Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

Estudo encomendado pela ANMP

A  ANMP , Associação Nacional dos Municípios Portugueses encomendou um estudo à Delloit , que pode ser consultado no site da ANMP .

Entre muitos dados e informação cito alguns para reflexão:

- Cada empregado municipal, média nacional, falta 22 dias por ano. Um mês completo.

- 55% dos colaboradores municipais têm 6 ou menos anos de escolaridade.

-63% do investimento tem carácter social.

O estudo e a própria ANMP acentuam a necessidade de uma reforma urgente e profunda do poder local.

Eu acredito que o poder local deverá ter mais autonomia, mais capacidades, mais responsabilidade e, consequentemente, uma maior participação e influência no desenvolvimento do País.

Mas a reforma é indispensável. Se não se mudar bem podem eliminar uma quantidade de Câmaras e gerir o país a partir de organismos centrais.

AC  

publicado por alcacovas às 18:59
| comentar | ver comentários (1)

ILHA

Deitada és uma ilha E raramente
surgem ilhas no mar tão alongadas
com tão prometedoras enseadas
um só bosque no meio florescente

promontórios a pique e de repente
na luz de duas gémeas madrugadas
o fulgor das colinas acordadas
o pasmo da planície adolescente

Deitada és uma ilha Que percorro
descobrindo-lhe as zonas mais sombrias
Mas nem sabes se grito por socorro

ou se te mostro só que me inebrias
Amiga amor amante amada eu morro
da vida que me dás todos os dias




    David Mourão-Ferreira

Editada por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:35
| comentar
Domingo, 30 de Julho de 2006

***

Ainda sobre a nova lei das finanças locais.

Armando Esteves Pereira, hoje no Correio da Manhã

 

rmgv

publicado por alcacovas às 17:30
| comentar

Uma frase

Só uma pequena frase, não é nova, mas tem piada e sentido.

 

Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente... e pelas mesmas razões!

AC

publicado por alcacovas às 11:51
| comentar
Sábado, 29 de Julho de 2006

FOTOS DE AGATHA KATZENSPRUNG

photo.JPGbaby.jpg

devia.jpgchr1_2.JPG

Quis partilhar a qualidade desta artista.

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 21:03
| comentar

Portugal e o Islão

No ano 711, da era de Cristo, começou a invasão da Península Ibérica pelos muçulmanos, que em 712 tinham praticamente invadido toda a Península. Isto passados menos de 100 anos após Maomé ter começado a pregar a restauração e a aperfeiçoar o conhecimento da verdade.....

Passados cerca de seis séculos Portugal, entretanto constituído , concluiu a reconquista em 1250, expulsando os muçulmanos do "nosso"  Al Andalus .

A Espanha concluiu a sua reconquista um pouco mais tarde, em 1296.

Passados mais de 7 séculos alguns leaders muçulmanos, sunitas, vêm reclamar como seus a Península Ibérica, a Sicília, o sul de Itália, os Balcans e as ilhas do Mediterrâneo e, claro, todo o Norte de África e todo o Médio Oriente.

Afinal parece que não é apenas Israel que tem que ser recuperado.

Não acredito que a maioria dos muçulmanos se reveja nesta teoria, mas lá que é assustadora, é.

Todos estes territórios são, na opinião desses ideólogos, parte do mundo (Império) muçulmano. Entre eles, por exemplo, um membro da Irmandade Muçulmana, Qaradawi e um membro da Al Qaeda .

Diz o dirigente religioso acima citado: "O Islão voltará à Europa como conquistador e vitorioso, depois dela ter sido expulso duas vezes, uma da Andaluzia e outra de Atenas"

Isto está complicado.

AC

publicado por alcacovas às 16:05
| comentar
Sexta-feira, 28 de Julho de 2006

Cortejo de Oferendas

Programa do Cortejo de Oferendas:

 

09:00H Abertura dos Museus do Chocalho e dos Trajes de Tauromaquia do cavaleiro João Branco Núncio
18:00H Cortejo de Oferendas pelas principais artérias da Vila
20:00H Abertura das Tasquinhas e da Quermesse no Largo da Gamita
20:30H Chegada do Cortejo ao Largo da Gamita
22:30H Arraial Tradicional com o "Duo Mauricios"

 

A Associação Terra Mãe no e-mail que teve a gentileza de me enviar, informa também que no Cortejo vão estar representados cerca de 23 ofícios em carros alegóricos, vários figurantes e 10 grupos corais.

 

Aproveito para desejar que o Cortejo seja um sucesso visto que a causa que serve é nobre.

rmgv

publicado por alcacovas às 17:08
| comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 27 de Julho de 2006

CORTEJO DE OFERENDAS

É já neste sábado que se realiza o cortejo de oferendas em Alcáçovas, não tendo eu o programa gostaria de deixar aqui um pedido para que o mesmo seja enviado a mim ao a qualquer outro editor do blog. Para assim seja aqui publicado e desta forma se poder divulgar ainda mais esta importante iniciativa que se vai realizar na nossa terra.

rmgv

publicado por alcacovas às 19:44
| comentar

Espantoso

Segundo informação dos nossos media a BP (Petróleos) declarou ter tido, no primeiro semestre deste ano, lucros de:

9 mil milhões de euros

Acima dos lucros de 2005 (1º semestre) apesar do aumento do preço do "crude" e ainda com uma quebra da produção de cerca de 2%.

Quanto mais sobe o preço do petróleo, mais eles ganham.

E, acrescente-se , quanto mais eles (as empresas petrolíferas), mais ganha o Estado (impostos).

Afinal quem perde?

Voltando aos lucros da BP, feitas as contas, são mais de 2 milhões de euros por hora.

Por hora!

Estes lucros de 9 mil milhões, em 6 meses, irão quase de certeza, chegar a 18 ou mais milhares de milhões no fim do ano.

Para se ter melhor noção do peso destes números fiz umas comparações rudimentares:

Em Portugal as 10 maiores empresas, cotadas em bolsa, em 2005 tiveram lucros no total de:

4,767 mil milhões, pouco mais de 1/4 da BP.

O PIB português (toda a produção anual dum país com cerca de 10 milhões de habitantes) foi em 2005 de cerca de 126 mil milhões, apenas 7 vezes mais do que o "lucro" (não a produção) de um grupo privado.

O que estará mal, ou será surpreendente , não é a BP ter grandes lucros (de que pagará grandes impostos ao país onde está sediada), mas sim o sermos nós tão "pobres" e tão pouco produtivos.

Mas vamos melhorar.

Sem inveja, mas com ambição. Ambição para ganhar mais, para criar mais riqueza, para melhorarmos o nosso nível de vida.

AC

 

publicado por alcacovas às 17:55
| comentar | ver comentários (3)

ZDZISLAW BELSINSKI

d9

 

Um artista que vale a pena conhecer.

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 16:32
| comentar
Terça-feira, 25 de Julho de 2006

TROVA DO VENTO QUE PASSA

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais? Ninguém diz.

Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.

Pergunto à gente que passa
por que vai de olhos no chão.
Silêncio -- é tudo o que tem
quem vive na servidão.

Vi florir os verdes ramos
direitos e ao céu voltados.
E a quem gosta de ter amos
vi sempre os ombros curvados.

E o vento não me diz nada
ninguém diz nada de novo.
Vi minha pátria pregada
nos braços em cruz do povo.

Vi minha pátria na margem
dos rios que vão pró mar
como quem ama a viagem
mas tem sempre de ficar.

Vi navios a partir
(minha pátria à flor das águas)
vi minha pátria florir
(verdes folhas verdes mágoas).

Há quem te queira ignorada
e fale pátria em teu nome.
Eu vi-te crucificada
nos braços negros da fome.

E o vento não me diz nada
só o silêncio persiste.
Vi minha pátria parada
à beira de um rio triste.

Ninguém diz nada de novo
se notícias vou pedindo
nas mãos vazias do povo
vi minha pátria florindo.

E a noite cresce por dentro
dos homens do meu país.
Peço notícias ao vento
e o vento nada me diz.

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.

Manuel Alegre

Tornou-se numa das mais famosas musicas no 25 de Abril quando cantada por Adriano Correia de Oliveira.

Edirado po António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 10:55
| comentar | ver comentários (4)
Segunda-feira, 24 de Julho de 2006

CORTEJO DE OFERENDAS

Pode ver hoje na RTP1 às 15h e 30m no Programa Portugal no Coração uma forte representação das Alcáçovas, com o objectivo de divulgar o Cortejo de Oferendas que irá decorrer no próximo fim-de-semana.

Esta iniciativa está a ser desenvolvida pela Associação Terra Mãe em parceria com a Fundação Terra Mãe.

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 15:09
| comentar
Domingo, 23 de Julho de 2006

CLASSIFICAÇÃO FINAL TORNEIO DE FUTSAL NO TORRÃO

1º - TORINO;

2º - TORPEDO;

3º - CAIXA AGRÍCOLA VIANA DO ALENTEJO;

4º - SPORT CLUB ALCAÇOVENSE/PIMENTÃO MORITA.

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 10:51
| comentar
Sábado, 22 de Julho de 2006

RESULTADOS NO TORNEIO DE FUTSAL NO TORRÃO

Resultados das Meias Finais

Torino 9 - Caixa Agrícola Viana do Alentejo 4

Sport Club Alcaçovense / Pimentão Morita 2 - Torpedo 2

(desempate deste jogo através de grandes penalidades e o Torpedo ganhou ao SCA / Pimentão Morita por 6-5)

 

Hoje joga-se:

às 21 h - Para apurar o terceiro e quarto lugares

SCA / Pimentão Morita - Caixa Agrícola Viana do Alentejo

às 22 h - Para apurar o primeiro e segundo lugares

Torino - Torpedo

 

Editado por António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 16:45
| comentar
Sexta-feira, 21 de Julho de 2006

FEIRA DAS ALCÁÇOVAS / FEIRA DO CHOCALHO

Abrir

Encontro de pastores para trocar os chocalhos

O Município do Fundão em parceria com a Junta de Freguesia de Alpedrinha passaram a organizar a Feira dos Chocalhos, com o subtema da transumância.

Apesar de nunca ter havido forte participação por parte dos chocalheiros das Alcáçovas na antiga Feira dos Chocalhos em Alcáçovas, parece-me que não foi muito positivo ter perdido este tema.

Bem sei que a fira franca (Feira das Alcáçovas) é mais antiga, mas quando se propôs ser denominada de Feira do Chocalho, pareceu-me uma excelente ideia. Hoje em dia procura-se um tema para as feiras, quer por razões de marketing, quer até para obter financiamentos comunitários.

Os chocalhos e os chocalheiros " identificam-se com os alcaçovenses e essa identificação, que é também cultural, não se pode perder.. Apesar deste artesanato não atravessar os melhores dias, existem iniciativas bastante interessantes que merecem ser apadrinhadas.

A Feira poderia ser uma boa oportunidade, porque, pelo menos no Alentejo, quando se falava da Feira dos Chocalhos toda a gente a identificava como sendo em Alcáçovas.

Fica a ideia.

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 13:40
| comentar | ver comentários (16)

ALCÁÇOVAS ANTIGA - FOTOGRAFIAS

Vou lançar um desafio.

Podemos criar um campo neste blog de fotografias antigas de Alcáçovas.

Dou um exemplo: aproveitando a oportunidade lançada no último tema do Ricardo Vinagre - A Feira das Alcáçovas - era interessante colocar fotografias das realizações de algumas décadas atrás.

Neste campo poderão ser colocadas fotos relacionadas com eventos, património, personalidades e entidades, etc.

Para facilitar poderão usar os nossos email (que estão no blog) e nós passaremos a divulgar.

Espero que considerem esta questão.

António Costa da Silva

 

publicado por alcacovas às 13:18
| comentar
Quinta-feira, 20 de Julho de 2006

FEIRA DE ALCÁÇOVAS 2006

Começa amanhã mais uma Feira de Alcáçovas. Sendo uma das festividades mais importantes da nossa terra já mais poderia deixar de ter o seu devido destaque neste espaço.

Para além das exposições e da tourada realizada anualmente, vão-se realizar espectáculos musicais, no dia 21 com Pedro Miguéis a partir das 22 horas, no dia 22 quem faz as honras são os grupos da terra, a partir das 19 horas e no ultimo dia será a vez de Marco Paulo subir ao palco para os espectáculo de encerramento.

Para quem não conhece, a Feira realiza-se no largo da Gamita e é muito fácil de lá chegar quem vem de Évora encontrará certamente uma indicação antes de entrar em Alcáçovas para vir à esquerda. Se pelo contrário vier de Montemor ou do Torrão só tem que atravessar a vila pela rua principal e seguir até à última rotunda e ai irá certamente encontrar indicações que o irão conduzir até recinto.

Bom fim, resta-me desejar a todos os alcaçovenses e àqueles que nos visitarem uma boa Feira e que esta sirva para que todos fiquemos a conhecer um pouco melhor esta bela vila que é Alcáçovas.


rmgv
publicado por alcacovas às 18:37
| comentar

PEDRA FILOSOFAL

 

Eles não sabem que o sonho

é uma constante da vida

tão concreta e definida

como outra coisa qualquer,

como esta pedra cinzenta

em que me sento e descanso,

como este ribeiro manso

em serenos sobressaltos,

como estes pinheiros altos

que em verde e oiro se agitam,

como estas aves que gritam

em bebedeiras de azul.

 

eles não sabem que o sonho

é vinho, é espuma, é fermento,

bichinho álacre e sedento,

de focinho pontiagudo,

que fossa através de tudo

num perpétuo movimento.

 

Eles não sabem que o sonho

é tela, é cor, é pincel,

base, fuste, capitel,

arco em ogiva, vitral,

pináculo de catedral,

contraponto, sinfonia,

máscara grega, magia,

que é retorta de alquimista,

mapa do mundo distante,

rosa-dos-ventos, Infante,

caravela quinhentista,

que é cabo da Boa Esperança,

ouro, canela, marfim,

florete de espadachim,

bastidor, passo de dança,

Colombina e Arlequim,

passarola voadora,

pára-raios, locomotiva,

barco de proa festiva,

alto-forno, geradora,

cisão do átomo, radar,

ultra-som, televisão,

desembarque em foguetão

na superfície lunar.

 

Eles não sabem, nem sonham,

que o sonho comanda a vida,

que sempre que um homem sonha

o mundo pula e avança

como bola colorida

entre as mãos de uma criança.

 

António Gedeão

In Movimento Perpétuo, 1956

 

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 17:21
| comentar

COMO É POSSÍVEL? O DISCURSO TEM SIDO PRECISAMENTE AO CONTRÁRIO

Estado recebe 10 mil novos funcionários em seis meses

Função Pública engrossou no primeiro semestre de 2006, tendo agora mais funcionários do que no início do ano, e complicando assim os planos de José Sócrates para emagrecer a Função Pública em 75 mil efectivos até ao final da legislatura.

DE

O Governo não está a conseguir reduzir o número de funcionários públicos. Nos primeiros seis meses deste ano entraram para a Função Pública 22.420 pessoas, mas apenas se reformaram 12.254. Ou seja, houve um aumento líquido de 10.166 efectivos no universo de trabalhadores. Os números constam do boletim da Direcção-Geral do Orçamento. Esta tendência contradiz os objectivos do Governo para o conjunto da legislatura, que apontam para uma redução de 75 mil funcionários.

Fonte: Jornal Diário económico

http://diarioeconomico.sapo.pt

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 12:00
| comentar
Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

HÁ PALAVRAS QUE NOS BEIJAM

Há palavras que nos beijam

Como se tivessem boca,

Palavras de amor, de esperança,

De imenso amor, de esperança louca.

 

 

Palavras nuas que beijas

Quando a noite perde o rosto,

Palavras que se recusam

Aos muros do teu desgosto.

 

 

De repente coloridas

Entre palavras sem cor,

Esperadas, inesperadas

Como a poesia ou o amor.

 

 

(O nome de quem se ama

Letra a letra revelado

No mármore distraído,

No papel abandonado)

 

 

Palavras que nos transportam

Aonde a noite é mais forte,

Ao silêncio dos amantes

Abraçados contra a morte

ALEXANDRE O´NEIL (1924-1986)

Editado por António Costa da Silva

publicado por alcacovas às 08:51
| comentar

Publicado por:

André Correia (AC); António Costa da Silva; Bruno Borges; Frederico Nunes de Carvalho; Luís Mendes; Ricardo Vinagre.

Posts recentes

***

“Alcáçovas Vila Global”

Inauguração da obra de Re...

Recordação do nosso Blog:...

Há 6 anos atrás começou a...

Vitória

Um brinde à Arte Chocalhe...

O Fabrico de Chocalhos já...

Mostra de Doçaria de Alcá...

Para onde vamos?

Arquivos

Outubro 2016

Agosto 2016

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Blogs

Visitas a partir de 5/3/2006

De onde nos visitam?

outils webmaster
contador

Pesquisar neste blog