades estão ultrapassadas quer a nível do pessoal administrativo quer a nível do pessoal médico e de enfermagem, confirmando a existência de consultas à Terça, Quarta e

Quinta-Feira. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- Pela senhora Enfermeira Gertrudes, residente na freguesia de Alcáçovas, foi dito não existirem quaisquer reparos na referida freguesia, tendo havido uma clara melhoria relativamente ao sistema anterior. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva disse ter transmitido nessa reunião que a contestação da população quanto à alteração do sistema se baseia em factos reais e não apenas na simples resistência à mudança. Referiu também que os números revelados pela senhora Directora não podem ser olhados isoladamente tendo sim que ser cruzados com outros elementos que permitam fazer uma análise em todas as vertentes pois o acréscimo de consultas de 2007 relativamente a 2006 pode não significar ganhos de eficácia pois 2006 pode ter sido um ano com insuficiência de pessoal médico, por exemplo. -----------------------------------------------------------------------------------

- Quer o senhor Presidente quer o senhor Vereador Costa da Silva realçaram a atitude positiva e muito séria da senhora Directora do Centro de Saúde ao disponibilizar-se para vir ao encontro da

Câmara transmitir as suas conclusões. Na opinião de ambos a senhora Directora revelou-se uma pessoa bastante sensata e segura nas suas afirmações o que à partida denota empenho e profissionalismo. -------------------------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Vereador Rui Gusmão, relativamente ao funcionamento do Centro de Saúde, disse que lhe têm chegado ecos de melhorias sentidas pelos utentes, uma vez que já não há manifestações de incómodos como numa primeira fase se verificou. Em sua opinião para este facto contribuiu quer a mudança da direcção do Centro de Saúde quer a sua coadjuvação pelo Director Clínico. Relativamente às comemorações do Feriado Municipal, o senhor Vereador Gusmão referiu que há tempos atrás, enquanto membro da Assembleia Municipal, participou nas arruadas então realizadas e confirma que efectivamente a participação da população era maior. Contudo, também é de opinião que o modelo actual é o que mais dignifica as comemorações, designadamente a sessão solene. Efectivamente verifica-se que pouca gente se dispõe a participar pelo que terá que ser encontrada uma forma de promover uma maior afluência das pessoas àquela cerimónia. Relativamente aos espectáculos que decorreram por ocasião das comemorações e a que teve oportunidade de assistir, disse o senhor Vereador Gusmão que os considerou todos de grande qualidade. Referiu que nunca tinha assistido à actuação dos grupos de dança do concelho tendo isso acontecido agora e tendo ficado bastante agradado com o nível dos mesmos, estando de parabéns as respectivas entidades. Disse ainda ter apreciado bastante o espectáculo do dia 13, concretamente com a Ala dos Namorados, sendo notória a alteração para melhor do comportamento do público, facto que concorre para que seja muito mais agradável assistir aos espectáculos. A este propósito o senhor Presidente disse que havendo agora um espaço digno para a realização dos eventos, também a Câmara tem feito um esforço no sentido de introduzir alguma disciplina na público assistente, nomeadamente evitando as entradas e saídas pela porta principal no decurso dos espectáculos. -----------------------------------------------------------------------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva disse que tendo este Feriado Municipal coincidido com o domingo, foi mais difícil mobilizar a população para a participação pois a data passou mais despercebida do que se coincidisse com um dia de semana. Como forma de promover uma maior participação na sessão solene do Feriado Municipal, sugeriu este Vereador que os convites possam ser extensivos a outras entidades que não só locais, designadamente um historiador ou alguém ligado ao municipalismo. Este facto poderia eventualmente potenciar uma maior participação das pessoas e dar até mais solenidade e realce às comemorações. -------------------------

- O senhor Vereador Costa da Silva apresentou uma Moção relativa à Nova Lei Autárquica elencando os seus aspectos negativos que em sua opinião concorrem para a prestação de um mau serviço à democracia. Tendo sido lida e analisada, foi pelo senhor Presidente posta a votação tendo sido aprovada por unanimidade. A sua divulgação será efectuada através da comunicação social devendo ser enviada às Comissões Politicas dos Partidos e aos respectivos Grupos Parlamentares.

 

Retirado da ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 23/01/2008 da CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO __________

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 15:30
| comentar

PONTOS DE VISTA (XIV)

Ponto dois) Informação sobre a actividade da Câmara – O senhor Presidente informou que, na sequência da revisão dos regulamentos de apoio financeiro às modalidades desportivas e às actividades culturais, foram realizadas duas reuniões com os agentes, respectivamente nos dias 20 (modalidades desportivas) e 21 (actividades culturais), para que se pronunciassem sobre os mesmos dando as suas sugestões e opiniões, tendo estas sido bastante participadas e também muito positivas. ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Informou também que no dia 22 se realizou uma reunião no Alandroal sobre o PROT, na qual esteve presente a senhora Vereadora Vera. -------------------------------------------------------------------

- Informou ainda o senhor Presidente que participou numa reunião com a Associação Equestre de Viana, sobre a possibilidade de realização ou não de uma tourada por ocasião da Feira D’Aires, tendo chegado à conclusão haver viabilidade para a realização da mesma. ------------------------------ Mais informou que ontem mesmo participou numa reunião no Governo Civil de Évora, onde estiveram também presentes o senhor Presidente da Assembleia Municipal e o senhor Presidente da Junta de Freguesia de Alcáçovas. Esta reunião foi solicitada à senhora Governadora Civil na sequência de uma deliberação tomada na sessão da Assembleia Municipal realizada a vinte e sete de Junho e que se relaciona com a segurança no concelho. Adiantou que no próximo dia cinco irá realizar-se uma outra reunião sobre o mesmo assunto com o senhor Tenente Coronel Jacob da Guarda Nacional Republicana. Informou não terem havido grandes alterações, tendo adiantado que a patrulha que estiver de serviço ao concelho assegura o seu patrulhamento durante doze horas, alternadamente em Viana e Alcáçovas, assegurando o Posto de Alcáçovas o respectivo patrulhamento durante oito horas. ------------------------------------------------------------------------------ Informou também o senhor Presidente que já foram abertas as propostas referentes à empreitada de execução dos passeios do Loteamento do Mauforo, tendo as mesmas sido em número de quatro. Verificou-se que a de mais baixo preço foi a apresentada pela firma Gestobras, Ld.ª (114.191,09 ). ---------------------------------------------------------------------------------------------------- A senhora Vereadora Vera referiu que, conforme informação já dada pelo senhor Presidente, esteve presente na reunião do PROT que se realizou no Alandroal, tendo adiantado que o objectivo da mesma era a emissão de um parecer relacionado com o mesmo. Dado o mesmo não ter sido conclusivo, referiu que ficou de ser agendada uma outra reunião sobre o assunto. -----------

- O senhor Vereador Marcos, em relação à segurança no concelho, disse ter depreendido pela informação do senhor Presidente que durante quatro horas diárias não há qualquer patrulhamento em Alcáçovas, tendo o senhor Presidente referido que efectivamente é a realidade mas que a G.N.R. garante que, durante todo esse tempo, em caso de necessidade, alguma outra patrulha o assegurará. Perguntou também este Vereador se o encerramento do Posto de Alcáçovas sempre se concretiza ou não e se o número de efectivos no mesmo sem mantém ou se vai ser aumentado. A este propósito o senhor Presidente referiu que, conforme informação dada, o Posto não vai encerrar. Quanto ao aumento de efectivos não foi dada qualquer informação em concreto. ----------

 

 

Retirado da ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 03/09/2008 da CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO __________

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 15:26
| comentar | ver comentários (1)

A ANARQUIA

 

 

A ANARQUIA

 

Anarquia, sinónimo da liberdade individual total ou do caos absoluto?

O anarquismo teve no final do século XIX e princípios do XX uma certa voga. Diziam os seus defensores que o homem podia viver numa sociedade sem governantes, sem polícias nem soldados, nem uma série de outros símbolos de poder.

Hoje temos o liberalismo, uma espécie de concessão ou progresso no sentido da libertação do Homem.

Falamos de governos liberais, de economia liberal, de costumes liberais, etc. Mas também falamos de regulamentação, de nacionalizações, de cartões de identificação ADN, de câmaras de vigilância nas estradas, nas ruas, nas lojas.

Também discutimos a segregação, apoiamos as uniões de facto, os casamentos homossexuais, apoiamos as crianças que batem nos professores e pomos polícias a vigiar as escolas.

Hoje ou há 100 anos, ou há mil, andamos a discutir e a actuar no sentido de dar ou tirar, permitir ou proibir certas “liberdades”.

Mas não é isto que eu quero aqui discutir com vocês.

Eu até sou um admirador do anarquismo ideal, assim como as pessoas que acreditam no Juízo Final, ou num Paraíso cheio de lindas virgens.

Pois não seria uma maravilha uma sociedade sem chefes, sem ministros, sem polícias? Onde cada um poderia fazer o que quisesse desde que não tirasse aos outros essa liberdade.

Impossível, mas bonito.

Pensar não custa nem é, ainda, regulamentado.

Mas este prefácio, algo anárquico, visa chegar ao seguinte:

Liberalismo ou regulamentação?

Mais de um ou mais do outro? Assim se definem muitos (todos) os partidos actuais. O que os distingue é o grau, a proporção.

Hoje, devido à crise financeira internacional, todos discutem este grau. Desde os liberais americanos, mais empedernidos, até aos socialistas mais regulamentadores, a discussão é muita.

Mas a questão que aqui quero levantar é a seguinte:

Será a regulamentação melhor que o liberalismo, será melhor ter 50% para cada lado ou o quê?

Mas será que a regulamentação (ou o liberalismo) são iguais para toda a gente?

Será que um governo, por exemplo o nosso (mas podia ser o da França ou dos EUA) regulamenta com o mesmo “detalhe”, com a mesma profundidade todas as actividades sociais ou económicas?

Terá a regulamentação o mesmo efeito, a mesma força, para um cidadão vulgar, ou para uma micro ou pequena empresa, ou para uma multinacional, um grande grupo, um grande banco?

Terão, o poder executivo, o poder legislativo e a justiça os mesmos critérios na elaboração das diversas regulamentações?

Terá a regulamentação financeira o mesmo efeito da regulamentação dos produtores de queijos artesanais?

Terá um “simples” cidadão o mesmo tratamento, as mesmas possibilidades de se defender do Estado em comparação com os membros do CA de uma grande gasolineira ou de um mega grupo financeiro?

Parece (e é) mais fácil regulamentar as actividades “menores”.

Regulamentar os poderosos é mais complicado e, até certo ponto, ineficaz porque as leis foram feitas para serem interpretadas, dilatadas, suspensas, complexas, incompreensíveis para a maioria dos mortais.

Leis, que só os grandes mestres do Direito conseguem interpretarem e nelas encontrar uma saída para os seus clientes.

O povo diz que quem tem dinheiro não vai preso, mas o pobre não escapa.

Descontados o exagero e até alguma injustiça deste aforismo popular temos que ver nele uma certa verdade.

Q que eu penso é que a regulamentação é necessária, mas desconfio que muitas vezes serve mais para proteger os poderosos e usar os mais fracos como bandeira propagandística da bondade da regulamentação.

O Estado, em certos países ou culturas, desconfia do cidadão. O cidadão é, em princípio, suspeito, perigoso, um ser que só pensa em enganar o Estado.

Já o grande empresário, ou o alto dirigente, ou o grande accionista, todos e tudo que representa poder têm um tratamento especial, reforçado pelo sistema judicial.

São, salvo prova em contrário, pessoas ou entidades cumpridoras, impecáveis e impolutas.

Mas afinal não serão todos feitos da mesma massa?

Dirão que sim, mas as massas levedam de forma diferente.

Não quero ofender ninguém, nem levantar falsos testemunhos. A vida é assim.

Acabo com uma vénia aos defensores do liberalismo no sentido em que este signifique, de facto, mais liberdade para todos os homens e mulheres.

Prefiro tropeçar no caminho para a liberdade total de cada um de nós, do que regressar a uma sociedade centralizadora, onde o individuo não seja mais do que uma peça, sem grande valor, submetido aos interesses dum colectivo, quase divino, que conduz o rebanho.

Antes o caos do que a “prisão”.

AC          

 

 

 

 

publicado por alcacovas às 11:32
| comentar

Mais uma Bengalinha - Esta para Estremoz

“Rodinhas Seguras/2008” encerra em Montemor-o-Novo
 

Decorre entre os dias 24 e 26 de Setembro a última actividade do projecto “Rodinhas Seguras” programada para 2008. A sessão oficial de encerramento decorrerá pelas 17h00 desta Sexta-feira, no Parque de Feiras e Exposições de Montemor-o-Novo.

No Parque de Feiras e Exposições de Montemor-o-Novo, crianças dos 3os e 4os anos do Ensino Básico dos Concelhos de Arraiolos, Montemor-o-Novo, Mora e Viana do Alentejo participam entre Quarta e Sexta-feira na última actividade do “Rodinhas Seguras” programada para 2008.


Este projecto de prevenção e segurança rodoviárias promovido pelo Governo Civil do Distrito de Évora está no terreno desde Março deste ano – a inauguração ocorreu no Parque de Feiras e Exposições de Estremoz e contou com a presença do Ministro da Administração Interna e do Secretário de Estado da protecção Civil, entre muitos outros convidados – sendo desenvolvido por uma parceria alargada que inclui Autarquias, Forças de Segurança (GNR e PSP), Protecção Civil (CDOS e Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários), Direcção Regional de Educação do Alentejo, Centro Distrital de Segurança Social de Évora, Escola Profissional da Região Alentejo, BRISA e JUMICAR.

O “Rodinhas Seguras” abrangeu todos os concelhos do Distrito e envolveu mais de 3.000 crianças, às quais se juntaram um grande número de pais, professores e auxiliares de acção educativa. O sucesso do projecto, construído por todos os que dele participaram, ditou a sua prossecução para 2009, estando neste momento a equipa do Governo Civil a trabalhar os moldes estruturais que procurarão garantir a sustentabilidade da intervenção futura, passando esta natural e indubitavelmente pela lógica de parceria e colaboração que permitiu atingir os bons resultados alcançados.
 

Visto no http://www.jfreguesias.com

 

Um projecto para o Distrito, no entanto lá vai mais um ministro a um concelho governado pelo PS. Dá sempre jeito uma bengalinha!

 

Sr Ministro, porque não vem a Viana do Alentejo.

 

A malta gosta de ver cá ministros, sobretudo aqueles que fazem alguma coisa.

 

Olhe, se quiser não venha.

 

Editado por António costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 00:04
| comentar
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Informação e Sugestão

A informação é, sobretudo para os habitantes das terras do nosso concelho que, muitas vezes desconfortáveis ou mesmo inseguros por circular à noite na sua povoação, acabam por deixar de fazer o que o seu ímpeto inicial ditava, por não se sentirem minimante seguros a andar por ruas ermas  e sombrias. Outro dia a sair mais tarde das Alcáçovas notei que a rua de São Pedro, entre o cruzamento dos Correios e o cruzamento do Campo do SCA, estava quase toda ela escura como o breu. Assim sendo, e como nos devemos responsabilizar por aquilo de que usufruímos, deixo aqui um endereço da EDP criado especificamente para reclamações deste género. Eu já fiz a minha parte!!

 

A sugestão é para a GNR, pois muitas vezes esta, ao fazer a sua ronda sentirá forçosamente dificuldades acrescidas por sentir que as ruas não têm a devida iluminação. A GNR, mais que um cidadão comum, tem mais responsabilidades em fazer chegar a quem de direito este tipo de reclamações. Mas quando o povo é de brandos costumes, não se pode esperar muito das suas instituições...

 

Um abraço a todos

 

 

Frederico Nunes de Carvalho

publicado por alcacovas às 20:50
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Para onde vamos?

Arquivos

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

De onde nos visitam?

outils webmaster
contador

Pesquisar neste blog