Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Curioso: Fotos de Alcáçovas no Canalacores.com

Convento das Conchas- Alcáçovas

 

Convento das Conchas- Alcáçovas

 

Convento das Conchas- Alcáçovas

 

Convento das Conchas- Alcáçovas

 

Alcáçovas

 

Retirado do http://www.acores.net/

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 22:10
| comentar | ver comentários (2)

VIII MOSTRA DE DOÇARIA

ALCÁÇOVAS

"ECONOMIA [21 NOV] »» A partir de 7 de Dezembro, Alcáçovas acolhe, pelo oitavo ano consecutivo, a Mostra de Doçaria, organizada pela Câmara Municipal de Viana do Alentejo.


Vinte e cinco doceiras e doceiros oriundos de vários pontos do País participam num certame onde as dietas ficam à porta de uma mostra de doçaria tornou-se um espaço de exposição e divulgação da doçaria conventual e palaciana, onde se encontrarão as tradicionais sardinhas albardadas, amores de Viana, bolo tão bom como tão bom, bolo conde de Alcáçovas, pão de rala, entre outras.


A par dos doces e do convívio entre os vários participantes, os sons tradicionais vão marcar presença, mais uma vez, estando já confirmada a presença do Grupo Alencanto, no sábado, ao final da tarde.


A VIII Mostra de Doçaria de Alcáçovas pode ser visitada entre 7 e 9 de Dezembro, entre as 14 e as 23 horas, excepto no dia da inauguração que abre ao público apenas às 18 horas."

 

Notícia Retirada do Site do Brados do Alentejo

Editada por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 21:42
| comentar

mostra de doçaria

mostra de doçaria

 

Foto de Joaquim Filipe Bacalas

Retirada do Olhares.com

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 21:31
| comentar

UMA VIAGEM DO EQUADOR AIÉ AO BRASIL

 

Rio das Flores - Miguel Sousa Tavares


 

"Sevilha, 1915 - Vale do Paraíba, 1945: trinta anos da história do século XX correm ao longo das páginas deste romance, com cenário no Alentejo, Espanha e Brasil. Através da saga dos Ribera Flores, proprietários rurais alentejanos, somos transportados para os anos tumultuosos da primeira metade de um século marcado por ditaduras e confrontos sangrentos, onde o caminho que conduz à liberdade parece demasiado estreito e o preço a pagar demasiado alto. Entre o amor comum à terra que os viu nascer e o apelo pelo novo e desconhecido, entre os amores e desamores de uma vida e o confronto de ideias que os separam, dois irmãos seguem percursos diferentes, cada um deles buscando à sua maneira o lugar da coerência e da felicidade.

 

Rio das Flores resulta de um minucioso e exaustivo trabalho de pesquisa histórica, que serve de pano de fundo a um enredo de amores, paixões, apego à terra e às suas tradições e, simultaneamente, à vontade de mudar a ordem estabelecida das coisas. Três gerações sucedem-se na mesma casa de família, tentando manter imutável o que a terra uniu, no meio da turbulência causada por décadas de paixões e ódios como o mundo nunca havia visto. No final sobrevivem os que não se desviaram do seu caminho"

 

Retirado da Webbom.pt

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 20:10
| comentar

FIM-DE-SEMANA DO SCA

SÉNIORES

1ª Divisão série A
02/02/07 - 15:00H

Alcaçovense - Giesteira
Valenças – Luso Morense
Arraiolense – Santana do Campo
Brotense – Canaviais
Fazendas do Cortiço – Aguiar.

 

INFANTIS

 
01/02/07 - 10:30H

Morense - Alcaçovense

 

Pela Direcção do SCA

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:31
| comentar
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

NOVA LEI AUTÁRQUICA – SERÁ QUE GOLIAS VAI ENGOLIR DAVID?

A nova Lei Autárquica que está a ser preparada pelos dois grandes partidos portugueses (PS e PSD) tem alguns aspectos que merecem a nossa reflexão.

 

Uma das grandes mudanças desta nova Lei tem a ver com a possibilidade dos partidos que ganhem as eleições autárquicas possam escolher os seus executivos, mesmo sem terem maioria absoluta. Significa que basta ganhar (com maioria ou sem maioria) para se poder governar uma autarquia com toda a tranquilidade, ou seja, significa que os outros partidos, mesmo que, em conjunto, sejam maioritários, nada podem decidir sobre o futuro da autarquia.

 

A pergunta que fica é a seguinte: afinal para que vão servir os vereadores da oposição?

 

Também desta forma, o partido ganhador vai escolher a equipa executiva. Na prática significa que vão escolher as pessoas que vão gerir a autarquia, sem que estas estejam sujeitas ao sufrágio eleitoral.

 

Outra pergunta: afinal não é comum dizer-se que, nas eleições autárquicas, o voto é nas pessoas e não nos partidos? E que esta proposta não é precisamente o contrário?

 

Outro aspecto bastante importante está relacionado com o reforço de poderes que vai ser dado às Assembleias Municipais. Estas vão decidir as principais questões do concelho. Podem até destituir um executivo camarário.

 

Como é sabido o exercício do deputado municipal não é realizado a tempo inteiro (recebe uma pequena senha de presença). Normalmente, são pessoas que têm as suas profissões e que participam nas assembleias quando convocados. Em regra não estão preparados (sobretudo pela falta de tempo) para tratar das grandes questões concelhias, muito menos de uma forma aprofundada.

 

Então fica a pergunta: será que os deputados municipais estão preparados para assumir estas grandes e novas responsabilidades?

 

Será que não seria mais importante procurar formas mais criativas de participação activa por parte das populações? Não será mais importante promover a cidadania em vez da burocratização do sistema?

 

Será que desta forma não estamos a esmagar as minorias? Será que não foram sempre as minorias que mover as sociedades?

 

Desta forma, não seria preferível escolher gestores/tecnocratas para gerir as autarquias em vez de políticos?

 

Será que este conceito está de acordo com uma sociedade democrática e moderna?

 

Deixo estas questões, porque me parece que este assunto não pode ser tratado da forma introvertida como os dois principais partidos políticos portugueses o estão a desenvolver.

 

Daqui a pouco tempo vai estar em vigor esta nova Lei que terá consequências na vida de todos nós. Por isso mesmo merece uma discussão exaustiva e séria.

 

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 18:52
| comentar

Assembleia Municipal. Próxima?

Algum dos colegas de blogue ou dos leitores do mesmo me sabe informar se no próximo mês de Dezembro sempre há Assembleia Municipal?

Já agora, desculpem-me o abuso, mas peço também o dia, hora e local, por favor.

Um abraço,

 

Frederico Carvalho

 

publicado por alcacovas às 03:41
| comentar | ver comentários (1)

A tal urbanização!!

Nova urbanização em fase de construção, junto do largo do Poço Novo, nas Alcáçovas.

 

Como não vislumbrei qualquer sinal de acompanhamento arqueológico no terreno, nem obtive aqui, neste espaço qualquer esclarecimento oficial, elaborei um portfólio fotográfico que enviei para o arqueólogo do extinto IPA, actual IGESPAR, visto ser essa a minha obrigação enquanto técnico de património cultural e ter um carinho muito especial por uma terra repleta de história, tradição e património, que a CMVA teima em considerar.

Qualquer alcaçovense tem plena consciência da dimensão histórica e patrimonial da sua terra e, por isso mesmo, não precisaria de se apoiar na rica monografia do rev. padre-reitor Joaquim Pedro de Alcântara, de 1890 e que, a esparsos trechos, refere:

«Alcacevas, alcassovas ou Alcaçovas, é uma importante villa do districto...Sabe-se porem que, no tempo dos romanos, foi uma famosa cidade chamada Castraleucos..a qual os mouros tomaram e n´ella exerceram larga dominação mudando-lhe o nome para Alcaçovas...tudo leva a crer que a moderna Alcaçovas occupa a situação da natiga cidade de Castraleucos. Ainda hoje, na indicada viila das Alcaçovas, há uma rua chamada do Castello, e nas proximidades da mesma, para o lado norte, existiu, segundo a tadicção, um castello, que dominava uma vastissima distancia ao norte e nascente, encontrando-se por aquelles sitios, vestigios de antigas edificações...»

Obviamente que este trechos não provam a existência de estruturas os vestígios arqueológicos na sita zona, no entanto são demonstrativos das muitas interrogações que pairam no ar sobre a fundação desta bela vila e de ocupações mais ancestrais. Não seria da maior prudência e, simultaneamente sinal de um vigorosa aposta na valorização patrimonial do concelho, a CMVA acompanhar directamente este tipo de obras que exigem remoção de terras do subsolo em zona tão sensível quanto é o centro histórico das Alcáçovas? Ou então pedia-se maior rigor na aprovação de licenças para este tipo de obras, salvaguardando a questão patrimonial/arqueológica!!

 

Se a CMVA realmente teve em conta este tipo de exigências e, ou tem um arqueólogo seu que regulamente se desloca ao terreno e supervisiona as ditas obras, ou se, no caso de não ter, obrigou a empresa adjudicada a ter um técnico na área, muito bem, aplaudo, caso contrário, espero que este exemplo sirva para lições futuras!!

 

Saudações a todos,

 

Frederico Carvalho

publicado por alcacovas às 02:36
| comentar | ver comentários (3)
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

A LENDA DO “MORRO BRÁS”

(Fantasiada por mim)

 

Pairava novamente no ar aquela velha sensação, todos a sentiam como uma má premonição. O ar gélido que percorria todas as artérias do corpo contrastava com aquela atmosfera tão quente e húmida de São Nicolau. Era uma péssima sensação.

 

Ouvia-se ao longe os uivos dos cães e todas as aves desapareciam rapidamente. As nuvens avolumavam-se, escurecendo o céu, emitindo trovões exageradamente assustadores. Tudo era penumbra.

 

Fora inscrito e reinscrito em velhos palimpsestos que, quando o Brás passava por ali, havia um prenúncio de desgraça. De repente, ouvia-se com uma grande nitidez o assobio do Brás. Tudo se transformava num ambiente de terror.

 

Os mais velhos entoavam cânticos e os mais novos choravam sem saber porquê. Entrava-se num compungido estado, onde tudo era medo.

 

Sabiam que o Brás e o seu assustador assobio teria que ser calado. Ninguém queria adivinhar as desgraças futuras. Aquele assobio era isso mesmo.

 

Também sabiam que se matassem o fantasma do Brás, teriam cem anos de grande pobreza. Ainda assim, ninguém conseguia suportar aquele assobio que anunciava o terror.

 

Um dia, no primeiro de Fevereiro de 1909, conseguiram seduzir o fantasma do Brás com a música saída de uma gaita de um pastor. A música era tão eloquente que o Brás não lhe conseguia resistir.

 

Desta forma, foi possível atrair o fantasma do Brás para a colina mais alta daquela zona de São Nicolau. Só assim seria possível fazer desaparecer o Brás com o seu maldito assobio.

 

O Brás caiu do morro mais alto. Morreu para sempre aquele fantasma e o seu malvado assobio. Morreu no embate com o seu próprio eco.

 

Quando ele se desfez o povo gritou em uníssono: Morra o Brás.

 

Infelizmente, aquela morte não agoirava nada de bom. Ainda assim, os habitantes daquela aldeia, que se passou a chamar de Morro Brás, preferiam viver sem aquele medo que escurecia o futuro.

 

Segundo a lenda, daqui a pouco termina o período obscuro que tem vivido o Morro Brás e perspectiva-se um lindo futuro, onde as terras serão mais férteis e as pessoas mais felizes.

 

Esta é a lenda do Morro Brás, por mim fantasiada.

 

Dedico-a aos amigos que fiz em São Nicolau.

 

 

António Costa da Silva

 

Alcáçovas, 28 de Novembro de 2007

publicado por alcacovas às 21:35
| comentar

Portugal desce uma posição no índice de desenvolvimento humano da ONU

Portugal ocupa a 29ª posição no índice de desenvolvimento humano das Nações Unidas com 177 países, registando a queda de uma posição em relação ao ano passado, segundo o relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), publicado hoje, que este ano é dedicado às Alterações Climáticas.
Retirado do Logo
Editado por António Costa da Silva
publicado por alcacovas às 13:07
| comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Malta do Andamento, continuação

As travessias dos "rios caudalosos" foram feitas sem dificuldades de maior.

 

 

 

O grupo mostra-se para o álbum (falta o fotógrafo, Fabi ).

 

 

 

De regresso o pelotão estica-se um bocado.

 

 

 

 

Uma paisagem bonita, um cantinho como tantos numa terra com um património

natural tão rico quanto menosprezado. 

 

 

 

Dois cabritos, perdidos da mãe. Foi uma oportunidade para darmos um pequeno contributo à felicidade dos pobres animais perdidos da mãe. Lá conseguimos abrir uma passagem na cerca de arame, para eles passarem, quando a mãe se aproximou à procura das crias. 

 

 

 

E, no fim do passeio, uma "mancha" triste, no encanto desta paisagem.

Um caneiro ao ar livre, aproveitando uma linha de água, para despejar porcaria, com um cheiro nauseabundo. 

Onde estão as nossas ETARES ? Como é triste ver tanta poluição.

 

 

 

AC

publicado por alcacovas às 21:45
| comentar

Malta do Andamento, 25 Novembro

 

Ontem fomos até ao Pêgo da Fonte, mais um passeio bonito e saudável.

É uma riqueza, campos, ribeiras, colinas, árvores, plantas várias, aves lindas, tanta coisa que, talvez, por estar aqui tão junto de nós, esquecemos.

O ar puro, a cavaqueira amena, o lanche simples tudo se conjuga de forma perfeita. Somos uns privilegiados .

Desta vez o grupo teve 9 participantes. Andámos cerca de 10 km.

Amanhã editarei algumas fotos deste passeio

Estamos a entrar em Dezembro, mês de festas, mês da família e dos amigos.

Assim os amigos do grupo Malta do Andamento, e quem mais se quiser juntar a nós, vai reunir-se no dia 9 de Dezembro, com duas actividades programadas:

 

- Caminhada do Natal, com partida pelas 08.30, do local do costume (quiosque do Chencho ).

- Almoço de confraternização no S . C. Alcaçovense , pelas 13.30.

 

Para este almoço pedimos a todos os interessados que assegurem a sua marcação, até ao dia 7. Falem com o  Fabi ou comigo.

 

AC

 

Acrescento eu (peço desculpa pela intrusão)

 

Declaração de Amor Alentejana

 

Minha querida magana..

Desda aquela vez da palha naquele montee

Que aqui ficastes escarrapachada na minha alembradura.

Atão na foi tão bom? Diz laa?

 

Condolho pra ti com esses bêços de mula,

O mê coração prega purradões nas costelas,

Parece um trator a arrencar ecaliptos naquela charneca.

 

Se mamares comé aamo,

Se machares come tacho

Vamos pedir a tê pai cacete o nosso acasalamento.

 

Gosto de ti, pôrra!

 

Apresentada pela D. Gertrudes

A. C. Silva

 

 

 

 

publicado por alcacovas às 20:54
| comentar

FEIRA DO MONTADO

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:10
| comentar

Isto porque é segunda-feira!

Um paciente que sofre de diabetes diz para o Doutor:


- Soutor! Já consegui resolver o problema dos diabetes...


- Ah sim? E como?


- De manhãzinha ainda em jejum, ponho uma colher de mel na boca e aí os diabetes vêem à babuje porque são muita gulosos, e quando menos esperam...pimba! Espeto-lhes com dois bagaços na boca que eles morrem todos! (O médico não queria acreditar que o paciente estava a falar a sério).

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 11:35
| comentar

Vamos todos saber as dívidas do Estado, câmaras municipais, institutos públicos...

Acredito que a CMVA não tenha credores atrás de si, mas como diz o ditado, quem não deve não teme!! E acresce que o Estado português tem sim, muitas dívidas e não pratica o mesmo princípio que exige a quem lhe deve. E porque essa deveria ser uma forma de dissuadi-lo de acumular dívidas a empresas, muitas delas que acabam por falir por esses montantes chegarem tarde e a más horas, não posso deixar de concordar com esta petição, lançada pelo CDS-PP. Quanto aos outros partidos, devem todos subscrevê-la e, quanto muito, lamentarem-se por não terem tido argúcia e engenho suficientes para pô-la em prática!! 

Todos beneficiam com esta iniciativa e com a consequência que poderá gerar. Talvez haja um único lesado: o Estado! Mas essa seria, infelizmente, uma boa notícia para os contribuintes portugueses.

 

Cumprimentos a todos,

 

Frederico Carvalho

publicado por alcacovas às 01:24
| comentar
Domingo, 25 de Novembro de 2007

Resultados da 1ª Divisão Série A e Infantis

RESULTADOS DISTRITAL DE ÉVORA

25/11/07

 

1ª Divisão Série A

Giesteira 4 – Cabrela 0
Luso Morense 1 – Alcaçovense 1
Santana do Campo 1 – Valenças 2
Canaviais 2 – Arraiolense 1
Aguiar 1 – Brotense 4.

 

Classificação:
1º Morense 16
2º Cabrela 15
3º Valenças 15
4º Arraiolos 13
5º Giesteira 11
6º Alcaçovense 9
7º Canaviais 8
8º Cortiço 5
9º Brotense 3
10º Santana 2
11º Aguiar 1

 

Infantis

Alcaçovense 3 - Monte do Trigo 3

 

Pela Direcção do SCA

António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:45
| comentar | ver comentários (1)
Sexta-feira, 23 de Novembro de 2007

Frase do Dia

"E posto que viver me é excelente cada vez gosto mais de menos gente"

Agostinho da Silva


Lembrada por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:42
| comentar | ver comentários (2)

FOI Só DIZER QUE AS EMPRESAS GRANDES FOGEM AO FISCO!

 

Pronto. Pronto! Não fogem nada.

 

Mal disseram que as empresas grandes fogem ao fisco, começaram a zangar-se os senhores "grandes" empresários.

 

Pronto! Pronto! Não se zanguem. A rapaziada sabe que voçês são muito sérios.

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:36
| comentar

FISCHER BOEL ELOGIA PROGRAMA LEADER

"A comissária europeia Mariann Fischer Boel garantiu, em Évora, que a iniciativa comunitária Leader, de desenvolvimento rural, é "uma das histórias de sucesso" da União Europeia, porque envolveu as comunidades locais e gerou novos empregos e serviços.O Leader, disse, "proporcionou empregos, melhorias nos territórios, novos serviços e, em suma, fez com que a vida das pessoas se tornasse melhor, através de novas ideias e parcerias"."

 

 

Retirado do http://www.antenasul.net/news.php

 

O Programa Leader tem sido, sem dúvida alguma, uns dos principais instrumentos de apoio a iniciativas no meio rural. É justo o elogio.

 

imagem de topo

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 19:28
| comentar

FIM-DE-SEMANA DO SCA

 

DISTRITAL DE ÉVORA

SÉNIORES

1ª Divisão Série A

25/11/07 (15h)

Giesteira – Cabrela
Luso Morense – Alcaçovense
Santana do Campo – Valenças
Canaviais – Arraiolense
Aguiar – Brotense.

INFANTIS

 

24/11/07 (10h)

 

Alcaçovense - Monte do Trigo

CAMINHADAS

Domingos às 9:00h no Jardim Público

 

Pela Direcção do SCA

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 19:19
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Para onde vamos?

Arquivos

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

De onde nos visitam?

outils webmaster
contador

Pesquisar neste blog